As Práticas educativas da congregação Filhas de Sant’ana na educação das meninas desvalidas do Pará no início do século XX

  • Tayana helena cunha silva UFPA
  • Elianne Barreto Sabino Universidade Federal do Pará
  • Livia Sousa Silva Universidade Federal do Pará
  • Laura Maria Silva Araujo Alves Universidade Federal do Pará
Palavras-chave: Educação, Infância, Congregações religiosas

Resumo

O presente artigo analisa a política de abrigamento e caridade a partir da atuação da Congregação Filhas de Sant’ana no amparo e educação de meninas pobres no Pará no século XX. Nesse sen- tido, o objetivo geral é: identificar as práticas educativas da congregação das Filhas de Sant’ana. O procedimento metodológico é de caráter documental tendo como fontes os documentos oficiais do estado e do Instituto Gentil Bittencourt (1909) e outras. Sobre a atuação das congregações religiosas na prática de abrigamento e educação da infância no Brasil nos séculos XIX e XX temos como aporte teórico Rizzini (2009), Boschilia (2005) entre outros. Os resultados da análise das fontes revelaram que a referida congregação foi fundamental para o projeto de formação da nova sociedade Brasileira, a partir de sua política de amparo e educação de meninas pobres no Pará, para torná-las seguidoras dos princípios cristãos e exemplos de mulher para a família.

 

Métricas

Carregando métricas...

Referências

ALMEIDA, Jane Soares de. Mulheres na Educação: missão, vocação e destino? In: SAVIANI, D. et al. O Legado Educacional do século XX no Brasil. 3ª Ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2014.

BITTENCOURT, Águeda Bernardete. A era das congregações - pensamento social, educação e catolicismo. Pro- Posições, Campinas, V. 28, N. 3 (84). Set/Dez. 2017.

BOSCHILIA, Roseli. Juventude, ultramontanismo e educação católica. História: Questões & Debates, Curitiba, n. 43, p. 87-102, Editora UFPR, 2005.

COSTA, Benedito Gonçalves. A educação de meninas órfãs, desvalidas e pensionistas no asilo de Santo Antônio, no pastorado do Bispo D. Antônio de Macedo Costa em Belém – Pará: 1878 – 1888. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade do Estado do Pará. Belém, 2014.

JUBILEU, Revista. Papiro da Memória: 125 anos da presença das filhas de Sant’ana no Brasil (1884-2009). Edição comemorativa, editora Sobral- CE, 2009.

LOPES, Mário Allan da Silva. Vitrine da república: a educação de crianças no 5º Grupo Escolar “Barão do Rio Branco” em Belém-PA (1900-1912). Dissertação (Mestrado em Educação)- Universidade do Estado do Pará. Belém, 2018.

OLIVEIRA, Lúcia Helena M. de Medeiros. O projeto romanizador no final do século XIX: a expansão das instituições escolares confessionais. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, n.40, p. 145-163, 2010.

PIMENTA, Adriene Suellen Ferreira. Educação de meninas no Orphelinato Paraense. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade do Estado do Pará. Belém,

PINHEIRO, Welington da Costa. O Instituto Orfanológico do Outeiro: assistência, proteção e educação de meninos órfãos e desvalidos em Belém do Pará (1903-1913) Tese (Doutorado em Educação)- Universidade Federal do Pará – Belém, 2017.

RIZZINI, Irene. Crianças e menores: do Pátrio poder ao Pátrio dever. Um histórico da legislação para a infância no Brasil. In: A arte de governar crianças: a história das políticas sociais, da legislação e da assistência à infância no Brasil. 2ª ed. rev. São Paulo: Cortez, 2009.

RIZZINI, Irene; RIZZINI, Irma. A institucionalização de crianças no Brasil, percurso histórico e desafios do presente. Rio de Janeiro: Ed. PUC, 2004.

SAVIANI, D. O legado Educacional do “Longo Século XX” Brasileiro. In: SAVIANI, D. et al. O Legado Educacional do século XX no Brasil. 3ª Ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2014.

SOUZA, Rosa Fátima. Lições da Escola Primária. In: SAVIANI, D. et al. O legado educacional do século XX no Brasil. 3 ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2014.

VIANA, Arthur. O instituto Gentil Bittencourt. Typ. Encadernação do Instituto Lauro Sodré. 1906.

Publicado
2019-11-30
Como Citar
cunha silva, T. helena, Sabino, E. B., Silva, L. S., & Silva Araujo Alves, L. M. (2019). As Práticas educativas da congregação Filhas de Sant’ana na educação das meninas desvalidas do Pará no início do século XX. Olhares: Revista Do Departamento De Educação Da Unifesp, 7(3), 217-230. https://doi.org/10.34024/olhares.2019.v7.9676