Violência escolar e responsabilização

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34024/olhares.2021.v9.11621

Palavras-chave:

Violência escolar, Responsabilização, Teoria Crítica da Sociedade

Resumo

O objetivo deste ensaio é delimitar algumas formas contemporâneas de violência escolar, analisar o impacto que exercem sobre a formação cultural de crianças e jovens em processo de escolarização e discutir as implicações de suas especificidades para a responsabilização dos agressores, da instituição escolar e da sociedade. Por meio da alusão não sistemática a resultados de pesquisas recentes com as quais os autores colaboraram e da revisão de artigos e ensaios que se dedicaram ao estudo dessa temática, articula-se o problema da violência escolar à esfera da responsabilização. Como se trata de um problema complexo, que abrange mais dimensões e características do que se poderia adequadamente considerar em um pequeno estudo como este, serão priorizados aspectos que correspondem a delimitações propostas ou inspiradas por pensadores da primeira geração da Escola de Frankfurt, sobretudo por Horkheimer, Adorno e Marcuse. A Teoria Crítica da Sociedade parece-nos profícua para a análise de importantes dimensões da produção e da reprodução da violência no âmbito da escola. Neste estudo, em particular, serão analisadas: 1 - formas da violência escolar; 2 - determinantes e impactos da regressão do indivíduo e sua relação com a produção da violência escolar; 3 - expressões da violência institucional: a conformação da dupla hierarquia escolar; 4 – os diferentes níveis de produção da violência escolar e a responsabilização. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Fernando da Silva, Universidade de São Paulo

Coordenador do Laboratório de Estudos sobre o Preconceito - LaEP e Docente do Instituto de Psicologia da USP. Psicólogo pela UMC; Mestre em Psicologia Social pela PUC/SP e Doutor em Psicologia Social pela PUC/SP

Ricardo Casco, Universidade de São Paulo

Pesquisador do Laboratório de Estudos sobre o Preconceito – LaEP. Licenciado em Educação Física pela Escola de Educação Física e Esportes da Universidade de São Paulo; Mestre em Psicologia Escolar pelo Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo e Doutor em Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Referências

ADORNO, Theodor W. (1967). Educação após Auschwitz. In: ADORNO, Theodor W. Educação e emancipação. Tradução de Wolfgang Leo Maar. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2000, p. 119-138.
ADORNO, Theodor W. (1967). Educação e Emancipação. São Paulo: Ed. Paz e Terra S.A., 2000.
ADORNO, Theodor W. (1951). Minima Moralia. São Paulo: Editora Ática S.A., 1993.
ADORNO, Theodor. W. (1950). Estudos sobre a personalidade autoritária. Tradução de Virginia Helena Ferreira da Costa. São Paulo: UNESP, 2019.
ADORNO, Theodor W. (1953). Individuo y organización. In: ADORNO, Theodor W. Escritos sociológicos I – Obra completa, 8. Tradução de Agustín González Ruiz. Madrid, España: Akal, 2004, p. 412-426.
ADORNO, Theodor W. (1969). Introducción a la disputa del positivismo en la sociología alemana. In. ADORNO, Theodor W. Escritos sociológicos 1. Tradução de Agustín Gonzáles Ruiz. Madri, Espanha: Akal, 2004, p 260-329.
ADORNO, T. W. (1955). Sobre a relação entre sociologia e psicologia. In: ADORNO, Theodor W. Ensaios sobre psicologia social e psicanálise. Tradução de Verlaine Freitas. São Paulo: UNESP, 2015, p. 71-135.
ADORNO, Theodor W (1965). Tabus acerca do magistério. In: ADORNO, Theodor W. Educação e Emancipação. Tradução de Wolfgang Leo Maar. Rio de Janeiro, RJ: Paz e Terra, 2000, p. 97-117.
ADORNO, Theodor W (1959). Teoría de la seudocultura. In: ADORNO, Theodor W.; HORKHEIMER, M. Sociológica.Tradução de Victor Sánchez de Zavala. Madrid, España: Taurus, 1986, p. 175-199.
BROHM, Jean-Marie. Sociologie politique du sport. Nancy: Presses universitaires de Nancy, 1992
CASCO, Ricardo. As cicatrizes do corpo: a pedagogia esportiva nas aulas de Educação Física. Dissertação de Mestrado. Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo, 2003.
CASCO, Ricardo. Autoridade e Formação: relações sociais na sala de aula e no recreio. Tese de Doutoramento. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, 2007.
CANO-ECHEVERRI, Margarita María; VARGAS-GONZALEZ, Jorge Enrique. Actores del acoso escolar. Revista Médica de Risaralda, v. 24, n. 1, p. 61-63, Jan. 2018 Available from <http://www.scielo.org.co/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0122-06672018000100011&lng=en&nrm=iso>. access on 29 Dec. 2020.
CROCHICK, José Leon. Preconceito e bullying: marcas da regressão psíquica socialmente induzida. Psicologia USP, São Paulo , v. 30, 2019. DOI: https://doi.org/10.1590/0103-6564e190006 Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-65642019000100215&lng=en&nrm=iso. Acesso em 10 Dec.2020.
CROCHÍCK, José Leon. (1995). Preconceito, indivíduo e cultura. 3º ed. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2006
CROCHÍCK, José Leon. Formas de violência escolar: preconceito e bullying. Movimento - Revista de Educação, v. 2, n. 3, 2015, p. 29-56.
CROCHÍCK, José Leon; CROCHICK, Nicole. Preconceito e desempenho escolar: uma nova perspectiva. São Paulo: Benjamim Editorial, 2017.
ESCRIVA, Jean-Pierre. et VAUGRAND, Henri. L´opium sportif. La critique radicale du sport de l´estrême gauche à Quel Corps? Paris: Espaces et Temps du Sport, L´Harmattan, 1996.
DAOLIO, Jocimar. Da cultura do corpo. Campinas: Papirus, 1995.
DAOLIO, Joimar. A representação do trabalho do professor de Educação Física na escola: do Corpo Matéria-prima ao Corpo Cidadão. In: Revista Brasileira de Ciências do Esporte, 15 (2). Rio Grande do Sul: UNIJUI, 1994.
DURKHEIM, Émile. (1922). Educação e sociologia. Tradução de Lourenço Filho. São Paulo: Edições Melhoramentos, 1965.
FANTE, Cleo. Fenomeno Bullying: como prevenir a violência nas escolas e educar para a paz. Campinas: Verus, 2005.
FREUD, Sigmund. (1927). O futuro de uma ilusão. In: Freud, Sigmund. Inibição, sintoma e angústia, O futuro de uma ilusão e outros textos. Tradução de Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 2014, p. 231-301.
FREUD, Sigmund. (1930). O mal-estar na civilização. In: FREUD, Sigmund. O mal-estar na civilização, Novas conferências introdutórias à psicanálise e outros textos. Tradução: Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 2010, p. 13-122.
FREUD, Sigmund. (1921). Psicologia das massas e análise do eu. In: FREUD, Sigmund. Psicologia das massas e análise do eu e outros textos. Tradução de Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 2008, p. 13-113.
HORKHEIMER, Max; ADORNO, Theodor W. (1947). Dialética do esclarecimento: fragmentos filosóficos. Tradução de Guido Antônio de Almeida. Rio de Janeiro: Zahar, 2006.
HORKHEIMER, Max; ADORNO, Theodor W. (1956). Temas básicos da sociologia. Tradução de Álvaro Cabral. São Paulo: Cultrix, 1978.
JACKSON, Philip. W. La vida en las aulas. La Coruña: Fundación Paidéia & Madrid/ Ediciones Morata, S.L., 1990.
LAGUILLAUMIE, Paul. Pour une critique fondamentale du sport. In: ESCRIVA, Jean-Pierre et VAUGRAND, Henri. L´opium sportif. La critique radicale du sport de l´estrême gauche à Quel Corps? Paris: Espaces et Temps du Sport, L´Harmattan,1996.
MARCUSE, Herbert. (1964). O homem unidimensional: estudos da ideologia da sociedade industrial avançada. Tradução de Robespierre de Oliveira, Deborah Christina Antunes e Rafael Cordeiro Silva. São Paulo: Edipro, 2015, p. 92-121.
MARCUSE, Herbert. (1964). A obsolescência da psicanálise. In: MARCUSE, Herbert. Cultura e sociedade – vol. 2. Tradução de Isabel Maria Loureiro. São Paulo: Paz e Terra, 1998, p. 91-111.
MARX, Karl. (1944). Manuscritos econômico-filosóficos. Tradução de Jesus Ranieri. São Paulo: Boitempo, 2004.
MARX, Karl; ENGELS, Friedrich (1948). Manifesto comunista. São Paulo: Boitempo, 2004.
PACHECO, José; Rósa EGGERTSDÓTTIR; MARINÓSSON, Gretar L. Caminhos para a inclusão: um guia para o aprimoramento da equipe escolar. Porto Alegre: Artmed, 2007.
SILVA, Pedro Fernando da. (2019). Notas sobre a institucionalização da violência na escola: entre o impedimento da formação e a necessidade da produção da consciência. In: ZANOLLA, S. R. S. Z.; ZUIN, A. A. S. (Orgs.). Educação contra a violência: pesquisas e análises críticas. Campinas, SP: Alíne, pp. 137-165.
VAGO, Tarcísio. M. Intervenção e conhecimento na escola: por uma cultura escolar de Educação Física. In: GOELLNER, S.V. (org), Educação Física/Ciências do Esporte: intervenção e conhecimento. Florianópolis: Colégio Brasileiro do Esporte, 1999.

Downloads

Publicado

2021-04-21

Como Citar

da Silva, P. F., & Casco, R. . (2021). Violência escolar e responsabilização . Olhares: Revista Do Departamento De Educação Da Unifesp, 9(1), 213–235. https://doi.org/10.34024/olhares.2021.v9.11621