Educação Ambiental na Educação Infantil: uma análise curricular da Associação dos Municípios do Oeste de Santa Catarina (AMOSC)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2022.v17.13360

Palavras-chave:

Currículo; Educação Infantil; Educação Ambiental.

Resumo

O presente artigo tem como objetivo analisar como o tema da Educação Ambiental se insere no Currículo da Educação Infantil da região da Associação dos Municípios do Oeste de Santa Catarina (AMOSC). A pesquisa é qualitativa com método de estudo documental e foi desenvolvida por meio da análise de conteúdo. Como resultado, constata-se que o referido currículo abre caminhos para o trabalho com a Educação Ambiental na Educação Infantil, mesmo sem abordar a temática como um dos tópicos principais. E que o referido documento de orientação curricular transita entre as vertentes político-pedagógicas pragmática e crítica de Educação Ambiental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALVES, A.P.; SAHEB, D. A Educação Ambiental na educação infantil. Anais do Congresso Nacional de Educação - EDUCERE, 11., Curitiba: Pontifícia Universidade Católica do Paraná, p. 30025-30032, 2013.

ASSOCIAÇÃO DOS MUNICÍPIOS DO OESTE DE SANTA CATARINA. Currículo da educação infantil da região da AMOSC. Chapecó: AMOSC, 160 p, 2019.

AMARAL, A.Q. et al. Educação Ambiental no contexto da educação básica. Revista Brasileira de Ensino de Ciência e Tecnologia, Ponta Grossa, v. 11, n. 3, set./dez, p. 65-79, 2018.

BARROS, M.I.A. (Org). Desemparedamento da infância: a escola como lugar de encontro com a natureza. 2. ed. Rio de Janeiro: Instituto Alana, 2018.

BOITA, T.R.; BRANDÃO, S. A Educação Ambiental na Educação Infantil: uma análise do documento de orientação curricular da AMOSC. 2021. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Pedagogia) - Universidade Federal da Fronteira Sul, Chapecó, 2021.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Educação é a base. Brasília, MEC/CONSED/UNDIME, 2017.

BRASIL. Ministério da Educação. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira - Inep. Censo escolar 2019. Brasília: Ministério da Educação, 03 nov. 2020. Disponível em: <https://www.gov.br/inep/pt-br/areas-de-atuacao/pesquisas-estatisticas-e-indicadores/censo-escolar/resultados>. Acesso em: 14 jul. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação; Ministério do Meio Ambiente. Lei n o 9.795, de 27 de abril de 1999. Dispõe sobre a Educação Ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. Brasília: Ministério da Educação; Ministério do Meio Ambiente, 27 ABR. 1999. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9795.htm>. Acesso em: 13 ago. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Resolução n.º 2 de 15 de junho de 2012. Estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Ambiental. Brasília: Ministério da Educação, 15 jun. 2012. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=10988-rcp002-12-p df&category_slug=maio-2012-pdf&Itemid=30192>. Acesso em: 18 mar. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Resolução nº 5, de 17 de dezembro de 2009: fixa as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Brasília, CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. CÂMARA DE EDUCAÇÃO BÁSICA, 2009. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/conselho-nacional-de-educacao/323-secretarias-112877938/orgaos-vinculados -82187207/13684-resolucoes-ceb-2009>. Acesso em: 30 set. 2021.

CARVALHO, M.L.F. Os impactos e conflitos socioambientais decorrentes do processo de instalação e operacionalização do Aterro sanitário ASMOC e da usina GNR Fortaleza Valorização de Biogás Ltda de Caucaia/ Ceará /Brasil: uma análise pelo prisma da ecologia política Tese (Doutorado em Desenvolvimento e Meio Ambiente -PRODEMA, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa. 2021, 200f.:il. Disponível em: <https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/21858>. Acesso em: 19 jan 2022.

CREPALDI, G.D.M.; BONOTTO, D.M.B. Educação Ambiental: um direito da educação infantil. Revista Zero-a-seis. v. 20, n. 38, jul./dez, p. 375-396, 2018.

GARCIA, J. Um estudo sobre o currículo de Educação Ambiental. Anais do Congresso Nacional de Educação - EDUCERE, 11., 2013, Curitiba: Pontifícia Universidade Católica do Paraná, p. 30318-30331, 2013.

GIL, A.C. Como delinear uma pesquisa documental? In: GIL, A.C. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2002.

KONDRAT, H.; MACIEL, M.D. Educação Ambiental para a escola básica: contribuições para o desenvolvimento da cidadania e da sustentabilidade. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 18, n. 55, out./dez. 2013.

LAYRARGUES, P.P.; LIMA, G.F.C. Mapeando as macro-tendências político-pedagógicas da Educação Ambiental contemporânea no Brasil. Anais do VI Encontro Pesquisa em Educação Ambiental: a pesquisa em Educação Ambiental e a Pós-Graduação no Brasil, Ribeirão Preto, 2011.

LIOTTI, L.C. A Educação Ambiental e o currículo escolar: as diferentes concepções de e.a. que orientam as práticas escolares. Anais do Congresso Nacional de Educação - EDUCERE, 11., Curitiba: Pontifícia Universidade Católica do Paraná, p. 3572-3583, 2015.

LOPES, A.C.; CUNHA, E.V.R.; COSTA, H.H.C. Da recontextualização à tradução: investigando políticas de currículo. Currículo sem Fronteiras, v. 13, n. 3, set./dez, p. 392-410, 2013.

MORALES, A.G.M. Processo de institucionalização da Educação Ambiental: tendências, correntes e concepções. Pesquisa em Educação Ambiental, v. 4, n. 1, p. 159-175, 2009.

MOURA, J.D.P.; SILVA, J.A.P. Experiência e percepção da Natureza na Infância. Revista Geografia Ensino e Pesquisa, Santa Maria, v. 25, ed. 04, 2021.

OLIVEIRA, E. et al. Análise de conteúdo e pesquisa na área da educação. Revista Diálogo Educacional, Paraná, v. 4, n. 9, mai./ago, p. 1-17, 2003.

REIS, F.H.C.S. et al. A Educação Ambiental no contexto escolar brasileiro. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 16, n. 6, 2021. p. 69-82.

SACRISTÁN, J.G. O que significa o currículo? In: SACRISTÁN, J.G. (org). Saberes e incertezas sobre o currículo. Porto Alegre: Editora Penso, 2013.

SANTA CATARINA. Governo do Estado. Secretaria de Estado da Educação. Currículo base da educação infantil e do ensino fundamental do território catarinense. Estado de Santa Catarina, Secretaria de Estado da Educação. Florianópolis: Secretaria de Estado da Educação, 492 p, 2019.

SANTA CATARINA. Governo do Estado. Associação dos Municípios do Oeste de Santa Catarina (AMOSC). Currículo da Educação Infantil da região da AMOSC. Chapecó: AMOSC, 160 p, 2019.

Downloads

Publicado

01-10-2022

Como Citar

Boita, T. R., Brandão, S., & Simoes, W. . (2022). Educação Ambiental na Educação Infantil: uma análise curricular da Associação dos Municípios do Oeste de Santa Catarina (AMOSC). Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 17(5), 374–397. https://doi.org/10.34024/revbea.2022.v17.13360

Edição

Seção

Artigos
Recebido: 2022-01-20
Aceito: 2022-08-07
Publicado: 2022-10-01

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.