Se não agora, quando? Água e saneamento como ODS da Agenda 2030 e a realidade no Rio Grande do Sul (Brasil)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2022.v17.13422

Palavras-chave:

Recursos Hídricos; Saneamento Básico; Gestão Ambiental; Educação Ambiental; Agenda 2030.

Resumo

Um marco para ultrapassar os desafios contemporâneos é a Agenda 2030, cujos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável buscam firmar ações globais para um futuro sustentável. Neste sentido, este estudo, a partir de revisão bibliográfica, buscou analisar a temática da água potável e saneamento em paralelo com a atual situação brasileira, sobretudo a do Rio Grande do Sul (Brasil) quanto ao sexto objetivo da Agenda 2030. Evidencia-se que alguns obstáculos devem ser vencidos para atingir resultados positivos, destacando-se: melhorar a gestão dos recursos hídricos, expandir e universalizar o tratamento de esgotos e efluentes, diminuir o uso de agrotóxicos e adotar consumo consciente. Esses pontos críticos são base à conservação ambiental e garantia de água limpa e com qualidade à população.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ismael Krüger Pescke, Universidade Estadual do Rio Grande do Sul - UERGS

Mestrando em Ecologia pela UFRGS; Especialização em Biotecnologia pela UERGS; Especialização em Gestão e Educação Ambiental (UNIASSELVI); Bacharel em Biologia pela UFRGS.

Karla Joseane Perez, Universidade Estadual do Rio Grande do Sul - UERGS

Doutora em Ciências Biológicas (Microbiologia) pela UFMG; Professora Adjunta da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS).

Referências

ANA. Agência Nacional de Águas (Brasil). Atlas Águas - Segurança Hídrica do Abastecimento Urbano. 2021b. Disponível em: <https://portal1.snirh.gov.br/ana/apps/storymaps/stories/1d27ae7adb7f4baeb224d5893cc21730>. Acesso em: 30 out. 2021.

ANA. Atlas Esgotos - Despoluição de Bacias Hidrográficas. Sistema Nacional de Informações sobre Recursos Hídricos. 2021a. Disponível em: <https://bit.ly/3rsjjEU>. Acesso em: 14 out. 2021.

ANA. Atlas esgotos: atualização da base de dados de estações de tratamento de esgotos no Brasil. Encarte. Brasília: ANA. 44 p. 2020b. Disponível em: <https://bityli.com/8lBbi>. Acesso em 11 out. 2021.

ANA. Conjuntura dos Recursos Hídricos no Brasil 2020: informe anual. Brasília: ANA. 118 p. 2020a. Disponível em: <http://conjuntura.ana.gov.br>. Acesso em: 11 out. 2021.

ANA. Manual de Usos Consuntivos da Água no Brasil. Brasília: ANA, 2019. Disponível em: <https://bit.ly/32dNF5y>. Acesso em: 30 out. 2021.

ANA. Microsoft Power BI - ODS (2021c). Disponível em: https://bit.ly/3Kn8NaI. Acesso 29 out. 2021.

ANA. Usos Consuntivos da Água no Brasil. 2021d. Disponível em: <https://bit.ly/33n8fkB>. Acesso em: 30 out. 2021.

ANSARI, A.J.; HAI, F.; PRICE, W.; DREWES J.; NGHIEM, L. Forward osmosis as a platform for resource recovery from municipal wastewater - A critical assessment of the literature. Journal of Membrane Science, v. 529, p. 195–206, 2017.

ATLAS BRASIL. Abastecimento urbano de água: resultados por Estado. Brasília: ANA: Engecorps/Cobrape, v. 92 p. 2010. Disponível em: <http://atlas.ana.gov.br/Atlas/forms/Download.aspx>. Acesso em 09 out. 2021.

BELLVER-DOMINGO, A.; FUENTES, R.; HERNÁNDEZ-SANCHO, F. Shadow prices of emerging pollutants in wastewater treatment plants: Quantification of environmental externalities. Journal Environ. Management, v. 203, p. 439-447. 2017. 10.1016/j.jenvman.2017.08.025.

BRASIL. Lei n° 11.936, de 14 de maio de 2009. Proíbe a fabricação, a importação, a exportação, a manutenção em estoque, a comercialização e o uso de diclorodifeniltricloroetano (DDT) e dá outras providências. Brasília, DF, 2009.

BRASIL. Lei nº 14.026, de 15 de julho de 2020. Atualiza o marco legal do saneamento básico e altera a Lei nº 9.984, de 17 de julho de 2000 [...]. Brasília, DF, 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. SISAGUA - Sistema de Informação de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano. 2021c. Disponível em: <http://sisagua.saude.gov.br/sisagua/paginaExterna.jsf>. Acesso 29 out. 2021.

CARNEIRO, F. Dossiê ABRASCO: alerta sobre os impactos dos agrotóxicos na saúde. RJ: EPSJV; SP: Expressão Popular. 624 p. 2015.

CARVALHO, P. G. M.; BARCELLOS, F. C. Os objetivos de desenvolvimento do milênio: uma avaliação crítica. Rio de Janeiro: IBGE, 2015. Disponível em: <https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv94600.pdf>. Acesso 11 nov. 2021.

CETESB. Companhia Ambiental do Estado de São Paulo. Fundamentos de controle de poluição das águas. Apostila. 2018. Disponível em: <https://bit.ly/3GBA07c>. Acesso em: 06 nov. 2021.

CEVS/RS. Centro Estadual de Vigilância em Saúde do Rio Grande do Sul. VIGIÁGUA. Disponível em: https://www.cevs.rs.gov.br/vigiagua. Acesso em: 29 out. 2021.

CORREIO DO POVO. Notícias. Rio Grande do Sul abriga três dos 10 rios mais poluídos do Brasil. Porto Alegre, 29 set. 2017. Disponível em: <https://bit.ly/3sYwLRE>. Acesso em: 06 nov. 2021.

CRINI, G.; LICHTFOUSE, E.; WILSON, L.; MORIN-CRINI, N. Conventional and non-conventional adsorbents for wastewater treatment. Environmental Chemistry Letters, v. 17, p. 195–213. 2019.

FEPAM. Fundação Estadual de Proteção Ambiental. Departamento de Qualidade Ambiental. Relatório da qualidade da água superficial do estado do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, RS, março de 2020.

FRIEDRICH,K.; SOUZA, M. M. O.; SANTORUM, J. A.; LEÃO, A. V.; ANDRADE, N. S. M.; CARNEIRO, F. F. Dossiê contra o Pacote do Veneno e em defesa da Vida! In: FRIEDRICH, K. (Org.). Série Saúde, Ambiente e Interdisciplinaridade, v.2. E-book. Porto Alegre: Rede Unida, 336 p., 2021.

GAMEIRO, P.H.; ASSIS, K.; HASENACK, H.; ARENZON, A.; DIAS SILVA, K.; TORRES DE LEMOS, C.; VARGAS, V.M.F. Evaluation of effect of hazardous contaminants in areas for the abstraction of drinking water. Environmental Research, v. 188. 2020.

GT AGENDA 2030. Grupo de Trabalho da Sociedade Civil para a Agenda 2030. 2020. Disponível em: <https://bit.ly/3H0x2bX>. Acesso em: 11 nov. 2021.

GUILLÉN, D.; GINEBREDA, A.; FARRÉ, M.; DARBRA, R.; PETROVIC, M.; GROS, M.; BARCELÓ, D. Prioritization of chemicals in the aquatic environment based on risk assessment: analytical, modeling and regulatory perspective. Sci Total Environ., v. 440, p. 236-252. 2012.

IPEA. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Cadernos ODS. ODS 6. 2019. Disponível em: <http://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/9329>. Acesso em: 10 nov. 2021.

JACOBI, P. Educação Ambiental, cidadania e sustentabilidade. Cadernos de Pesquisa, v. 33, n. 118, p. 189-205, 2003.

JANNUZZI, C.A.; SUGAHARA, C.B.; FERREIRA, D.; FALSARELLA, O.; MARIOSA, D. Olhar interdisciplinar da sustentabilidade na busca de fontes de informação sobre a água no Brasil. Sustentabilidade: Diálogos Interdisciplinares. v. 1. 2020.

LARSEN, T.; LIENERT, J.; JOSS, A.; SIEGRIST, H. How to avoid pharmaceuticals in the aquatic environment. Journal of Biotechnology, v. 113, Issues 1–3, 2004, p. 295-304.

LEE, X.; ONG, H.; OOI, J.; YU, K.; THAM, T.; CHEN, W.; OK, Y. Engineered macroalgal and microalgal adsorbents: synthesis routes and adsorptive performance on hazardous water contaminants. Journal of Hazardous Materials, v. 423, 2022.

LUO, Y.; GUO, W.; NGO, H.; NGHIEM, L.; HAI, F., ZHANG, J.; LIANG, S.; WANG, X. A review on the occurrence of micropollutants in the aquatic environment and their fate and removal during wastewater treatment. Sci Total Environ, v. 473-474, p. 619-641. 2014.

MATIAS, T. P.; IMPERADOR, A. M. As funções da Educação Ambiental na efetividade de políticas ambientais marinhas e costeiras no Brasil. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 17, n. 1, p. 95–106, 2022.

MONTAGNER, C.; SODRÉ, F.; ACAYABA, R.; VIDAL, C.; CAMPESTRINI, I.; LOCATELLI, M.; PESCARA, I.; ALBUQUERQUE, A.; UMBUZEIRO, G.; JARDIM, W. Ten Years-Snapshot of the Occurrence of Emerging Contaminants in Drinking, Surface and Ground Waters and Wastewaters from São Paulo State, Brazil. Journal of the Brazilian Chemical Society, v. 30, p. 614-632. 2019.

MORAES, R. F. Agrotóxicos no Brasil: padrões de uso, política da regulação e prevenção da captura regulatória - Texto para discussão. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Brasília - Rio de Janeiro: Ipea. 2019.

NILSEN, E.; SMALLING, K.; AHRENS, L.; GROSS, M.; MIGLIORANZA, K.; PICO Y.; SCHOENFUSS, H. Critical Review: Grand Challenges in Assessing the Adverse Effects of Contaminants of Emerging Concern on Aquatic Food Webs. Environmental Toxicology and Chemistry, v. 38, p. 46–60, 2018.

OECD. Organisation for Economic Cooperation and Development. Governança dos recursos hídricos no Brasil. Paris: OECD Publishing, 2015. Disponível em: <https://bit.ly/3s4Iu1O>. Acesso em: 12 nov. 2021.

ONU. The millennium development goals report. New York: United Nations Organization, 2015b. Disponível em: <https://bit.ly/3s6PfQK>. Acesso em: 12 nov. 2021.

ONU. Assembleia Geral. Documento A/70/L.1. 2015a. Disponível em: <https://bit.ly/3I9K4VU>. Acesso em: 10 nov. 2021.

PINHEIRO, J. S.; SANTOS, L. F.; MORAIS, A. A. R.; SCHWANTZ, P. I.; PRESTES, M. M. B; LARA, D. M. Avaliação ambiental pontual para monitoramento do Rio Espraiado em Soledade/RS–ano 2021. Anais Salão Integrado de Ensino, Pesquisa e Extensão da Uergs, v. 1, n. 10, 2021.

PLATAFORMA AGENDA 2030. Conheça a Agenda 2030. 2020c. Disponível em: http://www.agenda2030.org.br. Acesso em: 10 out. 2021.

RIO GRANDE DO SUL. Diário Oficial. Decreto Nº 53.885, de 16 de janeiro de 2018. Institui subdivisão das Regiões Hidrográficas do Estado do Rio Grande do Sul em Bacias Hidrográficas. 2018. Disponível em: <https://bit.ly/357Ymrn>. Acesso em: 29 out. 2021.

RIVERA-UTRILLA, J.; SÁNCHEZ-POLO, M.; FERRO, M.; PRADOS-JOYA, G.; OCAMPO-PÉREZ, R. Pharmaceuticals as emerging contaminants and their removal from water: review. Chemosphere, v. 93, p. 1268-1287, 2013.

ROSA, G. M.; SILVA, F. R.; FLACH, K. A. Educação Ambiental na educação escolar e a Responsabilidade Social: desafios e possibilidades nas questões ambientais. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 16, n. 5, p. 411–430, 2021.

RUBBO, J.P., ZINI, L.B. Avaliação dos controles de agrotóxicos na água para consumo humano dos sistemas de abastecimento de água do Rio Grande do Sul em 2016. Boletim da Saúde, Porto Alegre, v. 26, n. 1, p. 17-27, 2017.

SHIKLOMANOV, I. A., RODDA, J.C. World water resources at the beginning of the 21st century (International Hydrology Series). UK: Cambridge Press. 2003.

SANTOS, L. B.; SANTOS, E. D. O.; SCHWANTZ, P. I.; BOHRER, R. E. G.; PRESTES, M. M. B.; LARA, D. M. Análise ambiental de nascentes do bairro Fontes no município de Soledade (RS), Brasil. Revista em Agronegócio e Meio Ambiente, v. 14, n. 2, p. 1-19, 2021.

SCHWANTZ, P. I.; BECKER, G. A.; ETGES, T.; ROTH, J. C. G.; LARA, D. M. Análise da satisfação dos agricultores integrantes do programa “protetor das águas” no município de Vera Cruz/RS. Revista Gestão & Sustentabilidade Ambiental, v. 8, n. 4, p. 552-566, 2020.

SILVA, P. S. A.; CRUZ, L. J. S. Problematização concepções de professores de ciências sobre Educação Ambiental e cidadania crítica: uma parceria entre o engenheiro ambiental e a escola. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 16, n. 2, 2021.

SILVA, G. M.; SCHWANTZ, P. I.; PRESTES, M. M. B.; QUEVEDO, C. A.; PORN, C. M.; LARA, D. M. Análise per capita do abastecimento de água no município de Soledade (Rio Grande do Sul). Revista Estudo & Debate, v. 27, n. 2, 2020.

SINGH, D.; BHAT, R.; UPADHYAY, A.; SINGH, R.; SINGH, D. Microalgae in aquatic environments: A sustainable approach for remediation of heavy metals and emerging contaminants. Environmental Technology & Innovation, v. 21. 2021.

TIJANI, J.; FATOBA, O.; BABAJIDE, O.; PETRIK, L. Pharmaceuticals, endocrine disruptors, personal care products, nanomaterials and perfluorinated pollutants: a review. Environ chemistry letters, v. 14, p. 27-49. 2016.

UNESCO. World Water Assessment Programme. Relatório mundial das Nações Unidas sobre desenvolvimento dos recursos hídricos, 2016: água e emprego (SC-2016/WS/3), v. 12, 2016.

UNESCO. World Water Assessment Programme (WWAP). The United Nations World Water Development Report 2017. Wastewater: The Untapped Resource. Paris, UNESCO. 2017.

ZEBRAL, Y.D.; RIGHI, B.; ANNI, I.S.; ESCARRONE, A.L.; ROZA, M.; VIEIRA, C.; COSTA, P.; BIANCHINI, A. Pollution levels and biomarker responses in zooplankton from three hydrographic regions of southern Brazil: an integrated approach for water quality monitoring. Journal of Environmental Chemical Engineering, v. 9, 2021.

Downloads

Publicado

01-04-2022

Como Citar

Pescke, I. K. ., Perez, K. J. ., & Lara, D. M. de. (2022). Se não agora, quando? Água e saneamento como ODS da Agenda 2030 e a realidade no Rio Grande do Sul (Brasil). Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 17(2), 433–451. https://doi.org/10.34024/revbea.2022.v17.13422

Edição

Seção

Artigos
Recebido: 2022-01-20
Aceito: 2022-02-24
Publicado: 2022-04-01

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.