Festa de São Pedro e Serviços Ecossistêmicos Culturais: aprendizagens de um Grupo Pesquisador em Educação Ambiental no Pantanal

Autores

  • Lucia Shiguemi Izawa Kawahara Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, MT
  • Michèle Tomoko Sato Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, MT

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2015.v10.1913

Palavras-chave:

Educação Ambiental, Identidade Cultural, Serviços Ecossistêmicos.

Resumo

O presente trabalho busca demonstrar a construção da identidade de um Grupo Pesquisador em Educação Ambiental em diálogo com uma comunidade pantaneira baseado nos princípios da Sociopoética. Na trama metodológica utilizamos, fenomenologicamente, o entrelaçamento das práticas das festas santas com a linguagem da Avaliação Ecossistêmica do Milênio. Procuramos compreender como a comunidade de São Pedro de Joselândia – MT consegue manter sua tradição, identidade e, portanto, o amor pela própria terra e cuidados do ambiente em que vive. Por meio de observações, entrevistas direcionadas e questionários, percebemos a presença de uma Educação Ambiental Pós-Crítica vividas pela aprendizagem transgeracional. Nesta convivência e espaços de celebrações, coletivamente se constroem táticas de manutenção da tradição e da cultura que vai se ajustando, sem negar a sua identidade e valores específicos do pantaneiro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucia Shiguemi Izawa Kawahara, Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, MT

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT(1997), mestrado em Educação (2000). e doutoranda (2010) pela mesma universidade. Pesquisadora e educadora ambiental do Grupo Pesquisador em Educação Ambiental, Comunicação e Arte - GPEA/UFMT; analista de meio ambiente da Secretaria de Estado de Meio Ambiente - SEMA/MT e professora do Centro Universitário Varzeagrandense - UNIVAG. Tem experiência na área de Educação, com ênfase na Educação Ambiental e formação de professores, atuando principalmente nos seguintes temas: educação ambiental, justiça ambiental, cultura, identidade, didática e currículo.

Michèle Tomoko Sato, Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, MT

MICHÈLE SATO possui licenciatura em Biologia (São Paulo, SP), mestrado em Filosofia (Norwich, Inglaterra), doutorado em Ciências (São Carlos, SP) e pós-doutorado em Educação (Montréal, Canadá). É docente associada no Programa de Pós-Graduação em Educação na Universidade Federal de Mato Grosso [UFMT] e líder do Grupo Pesquisador em Educação Ambiental, Comunicação e Arte (GPEA), além de colaboradora em várias outras universidades nacionais e estrangeiras. Colabora nas comissões editoriais de diversos periódicos e é articuladora de diversas redes potencialmente ambientais. Possui várias experiências nacionais e internacionais, é bolsista produtividade do CNPq e membro do Fórum de Direitos Humanos e da Terra de Mato Grosso.

Downloads

Publicado

21-03-2015

Como Citar

Kawahara, L. S. I., & Sato, M. T. (2015). Festa de São Pedro e Serviços Ecossistêmicos Culturais: aprendizagens de um Grupo Pesquisador em Educação Ambiental no Pantanal. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 10(1), 221–240. https://doi.org/10.34024/revbea.2015.v10.1913

Edição

Seção

Artigos
##plugins.generic.dates.received## 2014-04-30
##plugins.generic.dates.accepted## 2015-01-20
##plugins.generic.dates.published## 2015-03-21

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.