Modismo ou não, é uma solução: desenvolvimento de saco de plantio de mudas (balaínho) a partir de resíduos alimentares como proposta de ensino

Autores

  • Caren Pavani Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo - Campus Catanduva
  • Guilherme Seminatti Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo - Campus Catanduva
  • Thayná Victoria Nascimento Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo - Campus Catanduva
  • Ricardo Rodrigues Jimenez Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo - Campus Catanduva

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2023.v18.14679

Palavras-chave:

Embalagem Biodegradável, Fontes renováveis, Plásticos

Resumo

A proposta deste projeto foi o desenvolvimento de um produto sustentável disposto como uma abordagem pedagógica. Foram desenvolvidas as seguintes etapas: a) Revisão integrativa de caráter exploratório; b) Seleção de sete artigos científicos sobre produção de bioplásticos. Após esta seleção alternativas viáveis a partir da extração do amido de batata, mandioca, batata-doce, milho e cascas de manga e mamão foram utilizados para o desenvolvimento da ideia de criação do saco de plantio. Neste projeto, foi possível alcançar o escopo de se propor o saco de plantio de mudas a partir de bioplásticos que pode contribuir positivamente à busca pelo reequilíbrio do meio ambiente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABIPLAST - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DO PLÁSTICO. Perfil, 2017. São Paulo: ABIPLAST, 2017. Disponível em: <http://www.abiplast.org.br/wp-content/uploads/2019/03/Perfil-2017.pdf>. Acesso em 10 de setembro de 2022.

ALVES, JANYELLE SEVERINO. Elaboração e caracterização de filmes finos de amido de milho e parafina. Universidade Federal de Lavras, 2009.

AOYAMA, K. Estudo de mercado: Bioplástico. Embaixada do Brasil em Tóquio, 2007.

BASTIOLI, C. Handbook of Biodegradable Polymers. Shawbury: Rara Technology Limited, 2005.

CANGEMI, J.M.; SANTOS, A.M.; CLARO NETO, S. Biodegradação: uma alternativa para minimizar os impactos decorrentes dos resíduos plásticos. Química nova na escola, n. 22, p. 17-21, 2005.

CUQ, B.; GONTARD, N.; CUQ, J. L.; GUILBERT, S. Functional properties of myofibrillar protein-based biopackaging as affected by film thickness. Journal of Food Science, v. 61, n. 3, p. 580-584, 1996.

DAMODARAN, S.; PARKIN, L. K.; FENNEMA, R. O. Química de Alimentos de Fennema. 4ª ed. São Paulo: Artmed editora, 2010. 875 p.

DE ARAÚJO, M.C.B.; COSTA, D.A.; FERREIRA, M. Lixo no ambiente marinho. Ciência hoje, v. 32, n. 191, 2003.

FAKHOURI, F. M. et al. Filmes e coberturas comestíveis compostas à base de amido nativo e gelatina na conservação e aceitação sensorial de uvas crimson. Ciência e Tecnologia de Alimentos, v. 27, n. 2, p. 369-375, 2007.

FERNANDES, A. F. Utilização da farinha de casca de batata inglesa (Solanum Tuberosum L.) na elaboração de pão integral. 2006, 127 p. Dissertação (Mestrado em Ciências dos Alimentos), Universidade Federal de Lavras, Minas Gerais, 2006.

FEROLDI, A.P. Gerenciamento de resíduos utilizados em aulas práticas de química. 2014. 39 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização) – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Medianeira, 2014.

FONSECA, L.H.A. Reciclagem: o primeiro passo para a preservação ambiental. Revista Científica Semana Acadêmica. Fortaleza, 2013.

GONÇALVES, L.C.S. et al. Remédios jurídicos contra a poluição plástica dos oceanos: uma análise dos esforços do direito internacional público e das iniciativas privadas para enfrentar a sopa de plástico. Tese (Doutorado em Direito) - FDV, 2020.

LOMASSO, A.L. et al. Benefícios e desafios na implementação da reciclagem: um estudo de caso no centro mineiro de referência em resíduos (CMRR). Revista Pensar Gestão e Administração. Minas Gerais. v. 3, n. 2, 2015.

MARQUES, L. O que são polímeros e porque são interessantes?. Jornal" Diário do Sul, 2010.

MALI, S; GROSSMANN, M. V. E.; YAMASHITA, F. Filmes de amido: produção, propriedades e potencial de utilização. Semana Ciências Agrárias, Londrina, vol. 31, n. 1, p. 137-156, 2010.

MOURA W. S. Extração e caracterização do amido do Hedychium coronarium e elaboração de filmes biodegradáveis. 2008. 95 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Moleculares) - Universidade Estadual de Goiás, Anápolis-GO, 2008.

MURPHY, L. Beverage container showdown: plastic vs. glass vs. Aluminum. earth911, 2017. Disponível em: Vhttps://earth911.com/living-well-being/recycled-beverage-containers/>. Acesso em 10 de setembro de 2022.

PRADELLA, J. G. C. Biopolímeros e Intermediarios Químicos. Centro de Gestão e Estudos Estratégicos. Relatório Técnico, nº 84 396-205. São Paulo: março de 2006.

QUADROS, D. A. et al. Composição Química de tubérculos de batata para processamento, cultivados sob diferentes doses e fontes de potássio. Ciência e Tecnologia de Alimentos, p. 316-323, 2009.

RAMALHO, M. Plásticos biodegradáveis proveniente da cana de açúcar: Polímeros biodegradáveis. São Paulo: Centro Paula Souza, 2009, p. 33.

SCHELEDER, R. B.; PONTAROLO, E. Potencialidades de práticas em Educação Ambiental crítica no ensino fundamental por meio dos parques públicos urbanos. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 17, n. 6, p. 80-98, 2022.

SHI, C.; TAO, F.; CUI, Y. New starch ester/gelatin based films: Developed and physicochemical characterization. International Journal of Biological Macromolecules, v. 109, p. 863-871, 2018.

SHIMAZU, S.M., GROSSMANN, M. V. E. Efeitos plastificante e antiplastificante do glicerol e do sorbitol em filmes biodegradáveis de amido de mandioca. Semina: Ciências Agrárias. p. 79-88. 2007.

SOBRAL, P. J. A. Propriedades funcionais de biofilmes de gelatina em função da espessura. Ciência & Engenharia, Uberlândia, v. 8, n. 1, p. 60-67, 1999.

TELLES, M. R.; SARAN, L. M.; UNÊDA-TREVISOLLI, S. H. Produção, propriedades e aplicações de bioplástico obtido a partir da cana-de-açúcar. Ciência & Tecnologia: FATEC-JB, Jaboticabal, v. 2, n. 1, p. 52-63, 2011.

VILPOUX, O.; AVEROUS, L. Plásticos a base de amido. São Paulo: Fundação Cargilll, (Série Cultura de tuberosas Amiláceas Latinoamericanas), v.3, cap.18, p.499-529, 2004.

Downloads

Publicado

18-08-2023

Como Citar

Pavani, C., Seminatti, G. ., Nascimento , T. V., & Jimenez, R. R. (2023). Modismo ou não, é uma solução: desenvolvimento de saco de plantio de mudas (balaínho) a partir de resíduos alimentares como proposta de ensino. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 18(5), 210–227. https://doi.org/10.34024/revbea.2023.v18.14679

Edição

Seção

Relatos de Experiências
##plugins.generic.dates.received## 2022-12-13
##plugins.generic.dates.accepted## 2023-03-27
##plugins.generic.dates.published## 2023-08-18

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.