A ALEGRIA NO COTIDIANO DA EDUCAÇÃO INFANTIL: O QUE QUEREMOS PARA A VIDA?

Autores

  • Fernanda Theodoro Roveri Instituto de Educação e Ensino Superior de Campinas (IESCAMP) e Prefeitura Municipal de Campinas- SP.
  • Luciana Saldini Prefeitura Municipal de Campinas- SP, Secretaria de Educação.

DOI:

https://doi.org/10.34024/olhares.2016.v4.594

Resumo

O presente artigo discute as possibilidades para a construção de um cotidiano prazeroso, rico em descobertas e interações na Educação Infantil, tomando como referência a noção da alegria e de encantamento presentes no cotidiano educativo (OSTETTO, 2000, 2004; SNYDERS, 1993, 1997). O objetivo é narrar alguns aspectos significativos da vida com as crianças em nossa instituição de Educação Infantil, a partir de relatos de práticas pedagógicas com crianças de 2 a 5 anos de idade, por meio das quais se registraram descobertas e encantamentos vividos pelas crianças e pelos adultos ao brincarem e interagirem. Como resultado das reflexões apresentadas, conclui-se que a alegria pode constituir-se um importante elemento a ser considerado nas pedagogias da infância.

 

Palavras-chave: educação infantil; alegria; pedagogias da infância; brincar.

 


 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda Theodoro Roveri, Instituto de Educação e Ensino Superior de Campinas (IESCAMP) e Prefeitura Municipal de Campinas- SP.

Doutora em Educação pela Unicamp. Membro do Grupo de Pesquisa Focus (FE-Unicamp), Professora do Instituto de Educação e Ensino Superior de Campinas (IESCAMP) e da Educação Infantil na rede municipal de Campinas-SP.

Luciana Saldini, Prefeitura Municipal de Campinas- SP, Secretaria de Educação.

Especialista em Educação Infantil e Psicopedagogia. É professora de Educação Infantil da Secretaria Municipal de Educação de Campinas-SP, onde também ministra o curso de formação “O lúdico na Educação Infantil” (2009-2016).

Downloads

Publicado

2016-11-29

Como Citar

Roveri, F. T., & Saldini, L. (2016). A ALEGRIA NO COTIDIANO DA EDUCAÇÃO INFANTIL: O QUE QUEREMOS PARA A VIDA?. Olhares: Revista Do Departamento De Educação Da Unifesp, 4(2), 203–214. https://doi.org/10.34024/olhares.2016.v4.594