O registro das práticas docentes pelo professor de língua portuguesa como processo formativo: um estudo de caso na região do Vale do Caí – RS

  • Cristiane Böttcher Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul
  • Edson Carpes Camargo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Feliz
Palavras-chave: Registro, Professor de Língua Portuguesa, Narrativa autobiográfica

Resumo

Faz parte do cotidiano dos professores de Língua Portuguesa ocupar a posição de instigadores de produções textuais, estimulando a imaginação e a criticidade de seus/suas alunos/as. Neste cenário, este estudo tem por objetivo refletir se os registros estão sendo feitos e, caso estejam, por qual motivo são tão pouco divulgados. Diante disso, optou-se como percurso metodológico pela pesquisa qualitativa com aporte na produção de narrativas autobiográficas, conforme menciona Schütze (1983). Os participantes do estudo são professores de Língua Portuguesa que possuem formação na área e atuam em escolas de educação básica. Os resultados apontaram que os registros das práticas ocorrem mais por uma questão burocrática - com registro nos cadernos de presença - do que movidos por questões que possam aprimorar e qualificar a prática docente.

Métricas

Carregando métricas...

Biografia do Autor

Cristiane Böttcher, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul

Graduada em Letras - Português e Inglês no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, Campus Feliz. Graduanda em Segunda Licenciatura em Pedagogia e pós-graduanda em Formação de Docentes: Educação Infantil, Alfabetização e Educação Especial.  Atua como professora auxiliar de ensino.

Edson Carpes Camargo, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Feliz

Doutor em Educação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos. Docente do Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Bento Gonçalves. Atua na formação inicial de professores e professoras com interesse em temas que abordem a Formação Docente Inicial e Continuada; Relações de Gênero e Sexualidade.

Referências

ALARCÃO, Isabel. Professores reflexivos em uma escola reflexiva. 8. ed. São Paulo: Cortez, 2018.
ALVARADO-PRADA, Luis Eduardo; FREITAS, Thaís Campos; FREITAS, Cinara Aline. Formação continuada de professores: alguns conceitos, interesses, necessidades e propostas. Revista Diálogo Educacional, v. 10, n. 30, p. 367-387, 2010.
CERVELLATI, Mauro. Teoria e pratica della documentazione nella progettazione educativa. IN: HORN, Cláudia Inês; SILVA, Jacqueline Silva da. Experiência e Documentação: é possível articular estes conceitos?. Reflexão e Ação, v. 19, n. 2, p. 136-145, 2011.
CUNHA, Maria Isabel da. Conta-me agora! As narrativas como alternativas pedagógicas na pesquisa e no ensino. Revista da Faculdade de Educação. vol. 23 n. 1-2, p. 185-195, São Paulo, Jan./Dez. 1997.
CUNHA, Maria Isabel da. A relação professor - aluno. In: VEIGA. Ilma Passos Alencastro. (Org). Repensando a didática. 29. ed. Campinas, SP: Papirus, 2012, p. 149-159.
CUNHA, Maria Isabel da; CHAIGAR, Vania Alves Martins. A Dimensão da Escrita e da Memória na Formação Reflexiva de Professores: dois estudos em diálogo. In: FERREIRA, Márcia Ondina Vieira; FISCHER, Beatriz Terezinha Daudt; PERES, Lúcia Maria Vaz. Memórias Docentes: abordagens teórico-metodológicas e experiências de investigação. São Leopoldo: Oikos, 2009. p. 119-140.
FLICK, Uwe. Introdução à pesquisa qualitativa. Porto Alegre: Artmed Editora, 2008.
HORN, Cláudia Inês; SILVA, Jacqueline Silva da. Experiência e Documentação: é possível articular estes conceitos?. Reflexão e Ação, v. 19, n. 2, p. 136-145, 2011.
IMBERNÓN, Francisco. Formação permanente do professorado: novas tendências. 2017.
JUNQUEIRA FILHO, Gabriel de Andrade. Quando as imagens não falam mais que as palavras. Revista Pátio Educação Infantil, ano IV, n. 12, Nov 2006/Fev 2007.
MAZZOLI, Franca. Documentare per documentare. Experienze di documentazione nei servizi educativi dell’Emilia-Romagna. In: HORN, Cláudia Inês; SILVA, Jacqueline Silva da. Experiência e Documentação: é possível articular estes conceitos?. Reflexão e Ação, v. 19, n. 2, p. 136-145, 2011.
PIAZZETTA, Tamara. Docência na Educação Infantil e Anos Iniciais: o cuidar/educar na perspectiva do masculino. 2017. 15 f. Artigo de Conclusão de Curso de Especialização (Especialista em Docência na Contemporaneidade), Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS), Bento Gonçalves, 2017.
SCHÜTZE, Fritz. Biographieforschung und narratives Interview. Neue Praxis, n.3, p. 283- 293, 1983.
SCHÜTZE, Fritz. Pesquisa biográfica e entrevista narrativa. In: WELLER, Wivian; PFAFF, Nicolle (orgs). Metodologia da Pesquisa Qualitativa em Educação. Petrópolis: Vozes, 2011, p. 210-222.
SMYTH, John. Developing and sustaining critical reflection in teacher education. In: ALARCÃO, Isabel. Professores reflexivos em uma escola reflexiva. 8. ed. São Paulo: Cortez, 2018.
Publicado
2020-11-28
Como Citar
Böttcher, C., & Carpes Camargo, E. (2020). O registro das práticas docentes pelo professor de língua portuguesa como processo formativo: um estudo de caso na região do Vale do Caí – RS. Olhares: Revista Do Departamento De Educação Da Unifesp, 8(3), 162-174. https://doi.org/10.34024/olhares.2020.v8.10596