Quintais com PANC: espaços produtores de educabilidade?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2023.v18.14537

Palavras-chave:

Quintal, PANC, Educação Ambiental

Resumo

O objetivo deste artigo teórico é discutir o papel dos quintais com Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANC) como espaços produtores de educabilidade para uma Educação Ambiental crítica. Para tanto, abordaremos o sistema agroalimentar hegemônico e a relação com a negação ao Direito Humano à Alimentação Adequada. Logo após, confrontaremos tal sistema com o anúncio da agroecologia. Por meio de duas temáticas: a possibilidade de reafirmar o DHAA e a de construir conhecimentos afinados com a Educação Ambiental crítica, consideramos que, os quintais com PANC, são espaços de produção de conhecimentos que contribuem para uma educação crítica, a partir da valorização da memória, da identidade e da prática social de produzir alimento e de se alimentar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristina de Menezes Schittini, Universidade Federal de Juiz de Fora

Mestranda do Programa de Pós Graduação em Educação.

Angélica Cosenza, Universidade Federal de Juiz de Fora

Profa Dra. Faculdade de Educação/Programa de Pós Graduação em Educação.

Referências

ALIER, Joan Martínez. O ecologismo dos pobres. São Paulo: Editora Contexto, 2007.

ALMADA, Emmanuel Duarte; SOUZA, Mariana Oliveira e (org.). Quintais: memória, resistência e patrimônio biocultural. Belo Horizonte: UEMG, 2017.

AMOROZO, Maria Christina de Mello. Sistemas agrícolas tradicionais e a conservação de agrobiodiversidade (Texto resumido e modificado de Amorozo, M.C.M. Agricultura Tradicional, Espaços de resistência e o prazer de plantar). In: ALBUQUERQUE, Ulysses Paulino et al. Atualidade em Etnobiologia e Etnoecologia. Recife: Sociedade Brasileira de Etnobiologia e Etnoecologia, 2002, p. 123-131. Disponível em: <http://arquivo.ambiente.sp.gov.br/cea/2011/12/MariaA.pdf>. Acesso em 9 mar. 2022

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. O que é educação. S.Paulo: Brasiliense, 2007.

BRASIL. Lei n. 11.346 de 15 setembro de 2006. Cria o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional – SISAN com vistas em assegurar o direito humano à alimentação adequada e dá outras providências. Diário Oficial da União. Brasília, DF. 18 set. 2006. Disponível em: < <https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2006/lei/l11346.htm>. Acesso em: 30 dez. 2020.

BRASIL. Governo do Brasil. Pesquisa do IBGE mostra aumento da obesidade entre adultos. 2020. Disponível em: https://www.gov.br/pt-
. Acesso em 28 jan. 2022.

CALDART, Roseli. Agroecologia nas Escolas de Educação Básica: fortalecendo a resistência ativa!. Anais do VIII Encontro Estadual de Educadoras e Educadores de Assentamentos de Reforma Agrária do MST RS. Nova Santa Rita, 30 e 31 de out. 2019. Disponível em: <https://www.biodiversidadla.org/Documentos/Agroecologia-nas-Escolas-de-Educacao-Basica-fortalecendo-a-resistencia-ativa>. Acesso em: 3 mar. 2021.

CALLEGARI, Cristina Ramos.; MATOS FILHO, Altamiro Morais. PANC, soberania e segurança alimentar e nutricional. In: GINDRI, Diego Medeiros; MOREIRA, Patrícia Almeida Barroso; VERISSIMO, Mario Alvaro Aloisio (org.). Sanidade Vegetal: uma estratégia global para eliminar a fome, reduzir a pobreza, proteger o meio ambiente e estimular o desenvolvimento econômico sustentável. Florianópolis: CIDASC, 2020. p. 258-264.

CARDOSO, Thiago Mota; CAMPOS, Marilena Altenfelder Arruda. Quintais Pataxó: lugares de resistência. In: ALMADA, Emmanuel Duarte; SOUZA, Mariana Oliveira (org.). Quintais: memória, resistência e patrimônio biocultural. Belo Horizonte: UEMG, 2017. p. 77-91.

CARNEIRO, Aparecida Sueli. A construção do Outro Como Não-Ser como fundamento do Ser. Tese de doutorado. Feusp. Programa de Pós-graduação em Educação, 2015.

CAVALCANTI, Cacilda Rodrigues; FARAGE, Eblin; FERREIRA, Franklin Douglas; DIAS, Raquel; BRANDÂO, Selma Maria Silva de Oliveira. Educação e Cultura na Luta por Emancipação da Humanidade: ataques e resistências no governo Bolsonaro. Revista de Políticas Públicas, v. 24, p. 312-330, 2020.

CONSELHO NACIONAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL (CONSEA). Manifesto da 5 Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional à Sociedade Brasileira sobre Comida de Verdade no Campo e na Cidade, por Direitos e Soberania Alimentar. Brasília, 2015. Disponível em: <http://www4.planalto.gov.br/consea/comuniacao/noticias/2015/novembro/manifesto-a-sociedade-mostra-o-que-e-comida-de-verdade>.Acesso em: 18 jul. 2019.

COSENZA, Angélica; MARTINS, Isabel. Os sentidos de “conflitos ambiental” na Educação Ambiental: uma análise dos periódicos de Educação Ambiental. Ensino, Saúde e Ambiente – v.5(2), p. 234-245, ago. 2012.

COSENZA, Angélica. Agroecologia Escolar: quando professores/as e agricultores/as se encontram. In: COSENZA, A.; SILVA, C.N.; REIS, E. dos R. Agroecologia Escolar: quando professores/as e agricultores/as se encontram. Rio das Ostras, RJ: Nupen/UFRJ, 2021.

FERNANDES, Bernardo Mançano. Regimes Alimentares, impérios alimentares, soberanias alimentares e movimentos alimentares. Revista Latino Americana de estudos rurales (ReLaER), v. 4(7), ene./jun., 2019.

FERREIRA, Aline Guterres; DURÁN, Carlos Ernesto Ayala; SOUZA, Dina Ferreira de; SANTOS, Francisco José Costa dos; WITT, Julia Rovena. Agroecologia e Educação Ambiental. In: SOGLIO, Fábio Dal; KUBO, Rumi Regina. (org.). Desenvolvimento, agricultura e sustentabilidade. Porto Alegre: UFRGS, 2016. p. 133-143.

GUHUR, Dominique; SILVA, Nívia Regina da. Agroecologia. In: DIAS, Alexandre Pessoa; STAUFFER, Anakeila de Barros, MOURA, Luiz Henrique Gomes de; VARGAS, Maria Cristina. Dicionário de agroecologia e educação. São Paulo: Expressão Popular: Rio de Janeiro: Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, 2021. P. 59-73.

HLPE. La nutición y los sistemas alimentarios. Um informe del Grupo de alto nível de expertos em seguridade alimentaria y nutrición del Comitê de Seguridad Alimentaria Mundial, Roma, 2017. Disponível em: <http://www.fao.org/cfs/cfs-hlpe/informes/es/>. Acesso em: 13 nov. 2021.

HLPE. Agroecological and Other innovative approaches for sustainable agricultura and food systems that enhance food security and nutrition. Rome, 2019. Disponível <https://www.fao.org/fileadmin/user_upload/hlpe/hlpe_documents/HLPE_Reports/HLPE-Report-14_EN.pdf Acesso em: 13 nov. 2021>.

JAIME, Patricia; et al. Diálogo sobre Ultraprocessados: soluções para sistemas alimentares saudáveis e sustentáveis. Cátedra Josué de Castro; NUPENS/USP, 2021. Disponível em: <http://catedrajc.fsp.usp.br/publicacoes/dialogo-sobre-ultraprocessados-solucoes-para-sistemas-alimentares-saudaveis-e-sustentaveis/>. Acesso em: 13 nov. 2021.

KINPUPP, Valdely F. Plantas alimentícias não-convencionais da região metropolitana de Porto Alegre, RS. Tese (Doutorado em Fitoterapia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. 2007.

KINUPP, Valdely F.; LORENZI, H. Plantas Alimentícias não convencionais (PANC) no Brasil: guia de identificação, aspectos nutricionais e receitas ilustradas. São Paulo: Instituto Plantarum de Estudos da Flora, 2014.

LAYRARGUES, Philippe Pomier. Pandemias, Colapso Climático, Antiecologismo: Educação Ambiental entre as emergências de um ecocídio apocalíptico. Revist Brasileira de Educação Ambiental, São Paulo, v. 15, n. 4, p. 1-30, 2020.

LEÃO, Marília (org). O direito humano à alimentação adequada e o sistema nacional de segurança alimentar e nutricional. Brasília: ABRANDH, 2013.

LOUREIRO, Carlos Frederico B. Contribuições teórico-metodológicas para a Educação Ambiental com povos tradicionais. Ensino, Saúde e Ambiente – número especial, p. 133-146, jun. 2020.

LOURENÇO, Daniel Braga. Qual o valor da natureza? Uma introdução a ética ambiental. São Paulo: Elefante, 2019.

MACHADO, Renato Luiz Abreu. Direito Humano à Alimentação Adequada. CONSEA. 2017. Disponível em: <http://www4.planalto.gov.br/consea/acesso-a-informacao/institucional/conceitos/direito-humano-a-alimentacao-adequada>. Acesso em: 29 jan. 2021.

MACHADO, Luiz Carlos Pinheiro; MACHADO FILHO, Luiz Carlos Pinheiro. A dialética da Agroecologia: contribuições para um mundo com alimentos sem veneno. São Paulo: Expressão Popular, 2017.

OBSERVATÓRIO DO CLIMA. Pacote da Destruição: o que dizem os projetos de lei em pauta. 2022. Disponível em: <https://www.oc.eco.br/pacote-da-destruiao-o-que-dizem-os-pricipais-pls/ . Acesso em: 9 jul. 2022>.

PENSSAN, REDE BRASILEIRA DE PESQUISA EM SOBERANIA E SEGURANÇA ALIMENTAR. II Inquérito nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da COVID-19 no Brasil (livro eletrônico). São Paulo: Fundação Friedrich Ebert: Rede PENSSAN, 2022. Disponível em: <https://olheparaafome.com.br/wp-content/uploads/2022/06/Relatorio-II-VIGISAN-2022.pdf>. Acesso 14 de jun. 2022

PIGNATI, Wanderlei Antônio; SOARES, Mariana Rosa; LEÃO, Luis Henrique da Costa. A cadeia produtiva do agronegócio, danos ambientais, acidentes de trabalho, agrotóxicos, doenças e pandemias: um resumo. In: PIGNAT, Wanderlei Antonio; CORRÊA, Marcia Leopoldina M.; LEÃO, Luís Henrique da Costa;; MACHADO, Jorge Huete (org.). Desastres sócio-sanitário-ambientais do agronegócio e resistências agroecológicas no Brasil. São Paulo: outras Expressões, 2021. p. 95-111.

PINILLA, Nara Nara.; OLIVEIRA, Maria do Socorro Lima. A percepção sobre os quintais rurais por mulheres agricultoras do Sertão do Pajeú – PE. Caderno de Ciências Sociais da UFRPE. ano VIII, v. II, n. 15, jul./dez., 2019.

RANIERE, Guilherme. Levantamento Etnobotânico das Plantas Alimentícias nos municípios de Areias e São José do Barreiro – SP: um patrimônio nos quintais urbanos. 2018. Dissertação (Mestrado em Ciência Ambiental) - Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo. São Paulo, 2018.

RANIERE, Guilherme. Matos de Comer: identificação de plantas comestíveis. Ed do Autor, 2021.

RUFINO, Luiz; CAMARGO, Daniel Renaud; SÁNCHEZ, Celso. Educação Ambiental desde El Sur: a perspectiva da Terrexistência como política a poética descolonial. Revista Sergipana de Educação Ambiental. REVISEA, São Cristóvão, v.7, n. especial, 2020.

RUFINO, Luiz. Vence–demanda: a educação e descolonização. Rio de Janeiro, 2021.

SANTOS, Maureen; GLASS, Verena (org.). Atlas do Agronegócio: fatos e números sobre as corporações que controlam o que comemos. Rio de Janeiro: Fundação Heinrich Böll, 2018.

SCHOTTZ, Vanessa. Em defesa da alimentação adequada e saudável. Agriculturas. v.11, n. 4, dez. 2014.

SILVA, Yan Victor Leal da; ALMADA, Emmanuel Duarte; OLIVEIRA, Marcelo Lelles Romarco de. Lembrar a roça, saber a cidade: trocas simbólicas nos quintais de Ibirité, Minas Gerais, Brasil. Revista Geográfica Venezuelana, v. 60, n. 1, p. 226-240, enero/jun. 2019.

SILVA, Michele Alice da; SILVA, Camila Neves; COSENZA, Angélica; MILANÉS, Olga Alicia Gallardo. Quando a Educação Ambiental anuncia a Ecologia Política: o que dizem os anais do Encontro Pesquisa em Educação Ambiental? Revista em Educação Ambiental, vol. 16, n. 2, 2021.

THE LANCET; ALIMENTANDO IDEIAS. Sindemia Global da Obesidade, Desnutrição e Mudanças Climáticas: relatório da Comissão The Lancet. Jan, 2019. Disponível em: <https://alimentandopoliticas.org.br/wp-content/uploads/2019/08/idec-the_lancet-sumario_executivo-baixa.pdf>. Acesso em: 22 set. 2021.

VIA CAMPESINA. Brasil: soberania alimentar deve ser debatida pelo conjunto da sociedade. 18 out. 2016. Disponível em: <https://cloc-viacampesina.net/brasil-soberania-alimentar-deve-ser-debatida-pelo-conjunto-da-sociedade/>. Acesso em: 30 dez. 2020.

WALSH, Catherine. Interculturalidad, colonialidad y educacion. Revista Educación y Pedagogia, v. XIX, nº. 48, may./ago., 2007. Disponível em: <https://flacsoandes.edu.ec/sites/default/files/agora/files/1265909654.interculturalidad__colonialidad_y_educacion_0.pdf>. Acesso em: 12 jul. 2021.

Downloads

Publicado

01-06-2023

Como Citar

Schittini, C. de M., & Cosenza, A. (2023). Quintais com PANC: espaços produtores de educabilidade?. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 18(4), 242–259. https://doi.org/10.34024/revbea.2023.v18.14537

Edição

Seção

Artigos
Recebido: 2022-10-25
Aceito: 2023-01-31
Publicado: 2023-06-01

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.