Educação, meio ambiente e sustentabilidade: o que falam os professores da educação profissional?

Autores

  • Kever Bruno Paradelo Gomes Instituto Federal de Brasília – Campus Gama
  • Lucas dos Santos Figueiredo Instituto Federal de Brasília https://orcid.org/0009-0009-0609-0995

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2023.v18.15695

Palavras-chave:

Currículo, Educação Ambiental, Ensino, Interdisciplinar, Licenciatura

Resumo

O objetivo geral deste trabalho foi identificar e analisar como os professores da Educação Profissional do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília (IFB) abordam em suas aulas o tema meio ambiente e sustentabilidade. A presente pesquisa teve uma abordagem quali-quantitativa, utilizando como abordagem um estudo exploratório descritivo. Os resultados auferidos permitem identificar que a Educação Ambiental não está consolidada e institucionalizada no IFB, apresentado lacunas tanto na teorização dos conteúdos quanto na prática. Conclui-se que, no contexto estudado, as discussões e ações dos professores da educação profissional, voltadas para as temáticas que envolvem as questões de educação, meio ambiente e sustentabilidade se manifestam de forma limitada, fragmentada e superficial, seja de forma direta, transversal e/ou interdisciplinar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BORGES, J. O.; LEITE, D. A. R. A Temática Ambiental No Ensino Superior: Abordagens Propostas Em Cursos De Licenciatura Da Universidade Federal Do Triângulo Mineiro. Pesquisa em Educação Ambiental, v. 17, n. 1, p. 110-129, 2022.

BRASIL. Lei nº 9.795, de 27 de Abril de 1999. Dispõe sobre a Educação Ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências.

CAMARGO, B. V.; JUSTO, A. M. Tutorial para uso do software de análise textual IRAMUTEQ. Universidade Federal de Santa Catarina, p. 18, 2013a.

CAMARGO, B. V.; JUSTO, A. M. IRAMUTEQ: Um Software Gratuito para Análise de Dados Textuais. Temas em Psicologia. v. 21, n. 2, p. 513-518, 2013b.

CARVALHO, L. L.; MELO, I. B. N.; Fortunato, I. Educação Ambiental e sustentabilidade na universidade: Um estudo das licenciaturas em uma instituição de ensino superior no estado de São Paulo. Geoambiente On-line, n.35 p. 75-91. 2019.

CORRÊA, T.; BARBOSA, N. Educação Ambiental e consciência planetária: uma necessidade formativa. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, n. 35, p.125-136. 2018.

DINIZ, J. C. A.; CHAGAS, F. A. O. A Educação Ambiental na formação inicial de professores de física do IFG e de professores de ciência biológicas e de física da UFG. Cadernos de Educação, Tecnologia e Sociedade, v. 5, n. 1, p 221-231, 2014.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: Saberes necessários à prática educativa. 43ª Ed., São Paulo: Paz e Terra, 2011.

FREITAS, N. C. A Educação Ambiental nos cursos de licenciatura em ciências biológicas: um olhar sobre a Lei nº 9.795/1999. Morrinhos: UEG, 2018. 144 p. Dissertação (Programa de Pós graduação Stricto Sensu em Ambiente e Sociedade): Universidade Estadual de Goiás, 2018.

GOMES, R. K. S.; NAKAYAMA, L.; SOUZA, F. B. B. A Educação Ambiental Formal como Princípio da Sustentabilidade na Práxis Educativa. REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental. Rio Grande do Sul, p. 11-39. 2016.

GOMES, R. K. S. et al. Saberes discentes sobre meio ambiente na universidade do estado do Amapá-AP. Educação em Foco, v. 26, n. 1, 2021.

GOUVÊA, G. R. R. Rumos da formação de professores para a Educação Ambiental. Curitiba: Editora UFPR, n. 27, p.163-179. 2006.

GREGOLDO, R. A. Educação Ambiental no Instituto Federal de Brasília – Campus São Sebastião. Concepções e práticas de professores e gestores do ensino médio integrado. Morrinho: IFG, 2020. 144 p. Dissertação (Mestrado em educação profissional e tecnológica) – Instituto Federal de Goiás, 2020.

GUIMARÃES, E. M. A. Trabalhos de Campo em Bacias Hidrográficas: os caminhos de uma experiência em Educação Ambiental. Campinas: Unicamp, 1999. 184 p. Dissertação (Mestrado em Geociências) – Universidade Estadual de Campinas, 1999.

GUIMARÃES, S. S. M.; INFORSATO, E. C. A Percepção Do Professor De Biologia E a Sua Formação: A Educação Ambiental Em Questão. Revista Ciência & Educação, v. 18, n. 3, p.737-754, 2012.

INSTITUTO FEDERAL DE BRASÍLIA (IFB). RESOLUÇÃO 19/2022: Altera o Regulamento dos Procedimentos Administrativos e da Organização Didático – Pedagógica dos Cursos de Graduação do IFB - CS/RIFB/IFBRASILIA- IFB. Brasília: ago. 2022a.

INSTITUTO FEDERAL DE BRASÍLIA (IFB). RESOLUÇÃO 26/2022: Diretrizes para o fortalecimento dos cursos de Licenciatura no âmbito do Instituto Federal de Brasília - IFB. Brasília: jun. 2022b.

INSTITUTO FEDERAL DE BRASÍLIA (IFB). PDI – IFB. Brasília: set. 2022c. Disponível em: < Minuta PDI 2024-2030 pós CS julho - Google (ifb.edu.br)> Acesso em 15/11/2022.

INSTITUTO FEDERAL DE BRASÍLIA (IFB). PPC do Curso Licenciatura em computação. Brasília: 2013d. Disponível em: <4298_PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO SUPERIOR EM COMPUTAÇÃO(1) (1).pdf (ifb.edu.br)> Acesso em 08/09/2022.

INSTITUTO FEDERAL DE BRASÍLIA (IFB). PPC do Curso Licenciatura em Física. Brasília: nov. 2016e. Disponível em: Acesso em 08/09/2022.

INSTITUTO FEDERAL DE BRASÍLIA (IFB). PPC do Curso Licenciatura em Letras – Língua Inglês. Brasília: 2016f. Disponível em: Acesso em 08/09/2022.

INSTITUTO FEDERAL DE BRASÍLIA (IFB). PPC do Curso Licenciatura em Pedagogia. Brasília: 2016g. Disponível em: Acesso em 08/09/2022.

INSTITUTO FEDERAL DE BRASÍLIA (IFB). PPC do Curso Licenciatura em Letras – Língua Português. Brasília: 2016h. Disponível em: Acesso em 08/09/2022.

INSTITUTO FEDERAL DE BRASÍLIA (IFB). PPC do Curso Licenciatura em Educação Profissional. Brasília: 2018i. Disponível em: Acesso em 08/09/2022.

INSTITUTO FEDERAL DE BRASÍLIA (IFB). PPC do Curso Licenciatura em Matemática. Brasília: jun. 2018j. Disponível em: Acesso em 08/09/2022.

INSTITUTO FEDERAL DE BRASÍLIA (IFB). PPC do Curso Licenciatura em Dança. Brasília: 2019k. Disponível em: <01_PPC LiDan - 2019 versa corrigida_.pdf (ifb.edu.br)> Acesso em 08/09/2022.

INSTITUTO FEDERAL DE BRASÍLIA (IFB). PPC do Curso Licenciatura em Geografia. Brasília: dez. 2019l. Disponível em: Acesso em 08/09/2022.

INSTITUTO FEDERAL DE BRASÍLIA (IFB). PPC do Curso Licenciatura em Química. Brasília: 2020m. Disponível em: Acesso em 08/09/2022.

INSTITUTO FEDERAL DE BRASÍLIA (IFB). PPC do Curso Licenciatura em Letras – Língua Espanhol. Brasília: 2021n. Disponível em: Acesso em 08/09/2022.

INSTITUTO FEDERAL DE BRASÍLIA (IFB). PPC do Curso Licenciatura em Biologia. Brasília: 2022o. Disponível em: Acesso em 08/09/2022.

LARA, P. T. R. Sustentabilidade em instituições de ensino superior. Revista Monografias Ambientais, v. 7, n. 7, p. 1646-1656, 2012.

LEITE, D. A. R. A Educação Ambiental em cursos de formação inicial de professores: análise de projetos pedagógicos de dois cursos de licenciatura em Física. Revista Triângulo, v. 13, n. 1, p. 19–40. 2020.

LEITE, D. A. R. A; SILVA, L. F. Abordagens Para a Temática Ambiental Em Cursos De Licenciatura Em Física. Ciência & Educação, v. 27, p. 1-18.2021.

LIMA, D. Projeto Político Pedagógico e Educação Ambiental: uma necessária relação para a construção da cidadania. Paranaguá: Webartigos, 2009.

LOPES, T. S.; ABÍLIO, F. J. P. A Educação Ambiental na formação do pedagogo: a dimensão ambiental no curso de Licenciatura Plena em Pedagogia da UFPB – João Pessoa. REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, 36, n. 2, p. 296–318. 2019.

MEDEIROS, A. B. et al. A Importância da Educação Ambiental na escola nas séries iniciais. Revista Eletrônica Faculdade Montes Belos, v. 4, n. 1, 2011.

MENDES, C. B.; SPAZZIANI, M. L. A Educação Ambiental Crítica na formação inicial de licenciandos em Ciências Biológicas: contribuições e limitações. Parnaíba-PI: Interfaces da Educação, v. 9, n. 26, p. 154–178, 2018.

MOLON, S. I. et al. Região Sul. In: TRAJBER, R.; MENDONÇA, P. R. (Org.). Educação na diversidade: o que fazem as escolas que dizem que fazem Educação Ambiental. Brasília, DF: Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2007.

MOLON, S. I. As contribuições de Vygotsky na formação de educadores ambientais. In: LOUREIRO, C. F. B.; LAYRARGUES, P. P.; CASTRO, R. S. (Org.). Repensar a Educação Ambiental: um olhar crítico. São Paulo: Cortez, p. 141-172. 2009.

NEPOMUCENO, A. L. O. et al. O não lugar da formação ambiental na educação básica: Reflexões à luz da BNCC e da BNC - Formação. Educação em Revista, v. 37, 2021.

PIMENTA, S. G. Apresentação da Coleção Docência em Formação. In: CHARLOT, B. Da relação com o saber às práticas educativas. São Paulo: Cortez, p. 11-27. 2013.

PINHEIRO, B. C. S.; SANTOS, C. L.; PENELUC, M. C. A Educação Ambiental Na Formação De Professores De Química Da UFBA. Educação & Formação, p.160-203. 2017.

PITANGA, A. F. A Inserção Das Questões Ambientais No Curso De Licenciatura Em Química Da Universidade Federal De Sergipe. Revista Sergipana de Educação Ambiental, n. 8, p.1- 11. 2022.

PORTELA, J. L.; LIMA, M. D. F. Educação Ambiental nos cursos de licenciatura: atendimento aos objetivos fundamentais da PNEA na formação de professores. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)biográfica, v. 5, n. 16, p. 1864-1880. 2020

RAMIARINA, N. T. R. Educação Ambiental na formação de professores de ciências e biologia das universidades públicas da cidade do Rio de Janeiro. Anais do Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências. Florianópolis: Abrapec, 2017. p. 1-9. 11, 2017.

REIGOTA, M. O que é Educação Ambiental. São Paulo: Editora Brasiliense, 2017. EBOOK.

REIS, M. et al. A Educação Ambiental na formação inicial de professores de biologia: Concepções, componentes curriculares e possibilidade de ações. Ensino, Saúde e Ambiente, v. 6, n. 3, 2013.

RINK, J.; NETO, J. M. Ambientalização Curricular na Educação Superior: Características e Tendências de Dissertações e Teses Brasileiras (1987-2009). Actio: Docência em Ciências, 2020.

SALHEB, D. Os saberes socioambientais e a formação do educador ambiental sob o foco da complexidade. Curitiba: UFPR, 2013. p. 225. Tese (Doutorado em Educação): Universidade Federal do Paraná, 2013. Disponível em: acesso 22/05/2022.

SANTOS, A.G.; SANTOS, C.A.P. A inserção da Educação Ambiental no currículo escolar. Revista Monografias Ambientais, v.15 n,1, p.369-380, 2016.

SANTOS, I. S. Saneamento e Educação Ambiental: atitudes ambientais dos trabalhadores em saneamento. Florianópolis: UFSC, 2020. 198 p. Dissertação (Mestrado em psicologia): Universidade Federal de Santa Catarina, 2020.

SANTOS, L.; EDITE; M. S.; SOUSA. C. E. B. Formação Inicial em Pedagogia e Educação Ambiental: uma abordagem histórico-crítica do currículo. Revista de Educação, Ciência e Cultura, v. 24, n. 2, p. 121- 135. 2019.

SCHMITT, L A. Educação Ambiental e currículo: um olhar sobre a formação inicial de professores de Ciências e Biologia. Porto alegre: PUC – RS, 2016.129 p. Dissertação (Mestrado em Educação): Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, 2016.

SEIFFERT, M. E. B. Gestão ambiental: instrumentos, esferas de ação e Educação Ambiental. 3 ed. São Paulo: Atlas, p.312. 2018.

SILVA, A. F. S.; BASTOS, A. S.; PINHO, M. J. S. Educação Ambiental e sustentabilidade nos cursos de licenciatura da Universidade do Estado da Bahia - Campus VII. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 16, n.3, p. 362–376. 2021.

SILVA, A.; HAETINGER, C. Educação Ambiental no ensino superior – O conhecimento a favor da qualidade de vida e da conscientização socioambiental. Revista Contexto & Saúde, v. 12, n. 23, p. 34–40, 2014.

SILVA, M. L. A Educação Ambiental no ensino superior brasileiro: do panorama nacional às concepções de alunos (as) de pedagogia na Amazônia. REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, v. especial, p. 18-33.

SILVA, V. R. M. J.; SILVA, A. L. J.; CARDOSO, S. P. Um olhar docente sobre as dificuldades do trabalho da Educação Ambiental na escola. REnCiMa, São Paulo, v. 9, n. 5, p.256-272, 2018.

SORRENTINO, M. et al. Universidade, Educação Ambiental e políticas Públicas. In: LEME, P. C. S.; PAVESI, A.; ALBA, D.; G., M. J. D.. (Org.). Visões e experiências ibero-americanas de sustentabilidade nas universidades. 1 ed. Madrid: Alambra, v. 1, p. 19-27. 2012.

SOUSA, C. E. B.; ARRUDA, J. C. C. O. Uma análise da Educação Ambiental no contexto formativo de um curso técnico em meio ambiente em São Luís-MA. Ambiente & Educação, v. 27, n. 1, p. 1–29. 2022.

TEIXEIRA, C.; TORALES, M. A.. A Questão Ambiental E a Formação De Professores Para a Educação Básica: Um Olhar Sobre as Licenciaturas. Curitiba - Paraná: Educar em Revista, n.3, p. 127-144. 2014.

TORALES, M. A. A inserção da Educação Ambiental nos currículos escolares e o papel dos professores: da ação escolar a ação educativo-comunitária como compromisso político ideológico. REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, p. 1–17, 2013.

TOZONI-REIS, M. F. C.; CAMPOS, L. M. L. Educação Ambiental Escolar, Formação Humana e Formação de Professores: Articulações Necessárias. Educar em Revista, n. 3, p. 145-162. 2014.

Downloads

Publicado

05-12-2023

Como Citar

Gomes, K. B. P., & Figueiredo, L. dos S. (2023). Educação, meio ambiente e sustentabilidade: o que falam os professores da educação profissional?. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 18(7), 248–268. https://doi.org/10.34024/revbea.2023.v18.15695

Edição

Seção

Artigos
Recebido: 2023-09-28
Aceito: 2023-11-22
Publicado: 2023-12-05