EDUCAÇÃO INFANTIL E A DIVERSIDADE ÉTNICO-RACIAL: EXPERIÊNCIAS DE FORMAÇÃO E SEUS DESAFIOS

Autores

  • Lucimar R. Dias UFPR

DOI:

https://doi.org/10.34024/olhares.2014.v2.242

Resumo

Este artigo trata de experiências de formação continuada com professoras da educação infantil, realizadas entre 2009 e 2013, cujo objetivo foi discutir sobre práticas pedagógicas com foco na diversidade étnico-racial para a efetivação das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil (2009) e também das Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino da História e Cultura Afro-brasileira e Africana (2004). Foram considerados os eixos da ludicidade e da interação como norteadores do trabalho e as múltiplas linguagens tais como: o faz de conta, as práticas sociais de leitura, escrita e oralidade, conhecimento de arte e musicalização. Os resultados apontam que as professoras participam com entusiasmo das atividades propostas, concordam com a necessidade de alterar o currículo da educação infantil na perspectiva apresentada, mas em suas ações cotidianas ele/a se sentem inseguras, e apenas na medida em que recebem apoio local ficam encorajadas a desenvolver algum tipo de experiência com o tema.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Lucimar R. Dias, UFPR

Atualmente é professora da Universidade Federal do Paraná no curso de Pedagogia. Trabalhou na Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (Campus de Três Lagoas) de 2009 a 2013. Fez o doutorado em Educação na Universidade de São Paulo e mestrado na UFMS. Sua experiência em docência começou nas séries iniciais do ensino fundamental em redes públicas e privadas. Suas pesquisas e atividades de extensão enfatizam a diversidade étnico-racial e práticas promotoras da Igualdade Racial na Educação Infantil, Formação de Professores/ras e Currículo

Downloads

Publicado

2014-11-30

Como Citar

Dias, L. R. (2014). EDUCAÇÃO INFANTIL E A DIVERSIDADE ÉTNICO-RACIAL: EXPERIÊNCIAS DE FORMAÇÃO E SEUS DESAFIOS. Olhares: Revista Do Departamento De Educação Da Unifesp, 2(2), 203–226. https://doi.org/10.34024/olhares.2014.v2.242