Compreensões sobre a pretensa Educação Ambiental do Estado sob a crítica da ecologia política: as relações entre a EMATER e uma comunidade de pesca artesanal na década de 1990

Autores

  • Lisiane Costa Claro Universidade Federal do Rio Grande, Rio Grande, RS
  • Vilmar Alves Pereira Universidade Federal do Rio Grande, Rio Grande, RS

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2016.v11.2240

Palavras-chave:

Educação Ambiental, Estado, Ecologia Política, EMATER, Pesca Artesanal.

Resumo

A pesquisa ocorre a partir do estudo de dois projetos responsáveis por algumas práticas incentivadas pelo Estado em um espaço pesqueiro artesanal, junto a Laguna dos Patos no estado do Rio Grande do Sul, Brasil, na década de 90. A Ilha da Torotama (Rio Grande/RS) carrega algumas imagens construídas a partir das intervenções que a EMATER realizou, no período em evidência, ao propor alguns projetos de cunho educativo nesse contexto. Ao utilizar a Análise Documental (LeGoff, 1995), com o auxílio da Ecologia Política, compreende-se que as noções de Educação Ambiental tomadas pelo Estado pautam-se numa racionalidade tecnocêntrica, cientificista, que negligencia os saberes tradicionais das camadas populares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lisiane Costa Claro, Universidade Federal do Rio Grande, Rio Grande, RS

Licenciada e Bacharel em História. Mestre em Educação (PPGEDU/FURG). Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Educação Ambiental da Universidade Federal do Rio Grande (PPGEA/FURG).

Vilmar Alves Pereira, Universidade Federal do Rio Grande, Rio Grande, RS

Filósofo. Doutor em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul/UFRGS. Docente do Programa de Pós-Graduação em Educação Ambiental. Editor da Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental/REMEA.

Downloads

Publicado

30-12-2016

Como Citar

Claro, L. C., & Pereira, V. A. (2016). Compreensões sobre a pretensa Educação Ambiental do Estado sob a crítica da ecologia política: as relações entre a EMATER e uma comunidade de pesca artesanal na década de 1990. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 11(5), 89–100. https://doi.org/10.34024/revbea.2016.v11.2240

Edição

Seção

Artigos
##plugins.generic.dates.received## 2015-11-30
##plugins.generic.dates.accepted## 2016-12-12
##plugins.generic.dates.published## 2016-12-30

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.