Educação Ambiental e agroecologia na educação do campo: uma análise de sua relação com o entorno produtivo

Autores

  • Robson Olivino Paim Universidade Federal da Fronteira Sul, Chapecó, SC

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2016.v11.2152

Palavras-chave:

Educação Ambiental, Educação do Campo, Agroecologia.

Resumo

Este texto enfoca os resultados de estudo realizado com o objetivo de avaliar como um curso técnico em agroecologia, desenvolvido em um assentamento da reforma agrária, entendido em sua totalidade como um processo de Educação Ambiental na perspectiva política e pedagógica da Educação do Campo, contribui para o desenvolvimento agroecológico do Assentamento, na perspectiva da transição agroecológica (CAPORAL, 2009) e em contraposição à lógica de mercado que envolve o agronegócio. Com base na análise de entrevistas e questionários aplicados a estudantes e responsáveis pelas propriedades agrícolas familiares, indica os principais elementos que contribuem para a não-efetivação das propostas defendidas pelo curso e propõe o desenvolvimento de atividades de Educação Ambiental na perspectiva emancipatória-popular. Palavras-chave: Educação Ambiental. Educação do Campo. Agroecologia

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Robson Olivino Paim, Universidade Federal da Fronteira Sul, Chapecó, SC

Doutorando em Geografia pela Universidade Federal de Santa Catarina, na linha de pesquisa Geografia em Processos Educativos. Professor do curso de Geografia da Universidade Federal da Fronteira Sul.

Downloads

Publicado

2016-06-30

Como Citar

Paim, R. O. (2016). Educação Ambiental e agroecologia na educação do campo: uma análise de sua relação com o entorno produtivo. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 11(2), 240–262. https://doi.org/10.34024/revbea.2016.v11.2152

Edição

Seção

Artigos
Recebido em 2015-07-30
Aceito em 2016-03-30
Publicado em 2016-06-30