O Clube de Observadores da Natureza: um retorno à historicidade da Ciência por pesquisa de intervenção em ambiente natural

Autores

  • João Pedro Zanardo de Andrade Centro Universitario FAESA
  • Camila Reis dos Santos Universidade Federal do Espirito Santo https://orcid.org/0000-0003-2890-3837
  • Leonardo Prest Merçon Instituto Últimos Refúgios
  • Cristina Zampa Sanchêz Escola Serrana
  • Viviana Borges Corte Universidade Federal do Espírito Santo https://orcid.org/0000-0002-5488-6578

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2021.v16.11152

Palavras-chave:

Palavras-chave: Observação da Natureza. Intervenção Pedagógica. Momentos pedagógicos. Prática investigativa. Historicidade científica

Resumo

As novas tendências da era globalizante e digital trouxeram repercussões para as novas gerações ao limitar a infância ao espaço de dentro de casa e, consequentemente, ao desconectar crianças do mundo natural. Nesse sentido, o presente estudo, por meio da metodologia de intervenção pedagógica em turmas dos anos finais do ensino fundamental, apresenta a “Observação da Natureza” como estratégia de educação científica. As discussões teóricas foram alicerçadas no alinhamento entre os momentos pedagógicos e a prática investigativa de Delizoicov (2009). Pelo estudo proposto, postula-se, na aprendizagem de Ciências, que o contato com a natureza é uma alternativa promissora para a abordagem de conceitos biológicos, ao mesmo tempo que reaproxima a realidade escolar da própria historicidade científica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AGUILAR, T., Alfabetización científica para la ciudadanía. Madrid: Narcea, 1999.

BONATTO, A.; BARROS C. R.; GEMELI, R. A.; LOPES, T. B & FRISON, M. D. Interdisciplinaridade no ambiente escolar. IX ANPED SUL, Rio Grande do Sul, v. 9, p. 1-12, 2012.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, 2016.

CAMPOS, M.C.C; NIGRO, R.G. Didática de ciências: o ensino-aprendizagem como investigação. São Paulo: FTD, v. 199, 1999.

CARVALHO, A.M.P. Ensino de ciências por investigação: condições para implementação em sala de aula. Cengage Learning, São Paulo, p.1-20, 2013.

CAPECCHI, M.C.V.M. Problematização no ensino de ciências. In: CARVALHO, A.M.P. (org.). Ensino de Ciências por Investigação: Condições para Implementação em sala de aula. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, p. 21-39, 2014.

CHARLES, C.; LOUV, R.; BODNER, L.; GUNS, B. Children and nature 2008: A report on the movement to reconnect children to the natural world. Santa Fe, NM: Children & Nature Network, p. 9-12, janeiro, 2008. Disponível em: <>http://www.cnaturenet.org/uploads/CNMovement.pdf Acesso: 10 Set. 2020.

DAMIANI, M. F., ROCHEFOT, R. S., CASTRO, R. F. de, DARIZ, M. R., PINHEIRO, S. S. Discutindo pesquisas do tipo intervenção pedagógica. Cadernos de Educação, Rio Grande do Sul, n. 45, p. 57-67, mai/ago. 2013.

DELIZOICOV, D.; ANGOTTI, J. A. Metodologia do ensino de ciências, Titulo do Periódico. São Paulo: Cortez, 1990.

DELIZOICOV, D.; ANGOTTI, J. A.; PERNAMBUCO, M.M. Ensino de ciências: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2002.

DELIZOICOV, D.; ANGOTTI; J. A.; PERNAMBUCO, M. M. C. A. Ensino de Ciências: fundamentos e métodos. 3 ed. São Paulo: Cortez, 2009.

FREIRE, P. À Sombra desta Mangueira, São Paulo, Olho d’Água, 5ª edição, 2003.

LAYRARGUES, P.P. Muito além da natureza: Educação Ambiental e reprodução social. Pensamento complexo, dialética e Educação Ambiental. São Paulo: Cortez, p. 72-103, 2006.

LIMA C. A. COPELLO, M. I. Educação Ambiental desde o enfoque ciência/tecnologia/sociedade (CTS) - um possível caminho. Pesquisa em Educação Ambiental, v.2, n.2, pp.173-196, Jul. 2007.

LOUV, R. et al. Children and nature-deficit disorder. Countryside Recreation, v. 17, n. 2, p. 3-5, 2009.

LOUREIRO, C.; LIMA, J. Educação Ambiental e educação científica na perspectiva Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS): pilares para uma educação crítica. Acta Scientiae, Canoas, v.11, n.1, p.88-100, jan/jun, 2009.

MAMEDE, S; BENITES, M; ALHO, C J R. Ciência cidadã e sua contribuição na proteção e conservação da biodiversidade na reserva da biosfera do Pantanal. Revista Brasileira de Educação Ambiental, São Paulo, v. 12, n. 4, p. 153-164, 2017.

MARANDINO, M; SELLES, S. E.; FERREIRA, M. S. Ensino de Biologia: histórias e práticas em diferentes espaços educativos. Cortez Editora, 2009.

MARINHO, A. Atividades na natureza, lazer e Educação Ambiental: refletindo sobre algumas possibilidades. Motrivivência, n. 22, p. 47-70, 2004.

MOREIRA, M. A. O ensino de STEM (Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática) no século XXI. Revista Brasileira de Ensino de Ciências e Tecnologia, v.11, n.2, p. 14-23, 2018.

NAÇÕES UNIDAS BRASIL: Objetivos dos Desenvolvimento Sustentável no Brasil, 2021, Disponivel em: <https://brasil.un.org/pt-br/sdgs>, Acesso em: 24 de Jun de 2021

PADOAN, L.L.F. Explorando o desconhecido: As contribuições dos viajantes naturalistas para as Ciências Naturais no Brasil do século XVIII e XIX. Revista do Centro do Ciências Naturais e Exatas, v. 19, n. 1, p. 194-201, 2015.

SASSERON, L.H. Interações discursivas e investigação em sala de aula: o papel do professor. In: Ensino de Ciências por investigação: condições para implementação em sala de aula. São Paulo: Cengage Learning, p. 40 – 61, 2013.

SAUVÉ, L. Educação Ambiental: possibilidades e limitações. In: Educação e Pesquisa. São Paulo, v.31, n.2, p.317-322, maio/ago, 2005.

SOUSA, F.O. et al. Etnoherpetologia com ênfase em Tupinambis Merianae (DUMÉRIL & BIBRON, 1839) (SQUAMATA: TEIIDAE) em comunidades rurais do semiárido cearense, Paraiba, Out. 2016. Disponível em: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/7499 Acesso em: 10 Set. 2020.

SANTOS, C. R. S.; CHASSOT, A. I.; CORTE, V. B. Educação científica e popularização da ciência: o ensino por investigação como abordagem didática. Revista Brasileira de Ensino de Ciências e Matemática, v. 3, n. 2, p: 1-18, 2020.

TEIXEIRA, P. M. M. A educação científica sob a perspectiva da pedagogia histórico-­‐crítica e do movimento c.t.s. no ensino de ciências. Ciência & Educação, v.9, n.2, p.177-­‐190, 2003..

VANZOLINI, P. E. A Contribuição Zoológica dos Primeiros Naturalistas Viajantes. Revista USP, n. 30, p. 190-238, 1996. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/revusp/article/download/25918/27650 Acesso em: 10 Set. 2020.

Downloads

Publicado

2021-08-01

Como Citar

Andrade, J. P. Z. de, Santos , C. R. dos, Merçon , L. P., Sanchêz , C. Z., & Corte, V. B. (2021). O Clube de Observadores da Natureza: um retorno à historicidade da Ciência por pesquisa de intervenção em ambiente natural. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 16(4), 80–101. https://doi.org/10.34024/revbea.2021.v16.11152

Edição

Seção

Relatos de Experiências
Recebido em 2020-09-19
Aceito em 2021-04-05
Publicado em 2021-08-01