Problematização da prática na Educação Infantil: relações entre o currículo vivido e a Educação Ambiental

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2021.v16.11123

Palavras-chave:

Movimento Curricular; Educação Ambiental Crítica; Infância; Jogo Socioeducativo.

Resumo

A partir da concepção freireana de educação emancipatória, tendo como questão norteadora a análise da relação entre o currículo prescrito e o vivenciado no cotidiano da Educação Infantil (EI), buscou-se investigar os saberes e práticas em Educação Ambiental (EA) desenvolvidos EI com vistas ao desenvolvimento de boas práticas educativas. Como percurso metodológico optou-se pela pesquisa qualitativa de cunho exploratório e documental; em fontes secundárias, realizada em escola pública municipal da cidade de São Paulo. Evidenciou-se possibilidades de formação integral da criança como um sujeito ecológico transformador de sua realidade. Como resultado da discussão, propõe-se a construção do jogo ecológico “Trilha dos Animais Silvestres”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. São Paulo: 2011.

FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários a prática educativa. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996.

KISHIMOTO. T. M. (org). Jogo, brinquedo, brincadeira e a educação. São Paulo: Cortez, 2010.

LAYRARGUES, P.P. Identidades da Educação Ambiental brasileira. Brasília: Ministério do Meio Ambiente, 2004.

REIGOTA, M. O que é Educação Ambiental. São Paulo: Brasiliense, 2006.

REIGOTA, M. A Educação Ambiental para além dela mesma. 13 de março de 2008. Disponível em < file:///C:/Users/Notebook/Downloads/972-2045-1-PB.pdf> Acesso em 18 de mai. de 2020.

REIGOTA, M. A Educação Ambiental frente aos desafios apresentados pelos discursos contemporâneos sobre a natureza. Educação e Pesquisa, São Paulo, v.36, n.2, p. 539-553, maio/ago. 2010.

SACRISTÁN, J. G. O Currículo: uma Reflexão sobre a Prática. Porto Alegre: Artmed, 2000.

SÃO PAULO (Município). Secretaria Municipal de Educação. Instrução Normativa nº 02/2019: Dispõe sobre os registros na Educação Infantil. São Paulo: SME/DOT, 2019.

SÃO PAULO (SP). Secretaria Municipal de Educação. Coordenadoria Pedagógica. Currículo da cidade: Educação Infantil. - São Paulo: SME/COPED, 2019.

SILVA, T.T. da. Documentos e identidade: uma introdução às teorias do currículo. 3. ed. – Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2014.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

TOZONI-REIS, M. F. de C. Temas ambientais como "temas geradores": contribuições para uma metodologia educativa ambiental crítica, transformadora e emancipatória. Educ. rev., Curitiba, n. 27, p. 93-110, Junho 2006.

WEISZ. T. O diálogo entre o ensino e a aprendizagem. São Paulo: Ática, 2009.

Downloads

Publicado

2021-10-01

Como Citar

Resende, F. G., Aguiar, D. R. da C., Lima, L. D. dos S. C., & Castro, C. V. de. (2021). Problematização da prática na Educação Infantil: relações entre o currículo vivido e a Educação Ambiental. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 16(5), 309–327. https://doi.org/10.34024/revbea.2021.v16.11123

Edição

Seção

Artigos
Recebido em 2020-08-28
Aceito em 2021-07-19
Publicado em 2021-10-01