Educação Ambiental em Angola: um olhar na concepção de professores da Escola de Ensino Primário e Secundário São Pedro

Autores

  • Moisés António Augusto Panzo Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB)
  • Reginaldo de Oliveira Nunes Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira - UNILAB https://orcid.org/0000-0003-4287-9036

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2024.v19.15975

Palavras-chave:

Educação Ambiental, Escolas., Aprendizagem.

Resumo

Este estudo teve como propósito analisar as percepções dos professores sobre a Educação Ambiental em Angola, com ênfase na sua relevância e na identificação dos obstáculos enfrentados durante sua implementação. A pesquisa foi conduzida na Escola São Pedro, localizada em Luanda-Cacuaco. Utilizou-se uma abordagem exploratória e qualiquantitativa, envolvendo dezesseis professores de diversas disciplinas por meio de questionários. Os dados obtidos foram interpretados à luz dos objetivos da pesquisa e das teorias pertinentes. Os resultados destacaram os principais desafios enfrentados pelos professores, desde os métodos pedagógicos adotados até as percepções individuais de cada docente sobre a relevância da Educação Ambiental. O estudo evidenciou a complexidade e a importância da Educação Ambiental para os professores, apontando para a necessidade de estratégias mais eficazes de integração desses conteúdos no currículo escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Moisés António Augusto Panzo, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB)

Graduando em Ciências Biológicas pela Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira. 

Referências

ALTARUGIO, M. H.; DINIZ, M. L.; LOCATELLI, S. W. O debate como estratégia em aulas de química. Química nova na escola, v. 32, n. 1, p. 26-30, 2010.

ALVES, A. T.; JAQUES HENDGES, C. R., SANDER, I. T.; PAZ, D. Reciclagem: educar para conscientizar. Anais... II Seminário Interinstitucional de Ensino, Pesquisa e Extensão. UNICRUZ, 2012.

ARAÚJO, S. S. O. Exterioridade: o outro como critério. In: Processos educativos em práticas sociais: pesquisas em educação. São Carlos: EDUFScar, 2014, p. 47-112.

BUANGA, P. M. S. Formação do professor para Educação Ambiental em Angola: uma análise do currículo do curso de Ensino da Biologia do Instituto Superior de Ciências da Educação, ISCED-Cabinda da Universidade 11 de Novembro, Cabinda/Angola, 2014.

BUZA, R. G. C. Educação Ambiental: ideias, saberes e práticas relatadas por professores em um país em reconstrução, Angola, 2013. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Pará, Instituto de Educação Matemática e Científica, Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática, Belém, PA, 2013.

CARVALHO, A. C. O. G. A importância da Educação Ambiental. Revista Primeira Evolução, v. 1, n. 40, p. 21-28, 2023.

CASTOLDI, R.; BERNARDI, R.; POLINARSKI, C. A. Percepção dos problemas ambientais por alunos do ensino médio. Revista Brasileira de Ciência, Tecnologia e Sociedade, v. 1, n. 1, p. 56-80, 2019.

DANTAS, A. C. P. A Educação Ambiental na formação de professores de biologia: a visão dos discentes da UFCG/CES-Campus de Cuité na Paraíba. 2019. Disponível em: <http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/12042>. Acesso em: 18 out. 2023.

DE BRITO, V. L.; TAVARES MORAES, L. A., MACHADO, R. R. B.; ARAÚJO, M. D. F. V. Importância da Educação Ambiental e meio ambiente na escola: Uma percepção da realidade na escola municipal Comendador Cortez em Parnaíba (PI). Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 11, n. 2, p. 22-42, 2016.

DE SANTANA, E. S.. LIMA, E. C.; JESUS SANTOS, B. V. Práticas de Educação Ambiental projeto: escola e comunidade cuidando do meio ambiente. Caderno de Graduação-Ciências Humanas e Sociais-UNIT-SERGIPE, v. 1, n. 2, p. 59-71, 2013.

FERNANDES, M. E. S. J.; PEREIRA, M. A., AMBROGI, I. H.; OKANO, M. T. A educação num ritmo diferente de aprendizagem e interação–o papel do docente como facilitador na educação à distância em um curso superior de tecnologia. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 10, n. 4, p. 01-19, 2019.

FERREIRA, J. L. Formação de professores e Educação Ambiental. Curitiba, 2017. Disponível em: <https://prppg.ufpr.br/site/ppge/wp-content/uploads/sites/45/2021/05/2017_pos-doc_jacques-de-lima.pdf>. Acesso em: 27 nov. 2023.

FILIPE, O. I. Promoting listening classes for grade English students at IMNE Garcia Neto. Luanda, Angola: Instituto Superior de Ciências da Educação, 2009.

FRANÇA, N. E. T. S. A Educação Ambiental aliada na construção da aprendizagem: análise das representações sociais e percepções de estudantes sobre meio ambiente, 2023.

FRANCISCO, C. M. Relevância da Educação Ambiental para a Formação dos Jovens Angolanos: O Caso do Ensino Médio Técnico no Cuanza Sul. 2015. Tese (Doutorado). Instituto Politécnico de Braganca (Portugal), 2015.

GADOTTI, M. Educação popular, educação social, educação comunitária. In: Congresso Internacional de Pedagogia Social. 2012.

JACOBI, C. M.; FLEURY, L. C.; ROCHA, A. C. C. L. Percepção ambiental em unidades de conservação: experiência com diferentes grupos etários no Parque Estadual da Serra do Rola Moça, MG. In: Anais do 2º Congresso Brasileiro de Extensão Universitária, Belo Horizonte. 2004.

LOPES, A. I. A. A relevância da metodologia de aprendizagem ativa e fora da sala de aula para a eficácia da Educação Ambiental. 2015. Tese (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Gestão Ambiental, Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2015.

LEAL, B. M.; NUNES , R. de O.; RONQUI, L. Educação Ambiental e estratégias para preservação: um estudo em uma escola do município de Ariquemes (RO). Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 18, n. 1, p. 28–42, 2023. DOI: 10.34024/revbea.2023.v18.14286.

LUCALA, C. Â. Uso das TICs no ensino de Biologia em escolas públicas do Maciço de Baturité (Ceará, Brasil) e Luanda (Angola). 2017. Monografia (Ciências da Natureza e Matemática) – Instituto de Ciências Exatas e da Natureza, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira, Redenção, CE, 2017.

MANO, E. B; PACHECO, E. B. A. V; BONELLI, C. M. C. Meio Ambiente, Poluição e Reciclagem. 2. Ed. São Paulo: Blucher, 2010.

MARQUES, T. J.; SCHERWINSKI, K. A Educação Ambiental e a gestão de resíduos sólidos. Comunicação Oral. In: Anais do XI Encontro Internacional de Produção Científica, 2019.

MELO, M. M. Diversidade genética nos principais grupos populacionais em Angola-Aplicação forense. 2010. Disponível em: . Acesso em: 27 nov. 2023.

MINAYO, M. C. S. Estrutura e sujeito, determinismo e protagonismo histórico: uma reflexão sobre a práxis da saúde coletiva. Ciência & Saúde Coletiva, v. 6, p. 07-19, 2001.

MOTA, J. C.; URIARTE, M. Z. A Educação Ambiental como um espaço de ressignificação e compreensão do ser. Momentos Diálogos em Educação, v. 29, n. 2, 2020.

MUCELIN, C. A.; BELLINI, M. Lixo e impactos ambientais perceptíveis no ecossistema urbano. Sociedade & natureza, v. 20, p. 111-124, 2008.

NASCIMENTO, M. B. Análise do uso de recursos educacionais digitais (REDs) para o ensino em uma escola pública na cidade de Cratéus-CE. In: Anais... IV Congresso Nacional de Educação, Macéio, 2020.

OLIVEIRA, L. A importância da Educação Ambiental na escola. Revistaft, out., 2023.

PEREIRA, V. Hermenêutica e Educação Ambiental no contexto do pensamento pós-metafisico. 1. ed. Juiz de Fora, MG: Garcia Edizioni, 2016.

REIS, A. C. F. Economia da cultura e desenvolvimento sustentável: o caleidoscópio da cultura. São Paulo: Manole Ltda, 2017.

SANDELL, K.; ÖHMAN, J. Educational potentials of encounters with nature: reflections from a Swedish outdoor perspective. Environmental education research, v. 16, n. 1, p. 113-132, 2010.

SANTOS, D. S.; ANDRADE, L. A. P.; DOS SANTOS, S. M. P. Alternativas de ensino em tempo de pandemia. Research, Society and development, v. 9, n. 9, p. e424997177-e424997177, 2020.

SANTOS, C. M. M.; LEITE, A. P. D. O. R.; DE MALTA, J. O.; ARAÚJO, L. K. R.A Escola como Espaço de Aprendizagem e Formação do Professor. E-book VII CONEDU (Conedu em Casa) - Vol 01... Campina Grande: Realize Editora, 2022, p.108-126.

SOARES, N. A importância da Educação Ambiental nas escolas angolanas. Revista EcoAngola, v. 24, 2020.

SILVA, D. S.; ANDRADE, L. A. P.; SANTOS, S. M. P. Alternativas de ensino em tempos de pandemia. Pesquisa, Sociedade e Desenvolvimento, v. 9, p. e424997177,2020.

SOUSA, T. Z. de. Educação e ambiente: compreensões em torno do pensar e do fazer Educação Ambiental. Educação: Teoria e Prática, v. 31, n. 64, p. e05[2021], 2021.

SPIRONELLO, R. L.; TAVARES, F. S.; DA SILVA, E. P. Educação Ambiental: da teoria à prática, em busca da sensibilização e conscientização ambiental. Revista Geonorte, v. 3, n. 6, p. 140-152, 2012.

VIANNA, A. M. Poluição ambiental, um problema de urbanização e crescimento desordenado das cidades. Revista Sustinere, v. 3, n. 1, p. 22-42, 2015.

WEF - World Economic Forum Global Risks Report 2020. Disponível em: <https://www.weforum.org/global-risks/reports>. Acessado: 22/11/2023.

Downloads

Publicado

01-06-2024

Como Citar

Panzo, M. A. A., & Nunes, R. de O. (2024). Educação Ambiental em Angola: um olhar na concepção de professores da Escola de Ensino Primário e Secundário São Pedro. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 19(3), 147–163. https://doi.org/10.34024/revbea.2024.v19.15975

Edição

Seção

Artigos
Recebido: 2023-12-03
Aceito: 2024-04-01
Publicado: 2024-06-01

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.