Estratégias para Educação Ambiental sobre o ecossistema manguezal na Educação Básica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2021.v16.11672

Palavras-chave:

Intervenções ambientais. Ambiente escolar. Impactos.

Resumo

Os manguezais possuem diversas funções naturais de importância ecológica e socioeconômica. O ambiente escolar é ideal para ampliar a consciência e atitudes adequadas para sua utilização. Foi implementada estratégias metodológicas para Educação Ambiental, por meio da produção de materiais didático-pedagógicos, sobre o ecossistema manguezal em diferentes etapas da educação básica. Os professores apresentaram conhecimento parcialmente satisfatório e insatisfatório sobre o assunto. Já os alunos após a intervenção didática apresentaram resultados satisfatórios. Os resultados insatisfatórios dos professores e dos alunos são reflexos da ausência de materiais didáticos específicos e de cursos de formação continuada para professores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALBUQUERQUE, A.; FREITAS, E.; MOURA-FÉ, M. M.; BARBOSA, W. A proteção dos Ecossistemas de Manguezal pela Legislação Ambiental Brasileira. Geographia. v. 17 n.33. p. 126-153, 2015.

ALBUQUERQUE, R. M. V. L; FARIAS, E. M. N; MAIA, R. C. Educação Ambiental para o Ecossistema Manguezal: O papel dos pescadores artesanais. Conexões Ciência e Tecnologia. Fortaleza-CE, v.9, n.3, p.41-50, 2015.

ALMEIDA V. C.; COELHO, J. C.; FEITOSA, F.; PASTOR, D.;MONTE, G. caracterização estrutural do manguezal do rio tabatinga, suape, pe, brasil. tropical oceanography, recife, v. 42, n. 1 p. 33-47, 2014.

ARAÚJO, M.V.; SÁ FREIRE G. S.; COSTA, S. S. L.; PORTELA, J. P. Análise geoambiental da área estuarina do rio Acaraú, município de Acaraú – Ceará – Brasil, usando técnicas de sensoriamento remoto. In: Anais. XIV Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, Natal, Brasil. p. 4561-4568. 2009. Disponível em: <https://bit.ly/martesidinpe>. Acesso em: 5 mar.2019.

BARBOSA, T.S.; FURRIER, M. Ocupações irregulares e impactos sócio-ambientais às margens do rio Sanhauá, Paraíba/Brasil. Revista Percurso – NEMO, Maringá, v.5, n. 2, p 91 – 107, 2013.

CARDOSO, R. B.; CARDOSO, T. A. L.; CAMAROTTI, M, F. Educação Ambiental nos anos Iniciais do Ensino Fundamental: Abordagem e percepção do ecossistema Manguezal. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, v. 29, n.1, p. 1-13, 2012.

CORREIA, M. G. S. Aspectos históricos e impactos ambientais identificados no manguezal 13 de julho, aracaju/se. Anais do XI Congresso Brasileiro de Defesa do Meio Ambiente. 393p. 2015. Disponível em: <https://bit.ly/arquivo1438710974pdf>. Acesso em: 4 jan. 2020.

FARIAS, K. L; DE ANDRADE, R. C. B. Educação Ambiental: O manguezal no Ensino Fundamental. Revista Eletrônica do Mestrado de Educação Ambiental, v.25, n.1, 2010.

FARRAPEIRA, C.M.R.; SILVA, K.M.E.; LIMA, A.O. Percepção e concepção do manguezal vinculados ao ensino da Biologia em uma escola de Recife- PE. Educação Ambiental em Ação, Novo Hamburgo, v. 1, n. 19, p. 1-9. 2007.

FREITAS, D. L. R.; COSTA, A. C. P.; MIRANDA, F. F.; MELO, A. A.; SILVA, J. T.; BARBOSA, J. S. O manguezal, o professor e a sala de aula – Desenvolvimento de oficina sobre o ecossistema manguezal para professores da rede municipal de ensino de Macau-RN. Anais VII Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação. Palmas, p.1-8, 2012. Disponível em: <https://bit.ly/propiftoedu>. Acesso em: 26 jun. 2020.

GARRIDO, L. S.; MEIRELLES, R. M. S. Percepção sobre meio ambiente por alunos das séries iniciais do Ensino Fundamental: considerações à luz de Max e de Paulo Freire. Ciência e Educação, Bauru, v. 20, n. 3, p. 671-685, 2014.

JACOBI, P. Educação Ambiental, cidadania e sustentabilidade. Cadernos de Pesquisa, v.33, n.118, p. 189-205, mar. 2003.

KRASILCHIK, M. Prática de Ensino de Biologia. 4.ed. São Paulo: EDUSP, 258p, 2004.

MAIA, R.C. Manguezais do Ceará. Recife: Imprima, 2016, 55p.

MANSON, F. J.; LONERAGAN, N. R.; SKILLETER, G.A.; PHINN, S. R. An evaluation of the evidence for linkgens between mangroves and fisheries: a synthesis of the literature and identification os research directions. Oceanography and Marine Biology, v.43, p. 485 -515 2005.

MEDEIROS, S. R. M.; CARVALHO, R. G.; PIMENTA. M. R. C. A proteção do ecossistema manguezal a luz da lei: 12.651/2012: novos desafios para a sustentabilidade dos manguezais do rio grande do norte. GEOTemas, Pau dos Ferros,Rio Grande do Norte, Brasil, v .4, n. 2, p. 59-78, 2014.

MELO, A. V. O. M; FARRAPEIRA, C. M. R; PINTO, S. L. Estratégias de Educação Ambiental sobre o manguezal junto a uma comunidade estudantil de Olinda-PE. Revista Eletrônica do Mestrado de Educação Ambiental, v. 21, n.1, p. 356-376, 2008.

OLIVEIRA, A. N.; DOMINGOS, F. O.; COLASANTE, T. Reflexões sobre as práticas de Educação Ambiental em espaços de educação formal, não-formal e informal. Revista Brasileira de Educação Ambiental. São Paulo, V. 15, N. 7, p. 09-19, 2020.

OLIVEIRA, R. R. S.; CARDOSO, I. S.; CRUZ, M. V. Educação Ambiental e análise dos ecossistemas de manguezais com alunos da educação básica. Geog Ens Pesq, Santa Maria, v. 23 n. 25 , p. 1-45 , 2019.

PEDROSO, C. V. Jogos didáticos no ensino de Biologia: uma proposta metodológica baseada em módulo didático. Anais do IX Congresso Nacional de Educação – EDUCERE. III Encontro Sul Brasileiro de Psicopedagogia. p. 3182-3190, 2009. Disponível em: <https://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2009/2944_1408.pdf>. Acesso em: 24 jul.2016.

PEREIRA, E.M.; FARRAPEIRA, C.M.R.; PINTO, S.L. Percepção e Educação Ambiental sobre manguezais em escolas públicas da Região Metropolitana do Recife. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, Porto Alegre, v. 17, n.1, p. 244-261, 2006.

PINHEIRO, M.A.A.; SANTOS, C.M.H.; WUNDERLICH, A.C.; MILÃO-SILVA, F.; PERES- COSTA W.C. Educação Ambiental sobre manguezais na Baixada Santista: uma experiência da UNESP/CLP. Revista Ciência em Extensão, v.6, n.1, p.19-27, 2010.

RODRIGUES, G. S. DE S. C. COLESANTI, M. T. M. Educação Ambiental e as tecnologias de informação e comunicação. Sociedade & Natureza, Uberlândia, v.20, n. 1, p. 51-66, 2008.

RODRIGUES, L.L.; FARRAPEIRA, C.M.R. Percepção e Educação Ambiental sobre o ecossistema manguezal incrementando as disciplinas de Ciências e Biologia em escola pública do Recife-PE. Investigações em Ensino de Ciências, v.13, n.1, p.79-93, 2008.

SILVA, R. J. R.;, MAIA, R. C. Efetividade de ações práticas de Educação Ambiental para o ecossistema manguezal no ensino fundamental. Conex. Ci. e Tecnol. Fortaleza/CE, v. 14, n. 4, p. 95 - 106, ago. 2020.

SILVA, C. R. M.; RODRIGES, V. H. G. O QUE É EDUCAÇÃO AMBIENTAL. Para cinco catadores de papelão, no centro da Cidade do Rio Grande,RS. Seminário internacional de educação no mercosul. Anais XII seminário institucional. p. 1-17, 2013. Disponível em: <https://bit.ly/homeunicruz>. Acesso em: 22 jun. 2020.

SILVA, J, M; FRAZÃO, J. O; D’ OLIVEIR, R.G;. Ecossistema Manguezal: vivências de Educação Ambiental em escolas no município de Natal, Rio Grande do Norte. Revista Eletrônica do Mestrado de Educação Ambiental, v. 24, n.1, p. 186-203, 2010.

SILVA, K. M.E.; AMARAL, E.M.R.; OLIVEIRA, M.A.B. Maré, mangue ou manguezal: uma análise de concepções de estudantes no Ensino Fundamental. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, v. 12, n. 3, 2012.

SILVEIRA, L. S. DA; ALVES, J. V. O uso da fotografia na Educação Ambiental: tecendo considerações. Pesquisa em Educação Ambiental, v.3, n.2, p. 125-146. 2008.

SOUTO, F. J. B.; MARTINS, V. S. Conhecimentos etnoecológicos na mariscagem de moluscos bivalves no Manguezal do Distrito de Acupe, Santo Amaro – BA. Biotemas, v. 22, n.4, p. 207 – 218, 2009.

SCHAEFFER-NOVELLI, Y. A diversidade do ecossistema manguezal. In: Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. Atlas dos Manguezais do Brasil. Brasília: Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, 2018. p.21-34.

TEIXEIRA, E. D. S.; GOMES, P. N.; CARVALHO, C. S.; SILVA, M. M.; ARAGÃO, M. C. O. Utilização de filmes como material didático para ensino e aprendizagem da Educação Ambiental: estudo de caso. Revista Brasileira de Educação Ambiental. São Paulo, V. 14, N. 4, p. 87-105, 2019.

TOMLINSON, P. B. The botany of mangroves. Second Edition. Cambridge: Cambridge University Press, 2016. 418 p.

Downloads

Publicado

2021-10-01

Como Citar

Albuquerque, R., Santos, M., & Maia, R. (2021). Estratégias para Educação Ambiental sobre o ecossistema manguezal na Educação Básica. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 16(5), 115–133. https://doi.org/10.34024/revbea.2021.v16.11672

Edição

Seção

Artigos
Recebido em 2021-01-20
Aceito em 2021-08-03
Publicado em 2021-10-01