Conflitos indígenas na região norte do Estado do RS

  • Darci Emiliano Universidade Federal do Rio Grande
  • Vilmar Alves Pereira Associação Rio Grandina de Umbanda e Religiões de Matriz Africana – ARUTEMA
Palavras-chave: Agricultores. Conflitos de Terra. Indígenas

Resumo

Este artigo tem o objetivo de refletir sobre os conflitos indígenas da região Norte do Rio Grande do Sul, destacando a importância da mediação como possível alternativa e solução. Diante disso, compreende-se a impossibilidade da formação de consenso num contexto de ameaça ou perda de direitos que envolvem perda de identidade, de cultura, de propriedade, enfim questões que estão gerando uma tensão no norte do Rio Grande do Sul, entre indígenas e agricultores.  Assim, este estudo, associado à vivência de um indígena e estudante, oriundo dessa região, faz uma revisão bibliográfica acerca do assunto. Ele concluiu que os grupos envolvidos no conflito de terra (indígenas e não-indígenas) precisam ter preservadas suas concepções e visões sobre o mundo. Defende a premissa que toda e qualquer mediação, seja por meio de políticas públicas ou entidades representativas, ou pela Educação Ambiental Crítica, necessita atentar para as singularidades e individualidades, ao desenvolver ações junto aos envolvidos. É preciso construir um diálogo que reproduza, de fato, uma compreensão objetiva sobre as relações sociais, culturais e históricas, presentes nos conflitos de terra, as quais são mais relevantes que o aspecto econômico, a posse, e a propriedade.

Biografia do Autor

Darci Emiliano, Universidade Federal do Rio Grande

Doutorando em Educação Ambiental na Universidade Federal do Rio Grande - FURG. Mestre em Educação Ambiental pela FURG. Especialista em Solos e Meio Ambiente pela Universidade Federal de Lavras - UFLA. Licenciado em Formação Especial do Currículo do Ensino de 2º Grau pela Universidade de Passo Fundo - UPF. Integrante do Grupo de Pesquisa sobre os Fundamentos da Educação Ambiental e Popular - GEFEAP e do Grupo de Pesquisa Políticas Públicas e Formação de Professores para a Educação Básica e Profissional do IFRS - Campus Sertão. Técnico Administrativo em Educação - TAE no IFRS - Campus Sertão. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação Ambiental.

Vilmar Alves Pereira, Associação Rio Grandina de Umbanda e Religiões de Matriz Africana – ARUTEMA

Doutor em Educação, Professor e Pesquisador no Instituto de Educação e nos Programa de Pós-Graduação em Educação Ambiental (PPGEA) e Educação em Ciências (PPGEC) da Universidade Federal do Rio Grande (PPGEA/FURG). Linha de pesquisa: Fundamentos da Educação Ambiental e integrante do Grupo de Pesquisa Política Natureza e Cidade, CNPQ. Mais informações: Currículo Lattes

Referências

ALMEIDA, S.P.D.; PICOLOTTO, E.L.; SPINELLI, L.M. Remoções e lutas dos Kaingang no norte do Rio Grande do Sul: a emancipação política Indígena compreendida a partir da teoria do reconhecimento. Mediações, Londrina, v. 22, n. 2, p. 72-98, jul./dez. 2017.

BELLO, E. Políticas de ações afirmativas no Brasil: uma análise acerca da viabilidade de um sistema de cotas sociais para ingresso nas universidades. Direito, Estado e Sociedade, v. 9, n. 26, p. 32-53, jan/jun, 2005.

COELHO, E.M.B. Ações afirmativas e povos indígenas: o princípio da diversidade em questão. Disponível em: <http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/rppublica/article/view/3802>. Acesso em: 04 set. 2018.

EMILIANO, D. Revitalização dos saberes e práticas Kaingang sobre as plantas tradicionais como proposta de Educação Ambiental na terra indígena Ligeiro. Dissertação (Mestrado em Educação Ambiental) Programa de Pós-Graduação em Educação Ambiental da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Rio Grande: FURG, 2015.

FERREIRA, B. Vida e morte na concepção Kaingang, a partir da experiência concreta. In: MARKUS, C.; ALTMANN, L.; GIERUS, R. Saberes e espiritualidade indígenas. São Leopoldo: Oikus, 2014.

FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. 46. Ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2011.

KAYSER, H-E. Os direitos dos povos indígenas do Brasil: desenvolvimento histórico e estágio atual. Porto Alegre: Sergio Antonio Fabris Ed., 2010.

KUJAWA, H. A. Conflitos envolvendo indígenas e agricultores no Rio Grande do Sul: dilemas de políticas públicas contraditórias. Ciências Sociais Unisinos, São Leopoldo, v. 51, n. 1, jan/abr 2015.

KUJAWA, H.A.; TEDESCO, J.C. Mediações e representações em Conflito na luta pela terra entre Indígenas e agricultores no Norte do Rio Grande do Sul, Brasil. Revista GRIFOS, n. 42, 2017.

KUJAWA, H.A.; TEDESCO, J.C. Demarcações de terras indígenas no norte do Rio Grande do Sul e os atuais conflitos territoriais: uma trajetória histórica de tensões sociais. Tempos Históricos, v. 18, jul/dez, p. 67-88, 2014.

KUJAWA, H.A. Conflito entre a política indigenista e agricultores no norte do Rio Grande do Sul: uma localização da problemática. In: TEDESCO, João Carlos; KUJAWA, Henrique Aniceto. (Orgs.). Conflitos agrários no norte gaúcho: índios, negros e colonos. Passo Fundo: IMED: Porto Alegre: Letras&Vida, 2013.

LOBATO, A.O.C.; BENEDETTI, E.J. Negros e índios: ações afirmativas e a realização da justiça social. JURIS, Rio Grande, n. 17, p. 75-91, 2012.

MOEHLECKE, S. Ação afirmativa: história e debates no Brasil. Cadernos de Pesquisa, n. 117, p. 197-217, novembro/ 2002.

PEREIRA, V.A; SCHIRMER, S.N. (Org.); JARDIM, D.B. (Org.). A política de ações afirmativas na FURG [recurso eletrônico]: um espaço de formação permanente. 1. ed. FURG: FURG, 2017. v. 1. 268p

PEREIRA, V.A. O que será o amanhã? Educação Ambiental na América Latina e Caribe, justiça Ambiental e COVID-19. Juiz de Fora, MG: Garcia, 2020.

SILVA, A.L.F. et al. (Orgs.). Kanhgág AG Venh Kógan Kar AG Venhgrén: pintura e dança. Santo Ângelo, RS: Ediuri, 2009.

SOUZA FILHO, C.F.M. O renascer dos Povos Indígenas para o Direito. Curitiba: Juruá, 2010.

TEDESCO, J.C; CARINI, J.J. Conflitos agrários no norte gaúcho. Passo Fundo: IMED, 2010.

TEDESCO, J.C; KUJAWA, H.A. (Orgs.). Conflitos agrários no norte gaúcho: índios, negros e colonos. Passo Fundo: IMED: Porto Alegre: Letras&Vida, 2013.

TEDESCO, J.C; SANDER, R. Madeireiros, comerciantes e granjeiros: lógicas e contradições no processo de desenvolvimento socioeconômico de Passo Fundo (1900-1960). Passo Fundo: UPF, 2002.

TEDESCO, J.C.; VANIN, J. Ações coletivas de luta pela terra e de defesa de modos de vida: índios, comunidades negras e colonos no norte do RS: um histórico de conflitos. In: TEDESCO, J. Carlos; KUJAWA, H.A. (Orgs.). Conflitos agrários no norte gaúcho: índios, negros e colonos. Passo Fundo: IMED: Porto Alegre: Letras&Vida, 2013.

VEIGA, J. Mudanças no padrão de ocupação e produção nas terras indígenas kaingang. In: TEDESCO, João Carlos; CARINI, João Joel. Conflitos agrários no norte gaúcho. Passo Fundo: IMED, 2010.

VIVEIROS, E.C. Aula pública durante o ato Abril Indígena. Rio de Janeiro: Cinelândia, 2016.

Publicado
2020-08-21
Como Citar
Emiliano, D., & Pereira, V. A. (2020). Conflitos indígenas na região norte do Estado do RS. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 15(5), 60-75. https://doi.org/10.34024/revbea.2020.v15.10232
Seção
Artigos