Paulo Freire e sua influência na constituição de um curso de EJA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34024/olhares.2021.v9.12586

Palavras-chave:

Educação de Jovens e Adultos, História da Educação, História Oral

Resumo

Este artigo apresenta alguns resultados de uma pesquisa que buscou investigar a influência de Paulo Freire na constituição e desenvolvimento de um curso de suplência, direcionado a estudantes jovens, adultos e idosos, no 2° segmento do Ensino Fundamental, na Rede Pública Municipal de Educação de Betim, no estado de Minas Gerais. A fonte principal para essa constituição são as entrevistas realizadas com nove sujeitos, entre professores e pedagogos, com o uso da metodologia da História Oral. Para a análise empreendida, destacou-se excertos referentes ao curso de suplência, com a intenção de elaborar compreensões sobre a sua implantação e organização. Embora o curso tenha sido implementado de forma experimental em apenas algumas escolas, as narrativas dos colaboradores demonstram um desejo e uma tentativa de se repensar a organização administrativa da modalidade Educação de Pessoas Jovens e Adultas, destacando a importância de Paulo Freire nesse processo. Além disso, foi mencionada a metodologia de projetos de trabalho como principal prática pedagógica do ensino destinado a jovens, adultos e idosos naquele período.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Rafaela Correia Ferreira, Universidade Federal de Minas Gerais

Professora do Núcleo de Matemática do Centro Pedagógico da UFMG; Licenciada em Matemática pela PUC-MG, Mestre e Doutora em Educação pela Faculdade de Educação da UFMG, Pesquisadora da área de Educação Matemática, com foco na Educação de Pessoas Jovens e Adultas (EJA) e em ensino de Álgebra

Referências

ALBERTI, Verena. Manual de História Oral. Rio de Janeiro, FGV, 2004.

ANDREOLA, Balduino. Interdisciplinaridade. STREECK, Danilo R.; REDIN, Euclides; ZITKOSKI, Jaime J. (Org.). Dicionário Paulo Freire. 2a ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

BARRETO, Vera. Paulo Freire para educadores. 7a ed. São Paulo: Arte & Ciência, 2004. 138 p.

BETIM, MG. Secretaria Municipal de Educação e Cultura. Projeto político-pedagógico para a educação de jovens e adultos: modalidade: suplência de quinta a oitava séries: rede municipal de Betim: versão preliminar. Betim, 1996.

BETIM. Secretaria Municipal de Educação. Referencial Político-Pedagógico de Betim: Escola Democrática. Resoluções do III Congresso Municipal de Educação de Betim. 1999.

BITENCOURT, Celeste D. de S. A noção de competência – na política pública de educação de jovens e adultos da rede municipal de Betim: Avanço e ou retrocesso na formação humana. 2009. Dissertação (Mestrado em Políticas Públicas e Formação Humana) –Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 2009.

CARVALHO, Célia P. Ensino noturno no contexto as condições de acesso à escolarização. In: Educação de jovens e adultos trabalhadores em debate. São Paulo: CEDI - Centro Ecumênico de Documentação e Informação, 1989.

CURY, Carlos R. J. A educação como desafio na ordem jurídica. In: LOPES, Eliane M. T.; FARIA FILHO, Luciano M.; GREIVE, Cynthia G. 500 anos de educação no Brasil. 3 ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2007, p. 567-584.

FRANCO, Dalva de S. (2015). A gestão de Paulo Freire à frente da Secretaria Municipal de Educação de São Paulo (1989 – 1991) e suas consequências. Pro-Posições, 25(3), 103–121. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/ 8642435. Acesso em: 07 ago. 2021.

FREIRE, Paulo. Educação como prática da liberdade. São Paulo: Paz e Terra, 1967.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 1a ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1970.

FREIRE, Paulo. Extensão ou comunicação? 3a ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977.

FREIRE, Paulo. Ação cultural para a liberdade. 3a ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1978.

FREIRE, Paulo. Política e educação. 5a ed. São Paulo: Cortez, 2001.

FREIRE, P. Cartas à Cristina: reflexões sobre minha vida e minha práxis. São Paulo, Editora UNESP, 2002.

FREIRE, Paulo. Educação e atualidade brasileira. 3a ed. São Paulo: Cortez, 2003.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Editora UNESP, 2004.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da esperança. 13ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2006.

FREIRE, Paulo. Professora sim, tia não: cartas a quem ousa ensinar. 24a ed. São Paulo: Paz e Terra, 2013.

GARNICA, Antonio Vicente M. História Oral e Educação Matemática: de um inventário a uma regulação. In: Zetetiké (UNICAMP), Campinas, v. 11, n. 19, 2003, p. 09-55.

GARNICA, Antonio Vicente M. A História Oral como um recurso para a pesquisa em Educação Matemática: um estudo do caso brasileiro. In: V CIBEM. Porto (Portugal): Faculdade de Ciências da Universidade do Porto e Associação dos Professores de Matemática, 2005. v. 01. p. 01-12.

GARNICA, Antonio Vicente M. História Oral e Educação Matemática. In: BORBA Marcelo de C.; ARAÚJO, Jussara de L. Pesquisa qualitativa em Educação Matemática. Belo Horizonte: Autêntica, 2010, p. 79-100.

GARNICA, Antonio Vicente M. Registrar oralidades, analisar narrativas: sobre pressupostos da História Oral em Educação Matemática. In: Ciências Humanas e Sociais em Revista, v. 32, p. 20-35, 2010a.

GARNICA, Antonio Vicente M.; SOUZA, Luzia A. de. Elementos de História da Educação Matemática. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2012.

HADDAD, Sérgio. A ação dos governos locais na educação de jovens e adultos. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 12, n. 35, p. 197-211, maio/ago. 2007.

PONTUSCHKA, Nídia (org.). Ousadia no diálogo: interdisciplinaridade na escola pública. São Paulo: Loyola, 1993.

SANTOS, Maria Alice de P. MOVA. In: STREECK, Danilo R.; REDIN, Euclides; ZITKOSKI, Jaime J. (Org.). Dicionário Paulo Freire. 2a ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2010, p. 274-276.

SILVA, Carla R. M.; GARNICA, Antônio V. M. O papel das entrevistas na construção de uma história da formação de professores de Matemática em Mato Grosso do Sul. In: Anais do II Encontro Nacional de Pesquisa em História da Educação Matemática - ENAPHEM, Bauru - SP, 2014.

SOARES, Leôncio J. G. Processos de inclusão/exclusão na educação de jovens e adultos. Presença Pedagógica, v.5, nº 30, nov/dez 1999. p. 25-33.

SOUZA, Luzia A. Trilhas na construção de versões históricas sobre um Grupo Escolar. 2011. 420 f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) − Instituto de Geociência e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista. Rio Claro, 2011.

STREECK, Danilo R.; REDIN, Euclides; ZITKOSKI, Jaime J. (Org.). Dicionário Paulo Freire. 2a ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

VIEIRA, Maria Clarisse. Memória, História e Experiência: Trajetórias de educadores de jovens e adultos no Brasil. 2006. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte, 2006.

Downloads

Publicado

2021-11-25

Como Citar

Ferreira, A. R. C. . (2021). Paulo Freire e sua influência na constituição de um curso de EJA. Olhares: Revista Do Departamento De Educação Da Unifesp, 9(3). https://doi.org/10.34024/olhares.2021.v9.12586