Percepções de professores sobre a Educação Ambiental ao ar livre

Autores

  • Rodrigo Cavasini Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS
  • Ana Paula Lima Teixeira
  • Ricardo Demétrio de Souza Petersen Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2018.v13.2507

Palavras-chave:

Ética em Atividades ao Ar Livre, Educação Experiencial, Educação ao Ar Livre, Gestão de Riscos, Esportes de Aventura.

Resumo

Este trabalho investigou as percepções de professores que integraram a equipe de trabalho do PST/Navegar UFRGS sobre a Educação Ambiental ao ar livre. Foram entrevistados onze professores que atuaram entre 2008 e 2014 no referido projeto. A comparação e sistematização das informações obtidas possibilitou a elaboração das seguintes categorias e subcategorias de análise: Aspectos Gerais que está organizada em impactos ambientais, práticas de mínimo impacto, intervenções pedagógicas e propostas avaliativas; Gestão de Riscos que está estruturada em riscos, gestão de riscos em passos e planos de ação; e Relatos de Experiências que está sistematizada em experiências no projeto, interesse dos alunos e experiências em outras instituições.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

26-03-2018

Como Citar

Cavasini, R., Teixeira, A. P. L., & Petersen, R. D. de S. (2018). Percepções de professores sobre a Educação Ambiental ao ar livre. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 13(1), 61–75. https://doi.org/10.34024/revbea.2018.v13.2507

Edição

Seção

Artigos
Recebido: 2017-11-22
Aceito: 2018-02-05
Publicado: 2018-03-26

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)