EXPANSÃO E INTERIORIZAÇÃO DAS LICENCIATURAS EM GEOGRAFIA NOS INSTITUTOS FEDERAIS DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA (IFS)

Autores

  • João Vitor Gobis Verges IFRS/Caxias do Sul
  • Fábio Mariani Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso
  • Nivea Massaretto Verges UNESP - Campus Rio Claro
  • Carlos Manoel Pimenta Pires Universidade Federal de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.34024/olhares.2022.v10.13495

Palavras-chave:

Formação de professores, Educação Profissional e Tecnológica, Dinâmica Geográfica da Educação

Resumo

Os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (IFs) surgiram com a reorganização da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica no Brasil em 2008. Possuem a obrigação em dispor de 20% de suas vagas para a formação de professores. Um dos aspectos intencionados é a interiorização de cursos de licenciaturas, auxiliando a supressão da carência nacional neste âmbito. Assim sendo, este trabalho levantou o cenário das licenciaturas em Geografia nos IFs brasileiros, compreendendo a dinâmica de interiorização do ensino superior, o surgimentos dos cursos e suas motivações. Adotou-se como metodologia o levantamento de dados através de revisão bibliográfica, nos sítios eletrônicos das autarquias e nos projetos pedagógicos de cursos (PPCs), com período terminando em 2020. Elaboraram-se quadros de surgimentos, justificativas e um mapeamento através do software livre QGIS. Conclui-se que as licenciaturas em Geografia nos IFs se mantiveram majoritariamente na faixa de ocupação tradicional do território, sobretudo nas regiões Nordeste e Sudeste. Como principais pontos de interiorização regional, encontram-se os estados do Pará e Rondônia. Com exceção do Distrito Federal, o Centro-Oeste não possuía nos IFs  o curso em questão, acompanhado da região Sul. Na perspectiva estadual, Rondônia e o Ceará são os que demonstram maior distribuição espacial dos cursos. Verifica-se, também, que a licenciatura em Geografia nos IFs é um acontecimento recente, maiormente manifestada na última fase da expansão das autarquias, tendo como argumentos centrais a carência de profissionais qualificados nas regiões de alcance das diferentes unidades, o deficit de professores no Brasil e se comportando como complementaridade.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Vitor Gobis Verges, IFRS/Caxias do Sul

Doutor em Ciências do Ambiente pela Universidade de Lisboa (ICS/FC) e Doutor em Geografia pela FCT/UNESP - Presidente Prudente - SP. Mestre em Geografia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Campus Francisco Beltrão. Licenciado e Bacharel em Geografia pela FCT/UNESP - Presidente Prudente - SP.  Docente no IFRS - Campus Caxias do Sul.

Fábio Mariani, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso

Graduado em Filosofia pela Universidade São Francisco (2000), Mestrado em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso (2010), Doutorado pela Universidade Federal de Mato Grosso (2016), professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso - Campus Várzea Grande - MT.

Nivea Massaretto Verges, UNESP - Campus Rio Claro

Licenciada, bacharel e mestre em Geografia pela FCT/UNESP - Presidente Prudente - SP. Atualmente é Doutoranda em Geografia no Programa de Pós-Graduação em Geografia da UNESP - Rio Claro e Bolsista Capes. Membro do Núcleo de Ensino de Geografia e Didática - NEGED (UNESP-Rio Claro).

Carlos Manoel Pimenta Pires, Universidade Federal de São Paulo

Doutor em História da Educação pela Universidade de Lisboa - com bolsa sanduíche pela Universidade Complutense de Madri. Mestre em Educação pela Universidade de São Paulo, onde se preocupou em compreender a história de instituições escolares e suas culturas próprias. Além disso, possui graduação em História (Bacharelado e Licenciatura) pela Universidade de São Paulo.

ria e Pedagogia.

Referências

BRASIL. Censo da Educação Superior. Brasília, 2019. Disponível em: https:/download.inep.gov.br/publicacoes/institucionais/estatisticas_e_indicadoresresumo_tecnico_censo_da_educacao_superior_2019.pdf Acesso em: 15/05/2020.

CONIF. Disponível em: <https://portal.conif.org.br/br/rede-federal/instituicoes-do-conif/nordeste> Acesso em: 03/06/2020.

CONIF. Disponível em: <https://portal.conif.org.br/br/rede-federal/instituicoes-do-conif/sudeste> Acesso em: 03/07/2020.

CONIF. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/setec-programas-e-acoes/expansao-darede-federal> Acesso em: 03/07/2020.

CONIF. Disponível em: <https://portal.conif.org.br/br/rede-federal/instituicoes-do-conif/norte> Acesso em: 03/06/2020.

CONIF. Disponível em: <https://portal.conif.org.br/br/rede-federal/instituicoes-do-conif/centro-oeste> Acesso em: 03/06/2020.

CONIF. Disponível em: <https://portal.conif.org.br/br/rede-federal/instituicoes-do-conif/sul > Acesso em: 03/07/2020.

CPII. Disponível em: < https://www.cp2.g12.br/blog/graduacao/> Acesso em: 08/07/2020. IBGE, 2010. Disponível em: <https://www.ibge.gov.br/cidades-e-estados/> Acesso em: 09/10/2020.

GLOSSÁRIO IBGE. Disponível em:<https://censo2010.ibge.gov.br/apps/atlas/pdf/209_213_

Glossario_ATLASDEMO%202010.pdf > Acesso em: 03/11/2020.

IFB. Disponível em: < https://www.ifb.edu.br/reitori/18965> Acesso em: 08/07/2020.

IFBA. Disponível em: https://portal.ifba.edu.br/salvador/ensino/cursos/superior/graduacao/geografia/1 > Acesso em: 19/06/2020.

IFBAIANO. Disponível em: < https://ifbaiano.edu.br/portal/geografia-santa-ines/ > Acesso em: 19/06/2020.

FCE. . Disponível em: <https://ifce.edu.br/menu-de-relevancia/nossos-cursos1/cursossuperiores> Acesso em: 19/06/2020.

IFES. Disponível em: < https://www.ifes.edu.br/cursos/graduacao/licenciatura-emgeografia> Acesso em: 19/06/2020.

IFF Campos Centro. Disponível em: < https://portal1.iff.edu.br/nossos-campi/campos-centro/cursos-nova-interface/cursos-superiores/licenciatura-em-geografia> Acesso em: 19/06/2020.

IFMG. Disponível em: < https://www.ifmg.edu.br/portal/cursos/superior/lic-geografia >

Acesso em: 19/06/2020.

IFPA. Disponível em:< https://sigaa.ifpa.edu.br/sigaa/public/curso/lista.jsf?nivel=G&aba=pgraduacao > Acesso em: 19/06/2020.

IFPE. Disponível em: < https://www.ifpe.edu.br/campus/recife/cursos/superiores/

licenciaturas/geografia/capa > Acesso em: 19/06/2020.

IFRN. Disponível em:< https://portal.ifrn.edu.br/ensino/cursos/cursos-de-graduacao/

licenciatura/licenciatura-plena-em-geografia/view> Acesso em: 19/06/2020.

IFRO. Disponível em: < https://portal.ifro.edu.br/cacoal/cursos/7619-geografia> Acesso em: 19/06/2020.

IFSP. Disponível em:< https://www.ifsp.edu.br/cursos?layout=edit&id=126> Acesso em: 19/06/2020.

IFSULDEMINAS. Disponível em: < https://portal.pcs.ifsuldeminas.edu.br/cursos-superiores/

licenciatura/geografia > Acesso em: 19/06/2020.

LIMA, Fernanda Bartoly Gonçalves de et al. A formação de professores nos institutos federais de educação, ciência e tecnologia: um estudo da concepção política. 2012.

LIMA, Fernanda Bartoly Gonçalves de. A Formação de Professores nos Institutos Federais: perfil da oferta. Revista Eixo, v. 2, n. 1, p. 83-105, 2013.

MACHADO, Célia Tanajura; FERREIRA, Liliana Soares; CEZAR, Taíse Tadielo. Desafios de Professores da Educação Básica Técnica e Tecnológica no Brasil. Education Policy Analysis Archives, v. 29, 2021.

MÁXIMO, Rérisson. Efeitos territoriais de políticas educacionais: a recente expansão e interiorização do ensino federal em cidades não metropolitanas no Ceará. urbe. Revista Brasileira de Gestão Urbana, v. 12, 2020.

OLIVEIRA, Hosana Larissa Guimarães; LEIRO, Augusto César Rios. Políticas de formação de professores no Brasil: referenciais legais em foco. Pro-Posições, v. 30, 2019.

PACHECO, Eliezer Moreira. Os Institutos Federais: uma revolução na educação profissional e tecnológica. Natal: IFRN, 2010.

PANSARDI, Marcos Vinícius. Um Estranho no Ninho: a formação de professores em sociologia nos Institutos Federais. Revista Inter-Legere, n. 13, p. 235-249, 2013.

PEREIRA, Josué Vidal. Análise dos Recursos Financeiros Aplicados nas Instituições Federais de Educação Profissional, Científica e Tecnológica: 1996-2016. FINEDUCARevista de Financiamento da Educação, v. 9, 2019.

SILVA, Jesué Graciliano da. A espacialização da expansão da rede federal de educação profissional, científica e tecnológica no brasil entre os anos 2005 e 2015. In. VXIII Encontro Nacional de Geógrafos. São Luís do Maranhão, 2016.

SOUZA, Francisco das Chagas Silva. SILVA, Silvia Helena dos Santos Costa e. Institutos Federais: expansão, perspectivas e desafios. Revista eletrônica científica ensino interdisciplinar, v. 2, n. 5, 2016.

Downloads

Publicado

2022-12-28

Como Citar

Verges, J. V. G. ., Mariani, F. ., Verges, N. M. ., & Pires, C. M. P. . (2022). EXPANSÃO E INTERIORIZAÇÃO DAS LICENCIATURAS EM GEOGRAFIA NOS INSTITUTOS FEDERAIS DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA (IFS). Olhares: Revista Do Departamento De Educação Da Unifesp, 10(1). https://doi.org/10.34024/olhares.2022.v10.13495