VIOLÊNCIA DE GÊNERO NA UNIVERSIDADE: resistências para além de silêncios e omissões

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34024/olhares.2024.v12.15585

Palavras-chave:

Violência de gênero, Universidade, Estudantes

Resumo

O objetivo deste artigo é apresentar os resultados de investigação sobre a prevalência da violência de gênero em uma universidade pública estadual do Paraná, bem como nuances identificadas nesse cenário. O percurso metodológico se configurou em um estudo de pesquisa transversal realizado com estudantes da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), maiores de 18 anos, utilizando amostragem aleatória estratificada e coletou dados por meio de um questionário online sobre violência de gênero e outros tipos de violências no ambiente universitário. Os dados foram analisados empregando estatísticas descritivas e análise de corpus textuais, com ênfase nas situações de violência de gênero, resultando em medidas descritivas, gráficos e tabelas ilustrativas, bem como em análise do conteúdo das respostas. Os resultados corroboram aspectos do sexismo e de múltiplas formas de violência de gênero - com intensa presença de assédio moral, ameaças, humilhações e violência sexual - no ambiente universitário, o silenciamento das denúncias, a omissão e o complacência da instituição. Apesar das declarações de inclusão social e direitos humanos em documentos da universidade, revela-se a ausência de compromisso com a concretização de políticas institucionais visando o combate à violência de gênero no ambiente universitário.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Cristina Cavaleiro, Universidade Estadual do Norte do Paraná - UENP

Graduada em Educação Física e em Pedagogia. Mestrado em Educação Física, pela UNICAMP. Doutorado e Pós-doutorado em Educação pela USP. Professora associada e líder do Grupo de Pesquisa e Ensino em Políticas Públicas em Educação e Processos de
Escolarização (GEPPEPE/UENP).

Elisangela Aparecida da Silva Lizzi, Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR

Bacharel em Estatística pela Universidade Federal de São Carlos, Mestre e Doutora em Saúde Pública pela Faculdade de Medicina da USP. Professora adjunta e pesquisadora na Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Campus Cornélio Procópio. Consultora
do Ministério da Saúde e da Organização Pan-Americana da Saúde .

Referências

AHMED, Sara. The cultural politics of emotion. New York: Routledge, 2004.

AHMED, Sara. On Being Included: Racism and Diversity in Institutional Life. Durham, Duke University Press,2012.

AHMED, Sara. Excluir-se. COLEÇÃO TRAMA, 2018a. Disponível em: https://zazie.com.br/wp-content/uploads/2021/05/EXCLUIRSE-FINAL.pdf. Acesso em 13/010/2022.

AHMED, Sara. Complaint as Feminist Pedagogy. In: Annual Review of Critical Psychology, Special Edition “Sex and Power in the University”, 2018b. p. 15-25. In: https://www.researchgate.net/profile/Suryia-Nayak/ publication/342202458_ sex-and-power-in-the-university_-A_Feminist_ Trade_ Unionist. Acesso em: 12/10/2022.

AHMED, Sara. Complaint! Durham: Duke University Press, 2021.

ALMEIDA, Heloisa B. de. “Violence sexuelle et de genre à l’université : du secret à la bataille pour la reconnaissance”. Brésil(s): Sciences Humaines et Sociales, 16, 2019. Disponível em: https://journals.openedition.org/bresils/5348. Acesso em 22/02/2022.

ALMEIDA, Heloisa B. de. A visibilidade da categoria assédio sexual nas universidades. Em: ALMEIDA, Tania M. Campos de; ZANELLO, Valeska (org). Panoramas da violência contra mulheres nas universidades brasileiras e latino-americanas. Brasília: OAB Editora, 2022. p. 195-220.

ALMEIDA, Heloisa B. de. Entre segredos, posts e notícias: a construção pública de categorias de violência sexual. Tese (Livre Docência). São Paulo: USP, 2023.

ALMEIDA, Suely de S. Essa Violência mal-dita. In: ALMEIDA, Suely de S. (Org.). Violência de gênero e políticas públicas. Rio de Janeiro: Editora da UFRJ, 2007.

ALMEIDA, Tania M. Campos de; ZANELLO, Valeska. Visões sobre a violência contra as mulheres nas universidades: uma introdução à problemática no Brasil e na América Latina. Em: ALMEIDA, Tania M. Campos de; ZANELLO, Valeska (org). Panoramas da violência contra mulheres nas universidades brasileiras e latino-americanas. Brasília: OAB Editora, 2022. p. xvii-xxxii.

ALMEIDA, Tania M. Campos de. Violências contra mulheres nos espaços universitários. Em: STEVENS, Cristina; OLIVEIRA, Suzane; SILVA, Edilene; PORTELA, Cristiane (org.). Mulheres e violências: interseccionalidades. Brasília: Technopolitik, 2017.

ANDRADE, Rodrigo de Oliveira. Universidades brasileiras criam políticas de combate à importunação e à violência sexual. Revista PESQUISA FAPESP, n. 312 , Fevereiro 2022, p. 41-44. Disponível em: https://revistapesquisa.fapesp.br/antidotos-contra-o-assedio/ Acesso em 12/10/2022.

ANUNCIFACIL. Veteranos recebem calouros com trote humilhante na UENP de Bandeirantes. Redação Tribuna do Vale, 2019. Disponível em: http://www.anuncifacil.com.br/posts/detalhes/31541. Acesso em 12/08/2020.

BABBIE, Earl. Métodos de pesquisas de Survey. Tradução de Guilherme Cezarino. Belo Horizonte: Editora UFMG, 1999.

BANDEIRA, Lourdes M. Trotes, assédios e violência sexual nos campi universitários no Brasil. Gênero, v. 17, n. 2, 2017. Disponível em: https://periodicos.uff.br/revistagenero/article /view /31263. Acesso em: 12/05/2021

BARBOSA, Maria E. Todavía cargando este fardo: Situación estado actual de la violencia de género en las universidades en EE. UU. Revista do Instituto de Políticas Públicas de Marília, v.8, p. 69-82, Edição Especial 2, 2022. Disponível em: http://doi.org/10.36311/2447-780X.2022.v8esp2.p69. Acesso em 12/04/2023.

BARDAGI, Marucia P., HUTZ, Claudio S. Rotina acadêmica e relação com colegas e professores: Impacto na evasão universitária. Psico. v. 43, n. 2, p. 174-184, 2012. Disponível em: https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistapsico/article/view/7870. Acesso em 12/07/2023

BARRETO, Magali. Violencia de género y denuncia pública en la universidad. Rev. Mex. Sociol, Ciudad de México , v. 79, n. 2, p. 262-286, jun. 2017. Disponível em <http://www.scielo.org.mx/scielo. php?script=sci_ arttext&pid=S0188-2503201 70002 00 26 2& lng=es&nrm=iso>. Acesso em 10 abril 2023.

CASAGRANDE, Lindamir S. Entre silenciamentos e invisibilidades: as relações de gênero no cotidiano das aulas de matemática. Tese (Doutorado em Tecnologia) – Programa de Pós-Graduação em Tecnologia, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2011.

DAHLBERG, Linda L.; KRUG, Etienne G. Violência: um problema global de saúde pública. Ciênc. saúde coletiva 11 (supl), 2006, p. 1165 Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1413-81232006000500007. Acesso em 12/05/2019

FELTES, Thomas (coord.) Gender-based Violence, Stalking and Fear of Crime. EU Project 2009-2011. Research Report Publication, 2012. Disponível em: http://www.gendercrime.eu/ pdf/gender crime_final_report_smaller_version.pdf. Acesso em: 12/08/2021.

FIORI, Ana L.de. “Para enfrentar a violência sexual nas universidades, o tripé: acolhimento, normas específicas e educação”. Entrevista. Heloisa B. de Almeida. Ponto Urbe [Online], 26, 2020. DOI: https://doi.org/ 10.4000/pontourbe.8702. Acesso em 12/08/2022.

FRÍES, Lorena y HURTADO, Victoria. Estudio de la información sobre la violencia contra la mujer en América Latina y el Caribe. Santiago de Chile: CEPAL- División de Asuntos de Género, Serie Mujer y Desarrollo, 2010. Disponível em: https://repositorio. cepal.org/ bitstream/handle /11362/5826/S0900880_es.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em 12/04/2020.

GODINHO, Carla C.; P. S.; TRAJANO, Soraya. S.; SOUZA, Cleibiane. V.; MEDEIROS Natasha. T.; CATRIB, Ana Maria M. F.; ABDON, Ana Paula V. A violência no ambiente universitário. Revista Brasileira em Promoção da Saúde, Fortaleza, v. 31, n. 4, p. 1-8, 2018. Disponível em: https://doi.org/10.5020/18061230.2018.8768. Acesso em 12/05/2023.

GOOGLE. Google Forms: Free Online Surveys for Personal Use. Disponível em https://www.google.com/forms/about/. Acesso em 10/05/2019.

GUIMARAES, Sueli E. R.; BORUCHOVITCH, Evely. O estilo motivacional do professor e a motivação intrínseca dos estudantes: uma perspectiva da Teoria da Autodeterminação. Psicol. Reflex. Crit. 17 (2), 2004. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0102-79722004000200002. Acesso em 12/06/2023

HBO MAX. Rompendo o silêncio. Prodigo Filmes, 2021.

IASC. COMITÉ PERMANENTE ENTRE ORGANISMOS. Directrices para la integración de las intervenciones contra la Violencia de Género en la Acción Humanitária, 2015. Disponível em: https://gbvguidelines.org/wp/wpcontent/uploads/2016/03/2015-IASC-Directrice s-VG _ version espagnol.pdf.

INSTITUTO AVON/DATA POPULAR. Violência contra a mulher no ambiente universitário, 2015. Disponível em: https://dossies.agenciapatriciagalvao. org.br/dados-e-fontes/pesquisa/violencia-contra-a-mulher-no-ambiente- universitario-data-popular-instituto-avon-2015/. Acesso em: 20/05/2019.

INSTITUTO HUMANITAS UNISINOS. Racismo no Brasil: todo mundo sabe que existe, mas ninguém acha que é racista, diz Djamila Ribeiro. Adita, Entrevista com Djamila Ribeiro, junho 2020. Disponível em: https://www.ihu.unisinos.br/ categorias/599733-racismo-no-brasil-todo-mundo-sabe-que-existe-mas-ninguem-acha-que-e-racista-diz-djamila-ribeiro. Acesso em: 12/04/2023

INTERAÇÕES na USP, Escritório USP Mulheres. Coordenação de Gustavo Venturi, 25 de junho de 2018. Disponível em: http://sites.usp.br/uspmulheres/ interacoesnausp/ Acesso em 12/03/2019.

JEE, Jeffrey M.; GOOD, Donald W. The Clery Act: Student Awareness and Perceptions of Effectiveness at a Public University and a Private College in East Tennessee. Journal of Academic Administration in Higher Education. Vol.13(2). 1-8. Disponível em: https://core.ac.uk/download/pdf/214085147.pdf. Acesso em 12/10/2019.

KRUG, Etienne G.; MERCY, James A.; DAHLBERG Linda L., ZWI, Anthony B. The world report on violence and health. The Lancet. 2002; 360(9339):1083-8. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1016/S0140-6736(02)11133-0. Acesso em 12/05/2019

LAKATOS, Eva M. e MARCONI, Marina A. Fundamentos da Metodologia Científica. 5a. ed. São Paulo: Atlas, 2003.

LAMAS, Marta. A violência do sexismo. In: SÁNCHEZ VÁZQUEZ, Adolfo (ed.) O Mundo da Violência. México: UNAM, FCE, 1998. p. 191-198.

LEONE, Jane M.; CARROLL James M. Victimization and suicidality among female college students. Journal of American College Health, 64 (6), 421–428. https://doi.org/10.1080/07448481.2016.1179197

LIZAMA-LEFNO, Andrea & QUIÑONES, Andrea. Acoso sexual en el contexto universitario: estudio diagnóstico proyectivo de la situación de género en la Universidad de Santiago de Chile. Pensamiento Educativo: Revista de Investigación Educacional Latinoamericana, 2019, 56. 1-14. Disponível em: https://salutsexual.sidastudi.org/resources/inmagic-img/ DD57617. pdf. Acesso em 15/03/2023.

MAITO, Deise C., PANÚNCIO-PINTO, Maria P.; VIEIRA, Elizabeth M. Violência interpessoal no ambiente acadêmico: percepções de uma comunidade universitária. Interface - Comunicação, Saúde, Educação, Botucatu, n.26, 2022. Disponível em: https://doi.org/10.1590/interface.220105. Acesso em: 13/02/2023

MAITO, Deise C.; PANÚNCIO-PINTO Maria P.; SEVERI; Fabiana C.; VIEIRA, Elisabeth M. Construção de diretrizes para orientar ações institucionais em casos de violência de gênero na universidade”. Interface (Botucatu). 23: e180653, 2019.

MARTINS, Rogéria; FRAGA, Paulo; LAWALL. Janaína S., COSTA, Ana P. Violência sexual contra mulheres estudantes no ambiente universitário. O caso de uma universidade brasileira. Sociologia Online, n. 27, dezembro 2021, pp.99-123. DOI: 10.30553/sociologiaonline.2021.27.5. Acesso em 12/04/2023.

MATIAS, Odair. Polícia investiga caso de estupro contra aluna da UENP de Bandeirantes. Notícias. BLOG ODAIR MATIAS. Disponível em: https://odairmatias.com.br/posts/detalhes/2237. Acesso em 20/08/2020.

MCCULLAGH, Peter; NELDER, John A. Generalized Linear Models. Second Edition, London: Chapman and Hall, 1989.

MINGO, Araceli. ¿Ni con el pétalo de una rosa? Discriminación hacia las mujeres en la vida diaria de tres facultades, Revista Iberoamericana de Educación Superior, vol. VII, núm. 18, 2016, pp. 24-41. Disponível em: https://www.ries.universia.unam.mx/ index.php/ ries/article/view/174. Acesso em 12/06/2019.

MINGO, Araceli; MORENO, Hortensia. Sexismo en la universidad. Estud. sociol, Ciudad de México , v. 35, n. 105, p. 571-595, dic. 2017. Disponível em : http://www.scielo.org.mx/scielo.php? script= sci_arttext&pid=S2448-64422 017000 300571&lng=es&nrm=iso>. Acesso em 12 maio 2023. https://doi.org/10.24201/es.2017v35n105.1434.

MONTRONE, Aida V. G.; FABBRO, Marcia R. C.; Dias, Teresa C. M.; FUSARI, Lívia M.; MOREIRA, Diogo B. VIOLÊNCIA DE GÊNERO NUMA UNIVERSIDADE PÚBLICA BRASILEIRA: SAINDO DA INVISIBILIDADE. Revista Gênero, Niterói, v. 21, n. 1. p. 6-23, 2. Sem. 2020. Disponível em: https://periodicos.uff.br/ revistagenero/ article/ view/ 46596/26705. Acesso em 12/08/2022.

MORENO, Hortensia y MINGO, Araceli. El ocioso intento de tapar el sol con un dedo: violencia de género en la universidad. Perfiles Educativos, 37 (148), 2015, 138v155. Disponível em: https://doi.org/10.22201/iisue. 24486167e.2015.148.49318. Acesso em 20/06/2020.

PAGANO, Marcello; GAUVREAU, Kimberlee. Princípios de Bioestatística. São Paulo: Thomson, 2004.

PDI. Plano de Desenvolvimento Institucional. 2019-2023. UENP. Paraná: Jacarezinho, 2019. Disponível em: https://uenp.edu.br/publicacoes-oficiais-uenp/link-docs-proreitorias/propav-documentos/ propav-documentos-1/pdi-uenp/13533-plano-de-desenvolvimento-institucional-2019-2023/file. Acesso em 20/03/2023.

SANTOS, Sales A. Gênero, orientação sexual, raça e classe. VIOLÊNCIAS CONTRA ESTUDANTES NO CAMPUS DE UMA UNIVERSIDADE FEDERAL. Jundiai: Paco, 2019.

SCIENCEDAILY. "Humor sexista não importa, diz psicólogo." Universidade da Carolina Ocidental, Science Daily, 7 de novembro de 2007. www.sciencedaily. com/releases/2007/11/071106083038.htm>.Acesso em 12/02/2023.

SCOTT, Joan. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Educação & Realidade. Porto Alegre, v. 20, n. 2, p. 71-99, 1995.

SCOTT, Joan. Reverberaciones feministas. CS Estudios sobre Latinoamérica y el Caribe com Perspectiva Global, v. 1, n. 10, p. 339-370, 2012.

SEGATO, Rita L.. La argamasa jerárquica: violencia moral, reproducción del mundo y la eficacia simbólica del Derecho. In: SEGATO, Rita Laura (comp). Las estructuras elementales de la violencia. Ensayos sobre género entre la antropología, el psicoanálisis y los derechos humanos. Buenos Aires: Universidad Nacional de Quilmes, 2003. p. 107-130.

SOUZA, Tatiane M. C.; ROCHA, Izabela A. Investigando o assédio sexual em universitárias: A violência de gênero na Universidade Federal de Goiás/Regional Jataí. Revista Educação e Cultura Contemporânea, 17(2), n.47, 2020, 165-184. Disponível em: http://periodicos. estacio. br/index.php/reeduc/article/viewFile/4524/47966530. Acesso em 12/03/2023.

SOUZA, Viviam M. P. de; LAROCCA, Liliana M.; CHAVES, Maria M. N.; MAFRA, Melissa dos R. P.; FIALLA, Michelle K. D.;LOURENÇO, Rafaela G.Violência de gênero no espaço universitário. Cogitare enferm. [Internet]. 2021. V.26. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v26i0.67689. Acesso em 12/08/2022.

PDI. Plano de Desenvolvimento Institucional. 2019-2023. UENP. Jacarezinho, Paraná, 2019.

UNICAMP. Relatório Final. Grupo de Trabalho Portaria Gr-83, 84 E 85/2017. Apresenta proposta de política para combater discriminação baseada em gênero e/ou sexualidade e violência sexual. Campinas, 2018.

VENTURI, Gustavo. Apresentação. Diversidade Sexual e Homofobia no Brasil - Intolerância e respeito às diferenças sexuais. Fundação Perseu Abramo. Imprensa e Público. Análise de Pesquisas, 2010. Disponível em: https://fpabramo.org.br/ 2010/02/ 13/diversidade-sexual-e-homofobia-no-brasil-intolerancia-e-respeito-as-diferencas-sexuais. Acesso em 10/05/2019.

VENTURI, Gustavo; BOKANY, Vilma. Foco na homofobia: A coleta e a análise dos dados. In: VENTURI G.; BOKANY, V. (Eds.), Diversidade sexual e homofobia no Brasil. São Paulo, SP: Editora da Fundação Perseu Abramo, 2011. (pp. 51-71).

ZOTARELI, Vilma; FAÚNDES, Anibal; OSIS, Maria José D.; DUARTE, Graciana A.; SOUZA, Maria Helena de . Gender and Sexual Violence Among Students at a Brazilian University, Rev. Bras. Saúde Matern. Infant., Recife, 12 (1): 37-46, 2012. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbsmi/ a/ Pdkc CtNW PnwdcWpmrBrQwmg/abstract/?lang=pt . Acesso em: 11/10/2018.

Downloads

Publicado

2024-04-30

Como Citar

Cavaleiro, M. C., & Lizzi, E. A. da S. . (2024). VIOLÊNCIA DE GÊNERO NA UNIVERSIDADE: resistências para além de silêncios e omissões. Olhares: Revista Do Departamento De Educação Da Unifesp, 12(1). https://doi.org/10.34024/olhares.2024.v12.15585

Edição

Seção

SEÇÃO TEMÁTICA: A educação em disputa: Gênero, cruzadas e formas de resistência