Olhares: Revista do Departamento de Educação da Unifesp https://periodicos.unifesp.br/index.php/olhares <p>A revista Olhares é um periódico de publicação exclusivamente eletrônico, classificado com Qualis A4, de circulação nacional e internacional, do Departamento de Educação da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade Federal de São Paulo. Vinculada aos Programas de Pós-Graduação – PPG Educação e Saúde na Infância e na Adolescência e PPG em Educação.</p> pt-BR olhares@unifesp.br (Equipe Editorial Olhares) olhares@unifesp.br (Profa. Dra. Edna Martins) Fri, 16 Feb 2024 19:16:30 +0000 OJS 3.3.0.10 http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss 60 EDUCAÇÃO, NEOLIBERALISMO E RESISTÊNCIAS https://periodicos.unifesp.br/index.php/olhares/article/view/16014 <p>O texto aborda os efeitos da racionalidade neoliberal nos sistemas educacionais públicos, um processo de reconfiguração institucional apoiado pela tríade, Nova Gestão Pública - Governança - Quase-mercados, que opera simultaneamente no desmonte da institucionalidade do sistema escolar. Assim, o declínio dos conteúdos escolares em favor das competências, na direção da reformulação das teorias do Capital Humano que reduz a educação à formação para o mercado de trabalho. Uma narrativa performativa com capacidade de produzir novas subjetividades, em harmonia com as de outros contextos, submetidos a idênticas racionalidades. Sob este prisma, se analisa o conceito de resistência progressivamente, tanto na dimensão individual dos professores, como nas possíveis articulações entre agentes e organizações.</p> Luis Aguilar Hernàndez Copyright (c) 2024 Luis Aguilar Hernàndez https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.unifesp.br/index.php/olhares/article/view/16014 Fri, 16 Feb 2024 00:00:00 +0000 ACOLHIMENTO DE PROFESSORAS INICIANTES DE EDUCAÇÃO INFANTIL: análise de Estado do Conhecimento https://periodicos.unifesp.br/index.php/olhares/article/view/14995 <p>O início da carreira docente é um momento de muitas inquietações e incertezas. Esse primeiro relacionamento com o universo pedagógico pode deixar marcas que, possivelmente, influenciam a decisão pela continuidade ou desistência da profissão docente, reforçando ainda mais a importância de um acompanhamento da equipe pedagógica da instituição de ensino. Considerando o tamanho desafio, este trabalho tem por objetivo identificar situações de acolhimento e acompanhamento direcionada às professoras iniciantes que atuam na Educação Infantil. Além disso, este estudo propõe discorrer sobre o atual Estado do Conhecimento, analisando a produção científica sobre a temática, em teses e dissertações disponibilizadas na Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (BDTD/IBICT). Para tanto, as bibliografias encontradas passaram por uma primeira análise chamada “leitura flutuante” de seus resumos e, posteriormente, foram organizadas nas seguintes etapas: bibliografia anotada, bibliografia sistematizada e bibliografia categorizada. Sobre a busca, foram utilizados os descritores <em>Professor iniciante</em> e <em>Educação infantil</em>, sendo encontrados 31 resultados, destes, 23 dissertações e oito teses. A partir da seleção mais criteriosa, totalizaram sete bibliografias para o estudo. Duas categorias foram criadas: Acompanhamento e formação continuada e Momentos desafiadores. Em síntese, o olhar acolhedor para com o professor pode ser decisivo na escolha pela continuidade da profissão, no seu desenvolvimento profissional, exercendo reflexo na própria constituição do “ser” docente.</p> Crislaine Vargas Basso, Lidiane Limana Puiati Pagliarin Copyright (c) 2024 Crislaine Vargas Basso, Lidiane Limana Puiati Pagliarin https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.unifesp.br/index.php/olhares/article/view/14995 Fri, 16 Feb 2024 00:00:00 +0000 NARRATIVAS DOCENTES EM FOCO: tecnologias digitais e práticas educacionais https://periodicos.unifesp.br/index.php/olhares/article/view/14962 <p>Este trabalho tem por objetivo discutir excertos de narrativas de dois docentes acerca de suas práticas com tecnologias digitais em uma escola privada do interior de São Paulo. Os trechos aqui apresentados advêm de um conjunto de dados gerados ao longo de uma pesquisa etnográfica escolar que contou com a participação total de sete professores. As narrativas examinadas referem-se principalmente à atuação desses docentes no segundo semestre de 2021. Trata-se de uma investigação qualitativa que buscou apoio metodológico na Pesquisa Narrativa e que fundamenta sua discussão no campo dos estudos dos (multi)letramentos. Os resultados aqui apresentados apontam que, ao falar a partir de um contexto privilegiado no que diz respeito ao acesso aos ambientes e recursos digitais, as reflexões dos docentes participantes revelam uma visão essencialmente positiva acerca de três diferentes impactos das TDIC em suas práticas, que dizem respeito a: sua própria aprendizagem e desenvolvimento profissionais; às interfaces entre essas tecnologias e seus alunos e, também, as suas percepções acerca de materiais e práticas didáticas, especialmente em decorrência de suas experiências durante (e logo após) o período de ensino remoto emergencial.</p> Lucas Falvo Mayer, Eliane Fernandes Azzari Copyright (c) 2024 Lucas Falvo Mayer, Eliane Fernandes Azzari https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.unifesp.br/index.php/olhares/article/view/14962 Fri, 16 Feb 2024 00:00:00 +0000 ESCALAS DE IDENTIFICAÇÃO DAS ALTAS HABILIDADES / SUPERDOTAÇÃO NO BRASIL: ANÁLISE CRÍTICA https://periodicos.unifesp.br/index.php/olhares/article/view/15134 <p>A identificação das altas habilidades/superdotação (AD/SD) é um processo desafiador que, tradicionalmente, se inicia pelo emprego de instrumentos de rastreio. Buscando compreender a qualidade destes materiais utilizados, foi realizada uma revisão crítica das qualidades psicométricas das escalas encontradas após consulta a base de dados Scielo, Pepsic, Google Acadêmico e Periódicos Capes. Dezessete escalas foram identificadas, sendo quatro adaptações e 13 desenvolvidas nacionalmente. Quanto às dimensões avaliadas, nota-se que contemplam uma definição multidimensional adotada pelo Ministério da Educação, entretanto carente de estudos voltados à investigação das evidências de validade e precisão, sendo mais comum a investigação de seu conteúdo. Diante dos achados é possível afirmar que os instrumentos utilizados nacionalmente carecem de estudos de refinamento, a fim de garantir o uso adequado dos resultados. Sugere-se que estudos futuros sejam realizados a fim de ampliar as bases de dados, incluindo dissertações e teses.</p> Tatiana de Cassia Nakano, Julia Reis Negreiros Copyright (c) 2024 Tatiana de Cassia Nakano, Julia Reis Negreiros https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.unifesp.br/index.php/olhares/article/view/15134 Fri, 16 Feb 2024 00:00:00 +0000 QUESTÕES DE GÊNERO NO LITERÁRIO E IMAGÉTICO DE LAVAGEM, DE SHIKO https://periodicos.unifesp.br/index.php/olhares/article/view/14994 <p>A sociedade contemporânea se comunica por meio de textos multimodais, que têm se tornado cada vez mais comuns. Exemplos de textos multimodais são os sites, os infográficos, as propagandas, as histórias em quadrinhos e os filmes. A proposta do presente artigo é analisar a história em quadrinhos brasileira <em>Lavagem</em>, idealizada pelo autor Shiko, indicando-a como possível aporte didático para uma pedagogia dos multiletramentos. A referida ficção apresenta o casal Esposa e Omar, que vivem em um precário manguezal. É possível perceber que a Esposa, personagem feminina, é vítima de violência de gênero. Dessa forma, a HQ propiciou que discussões acerca do ser feminino aconteçam em sala de aula, especialmente no que diz respeito as questões da submissão e subserviência de mulheres em relação aos homens, a construção social do gênero feminino e a brutalidade do patriarcado. Não somente isso, a obra une as artes literária e imagética, possibilitando leituras diversas. Saber estabelecer relações entre diferentes tipos de texto é uma amostra de multiletramento. Assim, intencionando capacitar alunos para serem tanto multiletrados como conscientes de seu papel, no caso específico, anti-machistas, entre as várias perspectivas que a narrativa em seus verbos e traços possibilita, realizou-se uma investigação analítica das questões femininas em <em>Lavagem</em>, ao mesmo tempo que se indicou uma sequência pedagógica de leitura para uma pedagogia dos multiletramentos.</p> Kezia da Silva Calixto, Gilberto Freire de Santana, Fernanda Suelen Freitas da Silva, Maria da Guia Taveiro Silva Copyright (c) 2024 Kezia da Silva Calixto, Gilberto Freire de Santana, Fernanda Suelen Freitas da Silva, Maria da Guia Taveiro Silva https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.unifesp.br/index.php/olhares/article/view/14994 Fri, 16 Feb 2024 00:00:00 +0000