Práticas de Educação Ambiental na microrregião de Parauapebas (PA)

  • Aline Carla dos Santos Moraes Marinho Universidade do Estado do Pará
  • Cléa Nazaré Carneiro Bichara Universidade do Estado do Pará
  • Altem Nascimento Pontes Universidade do Estado do Pará
Palavras-chave: Sustentabilidade, Floresta Nacional, Educação Básica

Resumo

O presente trabalho teve como objetivo fazer um estudo sobre execução de aulas de campo como ferramenta de Educação Ambiental visando a aplicabilidade de conceitos e estudos teóricos acerca da temática ambiental. O estudo ocorreu em Parauapebas e Curionópolis, no estado do Pará, onde estudantes do Ensino Médio puderam participar de aulas de campo percorrendo o rio Jacarezinho, trilhas da Floresta Nacional de Carajás e do Parque Nacional dos Campos Ferruginosos. Atividades teóricas e as aulas de campo, permitiram aos estudantes maior domínio de conteúdo a partir dos temas trabalhados previamente e estes realizaram, como culminância das atividades, uma exposição fotográfica demonstrando um olhar para suas realidades e aplicando a interdisciplinaridade em busca da sustentabilidade.

Referências

BARRETO, L. M.; VILAÇA, M. T. M. Controvérsias e consensos em educação ambiental e educação para o desenvolvimento sustentável. Research, Society and Development, v. 7, n. 5, p. 01-18, 22 dez. 2017.

BEREZUK, P. A.; MOREIRA. A. L. O. R. Atividades de campo e Educação Ambiental: conhecimentos e relações de professores. Revista Ciências e Ideias, Rio de Janeiro, v. 8, n. 2, p. 16-41, 01 dez. 2017.

BIANCHINI, R. S.; VASCONCELOS, L. V.; PASTORE, M. Flora das cangas da Serra dos Carajás, Pará, Brasil: Convolvulaceae. Rodriguésia, Rio de Janeiro, v. 67, n. 5, p. 1301-1318, 2016.

BOEIRA, S. L. Saber Ambiental. Ambiente e Sociedade, Campinas, n. 10, p. 143-146, jun. 2002.

BRASIL. AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS. Conjuntura dos recursos hídricos no Brasil. Brasília, DF, 2013. Disponível em: http://arquivos.ana.gov.br/institucional/spr/conjuntura/webSite_relatorioConjuntura/projeto/index.html . Acesso em 28 set. 2019

BRASIL. Lei Nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Brasileira – LDB. Brasília, DF, 1996. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/lei9394_ldbn1.pdf . Acesso em: 27 set. 2019.

BRASIL. Lei Nº 9.795, de 27 de abril de 1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. Brasília, DF, 1999. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9795.htm> . Acesso em: 27 set. 2019

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular: educação é a Base. Brasília, DF, 2017. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf . Acesso em: 27 set. 2019.

BRASIL, Ministério do Meio Ambiente – MMA. Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade – ICMBio. Plano de manejo da Floresta Nacional de Carajás (PMFNC). 2016. Disponível em: http://www.icmbio.gov.br/portal/component/content/article?id=1927:flona-de-carajas Acesso em: 27 set. 2019.

DÍAZ, J. A. R.; MUNHOZ, R. P. Economia ambiental e biopolítica: a experiência de uma escola colombiana. Perspectiva, v. 36, n. 1, p. 296-307, jan./mar. 2018.

ESTEVAM, C.; GAIA, M. Concepção Ambiental na Educação Básica: subsídios para estratégias de Educação Ambiental. Revista Brasileira de Educação Ambiental (RevBEA), v. 12, n. 1, p. 195-208, 31 mar. 2017.

FARIA, F. C.; CUNHA, M. B. ‘Olha o passarinho!’ A fotografia no Ensino de Ciências. Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, v. 38, n. 1, p. 57-64, 24 jun. 2016.

FERNANDES, D. G.; MIGUEL, J. G. Contribuições de uma aula de campo para a aprendizagem de conhecimentos científicos nos anos iniciais do ensino fundamental. Amazônia: Revista de Educação em Ciências e Matemáticas, v. 13, n. 28, p. 64-77, dez. 2017.

FERREIRA, L.; MARTINS, L.; MEROTTO, S.; RAGGI, D.; SILVA, J. Educação ambiental e sustentabilidade na prática escolar. Revista Brasileira de Educação Ambiental (RevBEA), v. 14, n. 2, p. 201-214, 19 jun. 2019.

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Cidades. 2019. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/pa/curionopolis/panorama . Acesso em: 27 set. 2019.

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Cidades. 2019. Disponível em: < https://cidades.ibge.gov.br/brasil/pa/parauapebas/panorama> . Acesso em: 27 set. 2019.

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Divisão regional do Brasil em mesorregiões e microrregiões geográficas. 1990. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/monografias/GEBIS%20-%20RJ/DRB/Divisao%20regional_v01.pdf . Acesso em 27 set. 2019.

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Tabelas da Divisão Territorial Brasileira. 2018. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/geociencias/organizacao-do-territorio/estrutura-territorial/23701-divisao-territorial-brasileira.html?edicao=23705 &t=acesso-ao-produto. Acesso em 27 set. 2019

LEFF, E. Aventuras da epistemologia ambiental: da articulação das ciências ao diálogo de saberes. São Paulo: Cortez, 2012.

LIMA, R. A.; BRAGA, A. G. S. Relation with environmental education classes field and the content of biology in school. Revista Eletrônica em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental (REGET), v. 18, n. 4, p. 1345-1350, dez. 2014.

MARTINS, P.; DA SILVA, A. C.; MANESCHY, D.; SÁNCHEZ, C.; AMBIVERO, M.; LOPES, A. Educação Ambiental Crítica, da Teoria à Prática Escolar: Análise da experiência de um projeto no contexto de uma escola pública do Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 14, n. 2, p. 86-102, 18 jun. 2019.

MOTA, N. F. O. et al. Cangas da Amazônia: a vegetação única de Carajás evidenciada pela lista de fanerógamas. Rodriguésia, Rio de Janeiro, v. 69, n. 3, p. 1435-1488, set. 2018.

OLIVEIRA, A.; MARQUES, J. Aula de campo no ensino de solos. Revista de Estudos e Pesquisas sobre Ensino Tecnológico (EDUCITEC), v. 3, n. 05,

jun. 2017.

Organização Mundial de Saúde. Promoción de la salud: Glosario, Genebra, 1998. Disponível em:https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/67246/WHO_HPR_HEP_98.1_spa.pdf?sequence=1 . Acesso em 07 fev. 2020.

PAGEL, U. R.; CAMPOS. L. M.; BATITUCCI, M. C. P. Teaching methods and practices: a reflection on the contribution of practical lessons in the process of learning-teaching natural sciences. Experiências em Ensino de Ciências, Mato Grosso, v. 10, n. 2, p. 14-25, ago. 2015.

PEREIRA, E. F.; TEIXEIRA, C. S.; SANTOS, A. Qualidade de vida: abordagens, conceitos e avaliação. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, São Paulo, v. 26, n. 2, p. 241-250, jun. 2012.

POZZEBON, B. C. et al. Educação ambiental no ensino médio: preservação, conscientização e busca pelo conhecimento. Extensio: Revista Eletrônica de Extensão, Florianópolis, v. 15, n. 28, p. 64-76, abr. 2018.

PRESTI, F.; ALMEIDA, T.; SILVA, G.; SILVA, H.; CONRADO, L.; CESPEDE, L.; RODRIGUES, T.; BARBIRATO, M.; WASKO, A. Conhecendo a arara-azul-grande: confecção e aplicação de um jogo didático como parte das ações de Educação Ambiental visando a conservação da espécie. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 12, n. 2, p. 259-273, 30 jun. 2017.

RABELO, N. N.; LIMA, F. A. A.; VASCONCELOS, F. D. M.; FAUSTINO, J. C. S.; CASSIMIRO FILHO, F. Sociedade, natureza e desenvolvimento: uma investigação sob a perspectiva dos alunos do PRODEMA. Revista Gaia Scientia, João Pessoa, v. 10, n. 3, p. 36-43, 2016.

RHODEN, V.; RIBEIRO, L. B.; SALOMONI, S. E. Relatos de atividades de conscientização e educação ambiental sobre o destino correto dos resíduos sólidos em São Borja - RS. Extensio: Revista Eletrônica de Extensão, Florianópolis, v. 15, n. 28, p. 77-86, abr. 2018.

SOUZA, D. B. Aula de campo: Subsídio de preservação e estudo da Pedra da Andorinha, Sobral/CE. Revista de Geociências do Nordeste, v. 2, p. 1428-1435, 27 out. 2016.

SOUZA, N.; ANDRADE, N.; RIBEIRO, J.; GOMES, J.; OROZCO, M.; PEREIRA, E. Práticas em Educação Ambiental voltadas à implementação do sistema de esgotamento sanitário de Presidente Médici (RO). Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 14, n. 1, p. 275-294, 30 mar. 2019.

TAVARES, P.; BELTRÃO, N.; PIMENTA, L. Opções didáticas para o fomento da Educação Ambiental no ensino básico de tempo integral. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 12, n. 4, p. 25-43, 29 set. 2017.

VIANA, P. L. et al. Flora of the cangas of the Serra dos Carajás, Pará, Brazil: history, study area and methodology. Rodriguésia, Rio de Janeiro, v. 67, p. 1107-1124. 2016.

VIVEIRO, A. A.; DINIZ, R. E. S. Atividades de campo no ensino das Ciências e na Educação Ambiental: refletindo sobre as potencialidades dessa estratégia na prática escolar. Ciência em tela, São Paulo, v. 2, n. 1, p. 26-42, 2009.

Publicado
2020-05-26
Como Citar
Marinho, A. C. dos S. M., Bichara, C. N. C., & Pontes, A. N. (2020). Práticas de Educação Ambiental na microrregião de Parauapebas (PA). Revista Brasileira De Educação Ambiental, 15(3), 246-257. https://doi.org/10.34024/revbea.2020.v15.9989
Seção
Artigos

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##