Análise da produção científica da Revista Brasileira de Educação Ambiental (RevBEA) acerca da Educação Ambiental na Educação Infantil

Autores

  • D'Andréa Zampieri Marmitt Universidade Federal de Pelotas
  • Luana Pinto Bilhalva Haubman Universidade Federal de Pelotas
  • Marcelo Zanetti Sampaio Universidade Federal de Pelotas
  • Fernanda Dias de Avila Universidade Federal de Pelotas
  • Adriana Gonçalves da Silva Manetti Universidade Federal de Pelotas
  • Luciara Bilhalva Corrêa Universidade Federal de Pelotas
  • Diuliana Leandro Universidade Federal de Pelotas

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2024.v19.15906

Palavras-chave:

Bibliometria. Escola. Primeira Infância. Meio Ambiente. Cidadania.

Resumo

A presente pesquisa visa realizar uma análise acerca da produção científica da Revista Brasileira de Educação Ambiental, com foco nos artigos que enfatizam na Educação Infantil e Educação Ambiental através do estudo bibliométrico. Foram avaliados e comparados diversos parâmetros, entre eles título, ano, número de autores, instituições envolvidas, referências, palavras-chaves e correntes da educação ambiental referentes aos artigos. A análise dos mesmos demonstrou que ainda há baixa produção científica em torno da temática de educação ambiental na educação infantil, e que o estudo bibliométrico é importante para a percepção dos avanços nos estudos sobre a temática abordada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALVES, Denise Alvino; SIMEÃO, EMS; RAMOS, Marcos Lupércio. Educação Ambiental na educação infantil: como e porque sua abordagem com crianças nessa faixa escolar. In: Colloquium Humanarum. p. 262-267, 2016.

ARAÚJO, Carlos A.A. Bibliometria: evolução histórica e questões atuais. Em questão, v. 12, n. 1, p. 11-32, 2006.

ARNHOLDT, Bruna Medina Finger; MAZZARINO, Jane Márcia. Formação continuada de professores de educação infantil em Educação Ambiental vivencial: a exploração dos pátios das escolas. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 15, n. 7, p. 134-154, 2020.

BARCELOS, Valdo. Educação Ambiental, infância e imaginação-uma contribuição ecologista à formação de professores (as). Quaestio-Revista de Estudos em Educação, v. 6, n. 1, 2004.

BEZERRA, Mauricia Santos de Holanda et al. O Espaço na Educação Infantil: a constituição do lugar da criança como indicador de qualidade, 2013.

BRASIL. Lei nº 9.795, de 27 de abril de 1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, 28 abr. 1999.

BRASIL. Lei nº 12.796, de 04 de abril de 2013. Altera a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para dispor sobre a formação dos profissionais da educação e dar outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, 5 abr. 2013.

BRASIL. Diretrizes curriculares nacionais para a educação infantil – DCNEI. Secretaria de Educação Básica. Brasília: MEC, SEB, 2010.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Referencial curricular nacional para a educação infantil. Brasília, DF, MEC/SEF, 1998.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC, 2018.

BROFMAN, Paulo Roberto. A importância das publicações científicas. Cogitare Enferm. v. 17, n. 3, 2012.

COSTA, Teresa; LOPES, Sílvia; FERNÁNDEZ-LLIMÓS; AMANTE, Maria João; LOPES, Pedro Faria, Fernando. A Bibliometria e a Avaliação da Produção Científica: indicadores e ferramentas. 2012.

DA SILVA, Dirceu; LOPES, Evandro Luiz; JUNIOR, Sérgio Silva Braga. Pesquisa quantitativa: elementos, paradigmas e definições. Revista de Gestão e Secretariado, v. 5, n. 1, p. 01-18, 2014.

DE MORAES, Elisangela Figueiredo; MIRANDA, Carlos Roberto. A neurociência na educação infantil. Revista de Pós-graduação Multidisciplinar, v. 1, n. 5, p. 99-114, 2018.

DE SOUZA, Agda Monteiro. Educação Ambiental nos documentos norteadores da educação infantil em Manaus (AM). Revista Brasileira de Educação Ambiental (RevBEA), v. 16, n. 3, p. 316-329, 2021.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. Ediitora Atlas SA, 2008.

GRZEBIELUKA, Douglas; KUBIAK, Izete; SCHILLER, Adriane Monteiro. Educação Ambiental: A importância deste debate na Educação Infantil. Revista Monografias Ambientais, p. 3881-3906, 2014.

KISHIMOTO, Tizuko Morchida. Alfabetização e letramento/literacia no contexto da educação infantil: desafios para o ensino, para a pesquisa e para a formação. Múltiplas Leituras, v. 1-2, pág. 18-36, 2010.

MARVILA, Larissa Costa; RAGGI, Désirée Gonçalves. Desenvolvimento da Consciência Ambiental na Educação Infantil. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 14, n. 4, p. 351-359, 2019.

MATOS, Ralfo. População, recursos naturais e poder territorializado: uma perspectiva teórica supratemporal. Revista Brasileira de Estudos de População, v. 29, p. 451-476, 2012.

MOYLES, Janet et al. Fundamentos da educação infantil: enfrentando o desafio. Porto Alegre: Artmed, v. 1, 2010.

OLIVEIRA, D.L.H. et al. Horta vertical: Um instrumento de Educação Ambiental na escola. Revista eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental. Edição Especial Janeiro/Junho 2014.

PEREIRA, Agostinho Oli Koppe; HORN, Luiz Fernando Del Rio. Relações de consumo: meio ambiente, 2009.

RESENDE, Flavia Grecco; AGUIAR, Denise Regina da Costa; LIMA, Leonice Domingos dos Santos Cintra; DE CASTRO, Cristina Veloso. Problematização da prática na Educação Infantil: relações entre o currículo vivido e a Educação Ambiental. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 16, n. 5, p. 309-327, 2021.

ROCHA, Ana Gabriela da Silva; DAL-FARRA, Rossano André. Ambiente natural e o imaginário: mar, deserto, mata e chuva em representações pictóricas na educação infantil. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 16, n. 2, p. 177-292, 2021.

RODRIGUES, Daniela Gureski; ANDREOLI, Vanessa Marion. Desafios e perspectivas das ações educativo-ambientais na educação infantil. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 11, n. 4, p. 130-148, 2016.

SAUVÉ, Lucie. Uma cartografia das correntes em educação ambiental. Educação ambiental: pesquisa e desafios, p. 17-44, 2005.

SCROCCARO, Vanessa Lisboa; PEDROSO, Daniele Saheb; RODRIGUES, Daniela Gureski. Prática docente em Educação Ambiental: um estudo de caso sobre a horta na educação infantil. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 17, n. 4, p. 261-274, 2022.

TIRIBA, L. Crianças da natureza: Educação Ambiental para sociedades sustentáveis, NIMA/PUC-Rio, 2010.

VERDERIO, Leonardo Álisson Pompermayer. O desenvolvimento da Educação Ambiental na Educação Infantil: importância e possibilidades. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 16, n. 1, p. 130-147

Downloads

Publicado

01-06-2024

Como Citar

Marmitt, D. Z., Haubman, L. P. B., Sampaio, M. Z., Avila, F. D. de, Manetti, A. G. da S., Corrêa, L. B., & Leandro, D. (2024). Análise da produção científica da Revista Brasileira de Educação Ambiental (RevBEA) acerca da Educação Ambiental na Educação Infantil. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 19(3), 229–247. https://doi.org/10.34024/revbea.2024.v19.15906

Edição

Seção

Artigos
Recebido: 2023-11-24
Aceito: 2024-04-01
Publicado: 2024-06-01

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.