O PENSAMENTO EMPÍRICO OBSTACULIZA O DESENVOLVIMENTO DO PENSAMENTO TEÓRICO? INTERPRETAÇÕES E POSSIBILIDADES

Autores

  • Ágatha de Souza Niero Universidade do Sul de Santa Catarina - Unisul https://orcid.org/0000-0002-3408-8077
  • Josélia Euzébio da Rosa Universidade do Sul de Santa Catarina – Unisul

DOI:

https://doi.org/10.34024/olhares.2023.v11.14445

Palavras-chave:

Lógica, Pensamento Empírico, Pensamento Teórico

Resumo

O pensamento empírico é ponto de partida para o desenvolvimento do pensamento teórico ou pensamento empírico obstaculiza o desenvolvimento do pensamento teórico? Para contribuir com as reflexões em torno deste debate, o presente trabalho tem o objetivo de investigar como pesquisadores brasileiros interpretam a relação entre pensamento empírico e pensamento teórico em Davídov no contexto da Educação Matemática. No presente artigo apresenta-se os resultados de um estudo organizado com base em uma revisão de literatura integrativa. Na perspectiva davidoviana o pensamento teórico sustenta-se na lógica dialética e o pensamento empírico na lógica formal. Nesse sentido, a realização do estudo se orienta por meio de uma busca sistemática realizada no Google Acadêmico, com o uso dos descritores: “lógica formal tradicional”, “lógica dialética”, “pensamento empírico”, “pensamento teórico”, “matemática” e “Davídov”. Nos trabalhos analisados constatou-se pouca discussão sobre a especificidade da lógica e como esta influência no processo de formação dos diferentes tipos de pensamento, no entanto, todos corroboram com Davídov no sentido de que o pensamento empírico obstaculiza o desenvolvimento do pensamento teórico.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ágatha de Souza Niero, Universidade do Sul de Santa Catarina - Unisul

Graduada com Licenciatura Plena em Matemática pela Universidade do Extremo Sul Catarinense - UNESC (2021). Atualmente, cursa Mestrado em Educação, pela Universidade do Sul de Santa Catarina - UNISUL. Suas pesquisas têm ênfase nos estudos a nível teórico e com as perspectivas da Teoria Histórico-Cultural e do Ensino Desenvolvimental diante da Matemática.

Josélia Euzébio da Rosa, Universidade do Sul de Santa Catarina – Unisul

Licenciatura em Matemática (UNESC - 2004), Mestrado (2006) e doutorado (2012) em Educação, linha de pesquisa Educação Matemática pela UFPR. Professora e pesquisadora com vínculo pela Unisul. As pesquisas incidem no modo de organização do ensino de Matemática. Atua na graduação (Pedagogia e Matemática), Mestrado e Doutorado em Educação. 

Referências

BARROS, K. M. Formação de conceitos matemáticos: um estudo baseado na teoria do ensino desenvolvimental. 2015. Dissertação (Mestrado em Educação para Ciências e para Matemática) – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás, Jataí, 2015. Disponível em: https://repositorio.ifg.edu.br/bitstream/prefix/444/1/disserta%c3%a7%c3%a3o_Kliver%20Moreira%20Barros.pdf. Acesso em: 23 ago. 2022.

BOTELHO, L. L. R.; CUNHA, C. A. C.; MACEDO, M. O Método Da Revisão Integrativa Nos Estudos Organizacionais. Gestão e Sociedade, [S. l.], v. 5, n. 11, p. 121–136, 2011. Disponível em: https://www.gestaoesociedade.org/gestaoesociedade/article/view/1220/906. Acesso em: 15 jun. 2022.

BRAGA, F. C.; ROSA, J. E. da. Movimento entre concreto e abstrato na formação de conceitos matemáticos por estudantes privados de liberdade. Roteiro, [S. l.], v. 47, p. e30051, 2022. DOI: 10.18593/r.v47.30051. Disponível em: https://periodicos.unoesc.edu.br/roteiro/article/view/30051. Acesso em: 15 maio. 2023.

CARVALHO, A. M. F. de. Psicologia sócio-histórica e formação continuada de professores em serviço: revisão integrativa de estudos de 2005 a 2020. 2020. Tese (Doutorado em Educação: Psicologia da Educação) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Psicologia da Educação, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2020. Disponível em: https://repositorio.pucsp.br/bitstream/handle/23434/2/Agda%20Malheiro%20Ferraz%20de%20Carvalho.pdf. Acesso em: 15 jun. 2022.

CLARINDO, C. B. S. Atividade de estudo como fundamento do desenvolvimento do pensamento teórico de crianças em idade escolar inicial. 2015. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Marília, 2015. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/123922/000831793.pdf?sequence=1&isAllow. Acesso em: 23 ago. 2022.

DAVÍDOV, V. V. La Ensenanza Escolar Y El Desarrollo Psíquico: Invetigación Psicológica Teórica Y Experimental. Moscu: Editorial Progreso, 1988.

DAVÍDOV, V. V. Tipos de generalizacion en la ensenanza. Havana: Pueblo y Educacion, 1982.

DAVÍDOV, V. V. Análise dos Princípios Didáticos da Escola Tradicional e Possíveis Princípios do Ensino em Um Futuro Próximo. In: LONGAREZI, A. M.; PUENTES, R.V. (Org.). Ensino Desenvolvimental. Antologia. Livro 1. 1. ed. Uberlândia: Edufu, 2017. v. 1. 240p. Tradução: Josélia Euzébio da Rosa e Ademir Damazio. p. 211-223.

FONTES, M. S.; ROSA, J. E. Mapeamento de teses de doutorado sobre o processo de desenvolvimento de conceitos na formação de professores que ensinam matemática: Uma análise com base na Teoria Histórico-Cultural. Revista de Investigação e Divulgação em Educação Matemática, [S. l.], v. 7, n. 1, 2023. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/ridema/article/view/38346. Acesso em: 12 maio. 2023.

FRANCO, P. L. J. O desenvolvimento de motivos formadores de sentido no contexto das atividades de ensino e estudo na escola pública brasileira. 2015. Tese (Doutorado em Educação Escolar) – Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2015. Disponível em: https://repositorio.ufu.br/bitstream/123456789/13690/1/DesenvolvimentoMotivosFormadores.pdf. Acesso em: 23 ago. 2022.

GARAY GONZÁLEZ, A. G. Fundamentos da teoria histórico-cultural para a compreensão do desenvolvimento do pensamento conceitual de crianças de 4 a 6 anos. 2016. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2016. Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/bitstream/handle/ufscar/7834/TeseAGGG.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 24 ago. 2022.

KOPNIN, P. V. A dialética como lógica e teoria do conhecimento. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1978.

LIBÂNEO, J. C. A didática e a aprendizagem do pensar e do aprender: a teoria histórico-cultural da atividade e a contribuição de Vasili Davídov. Revista Brasileira de Educação, v. 27, dez. 2004. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbedu/a/ZMN47bVm3XNDsJKyJvVqttx/?lang=pt. Acesso em: 24 ago. 2022.

LONGAREZI, A. M.; FRANCO, P. L. J. A formação-desenvolvimento do pensamento teórico na perspectiva histórico-cultural da atividade no ensino de matemática. Revista Educativa-Revista de Educação, v. 19, n. 2, p. 526-561, 2016. Disponível em: file:///C:/Users/agath/OneDrive/%C3%81rea%20de%20Trabalho/PLANEJAMENTOS%202%C2%BA%20SEMESTRE/5406-16317-1-PB.pdf. Acesso em: 24 ago. 2022.

LOPES, A. P. A. A organização do Ensino de Psicologia da Educação em cursos de licenciatura. 2012. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual de Maringá, Maringá, 2012. Disponível em: http://www.ppe.uem.br/dissertacoes/2012/2012%20-%20Alda.pdf. Acesso em: 23 ago. 2022.

LUMERTZ, F. D. S; NUNES, A. P; MENEGOTTO, L. M. Educação em tempos de pandemia: uma reflexão acerca da pobreza, opressão e humanização. Olhares, Revista do Departamento de Educação da Unifesp, v. 10, n.1, 2022. Disponível em: https://periodicos.unifesp.br/index.php/olhares/article/view/12621. Acesso em: 23 ago. 2022.

MAGAGNATO, P. C. Fundamentos teóricos da atividade de estudo como modelo didático para o ensino das disciplinas científicas. 2011. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/90978/magagnato_pc_me_bauru.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 25 ago. 2022.

MAGALHÃES, G. M. Análise da atividade-guia da criança na primeira infância: contribuições da Psicologia Histórico-Cultural para a avaliação do desenvolvimento infantil dentro de instituições de ensino. 2016. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/143796/magalh%c3%a3es_gm_dr_arafcl.pdf?sequence=7&isAllowed=y. Acesso em: 25 ago. 2022.

MARTINS, L. M. As aparências enganam: divergências entre o materialismo histórico dialético e as abordagens qualitativas de pesquisa. 2007. Disponível em: https://amablymonari.com.br/wp-content/uploads/2017/12/As_aparA_ncias_enganam_-_divergencias_entre_o_mhd_e_as_abordagens_qualitativas.pdf. Acesso em: 20 ago. 2022.

MORAES, M. S. Setor trigonal: contribuições de uma atividade didática na formação de conceitos matemáticos na interface entre história e ensino de matemática. 2017. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Bauru, 2017. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/150647/moraes_ms_me_bauru_sub.pdf?sequence=7&isAllowed=y. Acesso em: 23 ago. 2022.

NEVES, J. D. O ensino e a aprendizagem de álgebra nos anos finais do Ensino Fundamental: a formação do conceito de função. 2015. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade de Uberaba, Uberaba, 2015. Disponível em: file:///C:/Users/agath/OneDrive/%C3%81rea%20de%20Trabalho/PLANEJAMENTOS%202%C2%BA%20SEMESTRE/JOS%C3%89%20DIVINO%20NEVES.pdf. Acesso em: 23 ago. 2022.

OLIVEIRA, M. V. F. Pensamento teórico e formação docente: apropriação de saberes da tradição lúdica na perspectiva da teoria da formação das ações mentais por etapas de P. Ya. Galperin. 2011. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2011. Disponível em: https://repositorio.ufrn.br/bitstream/123456789/14397/1/MarcusVFO_TESE.pdf. Acesso em: 25 ago. 2022.

PERES, T. F. de C. Ensino desenvolvimental e aprendizagem da Matemática: a formação do conceito de raiz quadrada no ensino fundamental. 2020. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2020. Disponível em: https://repositorio.bc.ufg.br/tede/bitstream/tede/11192/3/Tese%20-%20Thalitta%20Fernandes%20de%20Carvalho%20Peres%20-%202020.pdf. Acesso em: 24 ago. 2022.

REIS, A. Q. M. A. contextualização da matemática como princípio educativo no desenvolvimento do pensamento teórico: exploração de contextos no movimento do pensamento em ascensão do abstrato ao concreto. 2017. Tese (Doutorado em Educação nas Ciências – área da Matemática) – Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, Ijuí, 2017. Disponível em: https://bibliodigital.unijui.edu.br:8443/xmlui/bitstream/handle/123456789/6073/ANA%20QUELI%20MAFALDA%20REIS.pdf?sequence=5&isAllowed=y. Acesso em: 24 ago. 2022.

ROSA, J. E.; NÓBREGA, J. N. N.; MIGUEIS, M. R. Organização do ensino que possibilita a revelação da gênese do conceito de fração em nível teórico. POIÉSIS - Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação (Unisul), Tubarão, v. 16, n. 30, 2022. Disponível em https://portaldeperiodicos.animaeducacao.com.br/index.php/Poiesis/article/view/16497.

ROSA, S. V. L.; SYLVIO, M. C. Teoria histórico-cultural e teoria do ensino desenvolvimental: bases para uma epistemologia psicológico-didática do ensino. Revista Educativa-Revista de Educação, v. 19, n. 2, p. 419-448, 2017. Disponível em: file:///C:/Users/agath/OneDrive/%C3%81rea%20de%20Trabalho/PLANEJAMENTOS%202%C2%BA%20SEMESTRE/5393-16296-1-PB.pdf. Acesso em: 23 ago. 2022.

SANTANA, M. S. R. A categoria de atividade e o desenvolvimento do pensamento segundo a abordagem histórico-cultural. 2008. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual Paulista “Júlio Mesquita Filho”, Marília, 2008. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/91292/santana_msr_me_mar.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 25 ago. 2022.

SILVESTRE, B. S. A formação do professor de matemática: o jogo como recurso de ensino. 2016. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2016. Disponível em: https://repositorio.bc.ufg.br/tede/bitstream/tede/6484/5/Disserta%c3%a7%c3%a3o%20-%20Bruno%20Silva%20Silvestre%20-%202016.pdf. Acesso em: 24 ago. 2022.

SIMÕES, J. P. Atividade de estudo e consciência crítica do professor: processo de intervenção formativa histórico-cultural. 2019. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Presidente Prudente, 2019. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/191280/simoes_jp_me_prud.pdf?sequence=3&isAllowed=y. Acesso em: 25 ago. 2022.

URBANETZ, S. T.; ROMANOWSKI, J. P.; URNAU, S. Revisão integrativa sobre a formação de professores na revista retratos da escola. Educação & Sociedade [online]. 2021, v. 42, e240854. https://doi.org/10.1590/ES.240854. Epub 15 Nov 2021. ISSN 1678-4626.

VIGOTSKI, L. S. A construção do pensamento e da linguagem. Tradução: Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

Downloads

Publicado

2023-05-29

Como Citar

Niero, Ágatha de S., & Rosa, J. E. da. (2023). O PENSAMENTO EMPÍRICO OBSTACULIZA O DESENVOLVIMENTO DO PENSAMENTO TEÓRICO? INTERPRETAÇÕES E POSSIBILIDADES. Olhares: Revista Do Departamento De Educação Da Unifesp, 11(1). https://doi.org/10.34024/olhares.2023.v11.14445

Edição

Seção

SEÇÃO TEMÁTICA: GEPPEDH 10 ANOS: Educação e pesquisa na perspectiva histórico-cultural