Entre a pesquisa administrada e a prática do artesão

uma aventura, uma vontade, um projeto

  • Marcus Aurelio Taborda de Oliveira UFMG
Palavras-chave: Investigar, Pesquisa adminstrada, História da educação

Resumo

O ensaio discute alguns dos limites impostos à aventura da investigação pela burocratização acadêmica que define a pesquisa em tempos de sociedade administrada. Defende a necessária recuperação do papel intelectual do pesquisador, destacando alguns elementos considerados es- senciais para o seu labor: o tempo, o ócio; o silêncio; a solidão; o compartilhamento. Conclui que, negados aqueles elementos a pesquisa, na forma como está organizada e institucionalizada, hoje, tornou-se uma das esferas da burocratização do pensamento, contribuindo para uma postura tec- nocrática anti-investigativa, que contribui para aniquilar a curiosidade, a dúvida e o enfrentamento da ignorância que o ato de investigar deveria fomentar.

 

Métricas

Carregando métricas...

Referências

ARENDT, Hannah. Origens do Totalitarismo. São Paulo: Companhia das Letras, 1951 [2006].

ARENDT, Hannah. A condição humana. Rio de Janeiro: Forense, 1958 [2014].

BENJAMIN, Walter. A imagem de Proust. In: BENJAMIN, Walter. Magia e Técnica, Arte e Política. Obras Escolhidas I. São Paulo: Brasiliense, 1929 [1994].

BENJAMIN, Walter. Imagens de pensamento. Belo Horizonte: Autentica, 2013.

CORBIN, Alain. História dos tempos livres. Lisboa: Teorema, 2001.

FOOT HARDMAN, Francisco. Nem pátria, nem patrão! São Paulo: UNESP, 2002.

GINZBURG, Carlo. História e cultura: entrevista. Estudos Históricos. Rio de Janeiro, vol. 3, n. 6, 1990, p. 254-266.

GINZBURG, Carlo. Olhos de madeira. São Paulo: Companhia das Letras, 1998 [2001].

RABINBACH, Anson. The Human Motor: energy, tatigue, and the origins of Modernity. 1992.

RANCIERE, Jacques. A partilha do sensivel: estética e política. São Paulo: Editora 34, 2000 [2005].

THOMPSON, Edward. William Morris: de romântico a revolucionário. Valência: Alfons el Magnanim, 1958 [1988].

THOMPSON, Edward. A formação da classe operária inglesa, vol. 3. São Paulo: Paz e Terra, 1963 [1987].

TÜRKHE, Christoph. Cultura do déficit de atenção. Serrote. São Paulo: Instituto Moreira Salles, 2015, p. 51-61.

WILLIAMS, Raymond. Cultura. São Paulo: Zahar, 1991.

WILLIAMS, Raymond. A politica do modernismo: contra os novos conformistas. São Paulo: UNESP, 2011.

Publicado
2019-11-27
Como Citar
Taborda de Oliveira, M. A. (2019). Entre a pesquisa administrada e a prática do artesão. Olhares: Revista Do Departamento De Educação Da Unifesp, 7(3), 04-16. https://doi.org/10.34024/olhares.2019.v7.9677