Desafios da Educação Ambiental no Ensino Superior Amazônico

Autores

  • Janise Maria Monteiro Rodrigues Viana Universidade Federal do Pará
  • Marilena Loureiro da Silva Universidade Federal do Pará

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2022.v17.13723

Palavras-chave:

Ensino Superior, Amazônia, Educação Ambiental

Resumo

A problemática socioambiental vigente contribui para fazer emergir diversas reflexões que colocam em destaque as formas de relações sociais e o meio ambiente. Este estudo tem por fim analisar o status da Educação Ambiental nos cursos de Graduação da Universidade Federal do Pará, Campus Universitário Ananindeua, localizado na região amazônica paraense. Para tanto é realizada uma pesquisa teórica e documental, a partir das prescrições curriculares, projetos pedagógicos dos cursos e programas de disciplinas. Conclui-se que a Educação Ambiental deve ocorrer interdisciplinarmente, para que haja uma aproximação entre questões ambientais, conteúdos técnicos acadêmicos e responsabilidade social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Janise Maria Monteiro Rodrigues Viana, Universidade Federal do Pará

Possui graduação em Bacharelado em Turismo pela Universidade Federal do Pará - UFPA (2004) e em Licenciatura em Pedagogia, pela Universidade da Amazônia - UNAMA (2006). Especialista em Educação Ambiental pela Universidade Federal do Pará, Núcleo de Meio Ambiente - NUMA (2008). Mestra em Gestão de Recursos Naturais e Desenvolvimento Local na Amazônia, pela Universidade Federal do Pará , Núcleo de meio Ambiente - NUMA (2017). Tem experiência na área da educação com o desenvolvimento de projetos socioambientais e com a educação regular no ensino infantil, fundamental e superior. Realiza pesquisas relacionadas a gestão de recursos naturais, a educação ambiental, a formação docente em educação ambiental, educação ambiental na universidade, escola e o meio ambiente. Membro da Rede Paraense de Educação Ambiental. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Orientação Educacional, Supervisão, Administração Escolar, Educação Superior e Educação Ambiental. Doutoranda em Ciências do Desenvolvimento Socioambiental, Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (NAEA/UFPA) Turma 2019. Atualmente atua como Técnica Administrativa, Nível Superior: área Pedagogia, na Universidade Federal do Pará.

Marilena Loureiro da Silva, Universidade Federal do Pará

Pós-Doutora em Educação Ambiental e Justiça Climática. GPEA/PPGE/ UFMT (2019 - 2020). Doutorado em Desenvolvimento Sustentável no Trópico Úmido - pelo Núcleo de Altos Estudos Amazônicos. NAEA (2005). Mestrado em Planejamento do Desenvolvimento pelo NAEA - UFPA (2000). Graduada em Pedagogia pela Universidade Federal do Pará (1992). É Professora Associada I do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos. NAEA - UFPA, onde coordena e é Pesquisadora Líder do Grupo de Pesquisa e Estudos em Educação, Cultura e Meio Ambiente - GEAM. É professora do Programa de Pós Graduação em Desenvolvimento Sustentável no Trópico Úmido. PPGDSTU.NAEA/UFPA, e do Programa de Pós-Graduação em Rede Nacional para o Ensino de Ciências Ambientais - PROFCIAMB.UFPA. É Integrante da Rede de Pesquisa Internacional em Educação Ambiental e Justiça Climática. REAJA. É integrante da Rede Internacional de Pesquisa em Desenvolvimento Resiliente ao Clima-RIPEDRC. É representante do NAEA na Comissão Interinstitucional de Educação Ambiental do estado do Pará. CIEA.PA. Foi Coordenadora do Programa de Pós-Graduação Lato Sensu. PPLS.NAEA.UFPA. Foi Coordenadora Institucional do Comitê Gestor de Formação Inicial e Continuada de Professores de Educação Básica do Estado do Pará. Foi Coordenadora Institucional do Programa de Iniciação à Docência/PIBID/UFPA entre 2010 e 2018. Coordenadora Institucional do Programa Laboratórios Interdisciplinares de Formação Docente da UFPA/LIFE/CAPES, de 2012 a 2014. Atua na área de Educação, Educação Ambiental, Emergências Climáticas e Justiça Ambiental, Gestão e Planejamento da Educação, Educação e Sustentabilidade Regional, Planejamento e Gestão para a Sustentabilidade. Foi Diretora de Projetos Educacionais da Pro-reitoria de Ensino de Graduação/PROEG/UFPA de agosto de 2009 a fevereiro de 2014.

Referências

ALMEIDA, S.B. de O.; DI SOUZA, L.; CALDEIRA, V.P. da S. Preservação e Educação Ambiental na perspectiva de uma comunidade universitária. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 16, n. 6, p. 199–215, 2021. DOI: 10.34024/revbea. 2021. v16. 12305.

BAZZO, W.A; PEREIRA, L.T. do V. O Desenvolvimento Tecnológico: onde podemos ou queremos chegar? Anais do XXXIX Congresso Brasileiro de Educação em Engenharia. Blumenau. 2011. Disponível em: <http://www.abenge.org.br/cobenge/legado/interna.php?ss=8&ctd=86>. Acesso em: 20 de jan. de 2019.

CALDER, W.; CLUGSTON, R.M. Progress Toward Sustainability in Higher Education. Environmental Law Reporter, v. 33, p. 10003-10022, 2003.

CARVALHO, I.C.M. A formação do sujeito ecológico. São Paulo: Cortez, 2004.

CORTESE, A.D. The critical role of higher education in creating a sustainable future. Planning for Higher Education, v. 31, n. 3, p.15-22, 2003.

DIAS, D.M. dos S. Enunciações de um educador ambiental: o utópico é possível em educação. Belém: UFPA, 1997.

GIORDANI; D. S., Neto; M.B., COSTA; A.R.C. da, S.I. de., FRANCO; L.R. de L., TAKEMOTO; L., MAYORAL; R.C., FERREIRA; V.E.G.S. Uma experiência de sucesso combinando a abordagem PBL e a sustentabilidade em um curso de engenharia. International Symposium on Project Approaches in Engineering Education. 2015.

GUTIÉRREZ, F. Ecopedagogia. In: VALENZUELA, S. T. (Trad.) Ecopedagogia e cidadania planetária. São Paulo: Cortez, 1999.

LEANDRO, L.A., NEFTA, E. M. Soluções Tecnológicas Ecoeficientes para o Desenvolvimento Sustentável: uma Análise Teórico-Conceitual. Revista Eletrônica em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental. - REGET, v 18, 1 Abr. p. 566- 576. 2014.

LEFF, E. O Saber ambiental: sustentabilidade, racionalidade, complexidade, poder. 9ª ed. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes. 2012.

LOUREIRO, F.B. Sustentabilidade e Educação: um olhar da ecologia política. Coleção Questões da Nossa Época. V. 39, São Paulo: Cortez. 2012.

LOUREIRO, F.B. Problematizando Conceitos: Contribuição à Práxis em Educação Ambiental. In: LOUREIRO, C.; LOUREIRO B.; LAYRARGUES, P.P. C.; SOUZA, R. (Org.) Pensamento Complexo, Dialética e Educação Ambiental. 2ª ed. São Paulo: Cortez. 2011.

LOUREIRO, C.F. Trajetórias e fundamentos da Educação Ambiental. 2ª Ed. São Paulo: Cortez, 2004.

ORR, D.W. Four Challenges of Sustainability. Conservation Biology, v. 16, n. 6, p. 1457–1460, 2002.

REIGOTA, M. O que é Educação Ambiental. São Paulo: Brasiliense, 1994.

SANTOS, B. de S. Pela mão de Alice: o social e o político na pós-modernidade. São Paulo: Cortez, 2001.

SILVA, M.L. da. Trajetórias de Educação Ambiental na Amazônia Paraense: releituras e inquietações do legado freiriano na formação do educador. Quaestio - Revista de Estudos em Educação, v. 20, n. 2, 2018. DOI: 10.22483/2177-5796.2018v20n2p341-355.

VIANA, J.M.M.R.; FONSECA, W. da S.F. A importância da Sustentabilidade na Formação de Engenheiros no Contexto da Amazônia. Anais do XLIV Congresso Brasileiro de Educação em Engenharia, 2016, Natal.: ABENGE, 2016. v. XLIV. Disponível em: <http://www.abenge.org.br/cobenge/legado/arquivos/3/anais/anais.html>. Acesso em: 15 de jun. de 2020.

Downloads

Publicado

01-06-2022

Como Citar

Viana, J. M. M. R., & Silva, M. L. da . (2022). Desafios da Educação Ambiental no Ensino Superior Amazônico. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 17(3), 451–464. https://doi.org/10.34024/revbea.2022.v17.13723

Edição

Seção

Artigos
Recebido: 2022-04-18
Publicado: 2022-06-01