Conservação dos recursos naturais em Projeto de Assentamento Agroextrativista Ilha do Mutum (PA)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2022.v17.12690

Palavras-chave:

Ilha do Mutum; Projetos de Assentamento Agroextrativista; Recursos Naturais.

Resumo

Os Projetos de Assentamento Agroextrativista (PAE’s) visam promover a reforma agrária ecológica regularizando a situação fundiária de populações tradicionais extrativistas introduzindo a dimensão ambiental. A Ilha do Mutum vivenciou diversos períodos que refletem as suas relações comerciais e a conservação de recursos naturais. O objetivo desse estudo é discutir a conservação dos recursos naturais a partir dos modos de produção da borracha, da madeira, do palmito, do açaí, e do camarão, analisando os fatos acontecidos antes e depois da ilha se transformar um PAE. Os assentados demonstram-se cientes de que os rios e a floresta são as fontes do sustento das famílias, do mesmo modo, afirmam que esse consumo precisa pautar-se em atitudes que não venham esgotar os recursos naturais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AGOSTINI, S. D. et. al. Ciclo econômico da borracha – Seringueira Hevea brasiliensis (HBK) m. Arg Páginas do Inst. Biol., São Paulo, v.9, n.1, p.6-14, 2013.

ARAÚJO, M. V. L F. Pesca e procedimentos de captura do Camarão-da-Amazônia a jusante de uma Usina Hidrelétrica na Amazônia Brasileira. v. 4, n. 2, p. 102-112, Macapá, 2014.

ARAÚJO, R. N. de O.; MENDES, A. das N. B. Educação Ambiental não-formal como instrumento de mediação com o meio ambiente: reflexões sobre o espaço social do assentamento rural Nova Canaã. Planeta Amazônia: Revista Internacional de Direito Ambiental e Políticas Públicas, n. 5, p. 83–96, 2013.

ASPABIM. Estatuto da Associação dos Produtores e Pescadores do Assentamento Agroextrativista Boa Esperança da Ilha do Mutum. Curralinho/Pará, 2006.

AZEVEDO, J. R. Sistema de manejo de açaizais nativos praticados por ribeirinhos. São Luis/MA: EDUFMA, 2010.

BRASIL. II Plano Nacional de Reforma Agrária: Paz, Produção e Qualidade de Vida no Meio Rural. Brasília: 2003, p. 38

BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa Nacional de Estimativa de população. 2015/IBGE. Rio de Janeiro: IBGE, 2015. Disponível em: <ftp://ftp.ibge.gov.br/Estimativas_de_Populacao/Estimativas_2014/estimativa_dou_2014.pdf>. Acessado em: 10 jan. 2017.

BRASIL. Sistema de Projetos Reforma Agrária: Assentamentos: Informações Gerais. Instituto Nacional de Reforma Agrária/2014. Disponível em: <http://www.incra.gov.br/sites/default/files/uploads/reforma-agraria/rela-o-de-benefici-rios-rb-da-reforma-agr-ria/sr-01_pa_0.pdf>. Acessado: 09 nov 2016.

BRONDÍZIO, E.; SAFAR, C.; SIQUEIRA, A. O mercado urbano do fruto do açái (Euterpe oleracea Mart.) E a mudança do uso do solo rural: a influência etnográfica no papel do preço e da posse da terra, restringindo as escolhas agrícolas no estuário amazônico. Urbano. Ecossistems, v. 6, p. 67-97, 2002.

CARNEIRO, A. L. T. Um Passado Persistente: o sistema de aviamento na extração madeireira da Ilha do Mututi, Município de Breves/PA (1978 – 1988). Dissertação de Mestrado. 2010. Disponível em: . Acessado em: 20 set 2016.

CARVALHO, I. C. M. Educação Ambiental: a formação do sujeito ecológico. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2006.

CONCEIÇÃO, A. R. As Estratégias do Desenvolvimento Econômico para a Amazônia: - trabalho informal como expressão da “qualidade social” no município de Breves - PA. (Monografia), FSC/UFPA, Breves, 2013.

CORRÊA, R. B. A Produção do Açaí na Amazônia Tocantina: perspectiva para o desenvolvimento regional. Anais do XVII Encontro Nacional de Geógrafos. A Construção do Brasil: geografia, ação política e democracia. São Luiz, 2016.

CRIPPA, G. A organização e as políticas do conhecimento ao longo do tempo: desbravando a Amazônia. Revista de Ciência da Informação e Documentação, Ribeirão Preto, v. 2, n. 1, p. 243-246, 2011., p. 245).

DAMASCENO, N. P.; KHAN, A. S.; LIMA, P. V. P. S. O impacto do Pronaf sobre a sustentabilidade da agricultura familiar, geração de emprego e renda no Estado do Ceará. Rev. Econ. Sociol. Rural 49 (1). 2011

INCRA. Portaria Incra nº 627/87, que cria a modalidade de Projeto de Assentamento Extrativista (PAE). 1987

KRUGER, E. L. Uma abordagem sistêmica da atual crise ambiental: Desenvolvimento e Meio ambiente. Revista Educação e Tecnologia, Curitiba-PR: Ed. da UFPR, n. 4, p.37-43, 2001.

LIRA, W. S.; CÂNDIDO, G. A. Gestão Sustentável dos Recursos Naturais: uma abordagem participativa. Campina Grande, PB: Eduepb, 2013.

LOPES, M. M. et. al. Dilemas da dimensão ambiental nos assentamentos rurais: percepção e práticas ambientais. Revista Brasileira de Educação Ambiental, São Paulo, V 10, No 2: 301-317, 2015.

LOPES. A.; PIEDADE. M. T. F. Conhecendo as áreas úmidas amazônicas: uma viagem pelas várzeas e igapós. Manaus: Editora INPA, 2015.

MOURÃO, L. Açaizeiro: Açaí é palmito no Estuário Amazônico. Museu Paraense Emílio Goeldi, 1999.

FARIAS, J. E. S. Manejo de Açaizais, Riqueza Florística e Uso Tradicional de Espécies de Várzeas do Estuário Amazônico. 2012

RAMOS, R. M. O poder da Guilhotina: relações de trabalho e quotidiano das operárias da MADENORTE. CFCH/UFPA (Monografia), Breves, 1996.

SALERA JÚNIOR, G. A Produção de Açaí na Ilha de Marajó. Disponível em: <http://www.recantodasletras.com.br/artigos/2798169>. Acessado em: 10 dez 2016.

SANTOS, R. A. O. História Econômica da Amazônia: 1800-1920. T. A. Queiroz (Biblioteca Básica de Ciências Sociais; série 1: Estudos Brasileiros; v. 3). São Paulo, 1980.

SILVA, J. B. Redes de Aviamento da Borracha e a Organização Espacial de Fortaleza do Abunã/Amazônia. Dissertação de Mestrado. 2010. Disponível em: <http://www.mestradogeografia.unir.br/downloads/3373_jose_rubistem_2008.pdf>. Acessado em: 28 out 2016.

TOZONI-REIS, M. F. C. Metodologia de Pesquisa Científica. 2ª ed., Curitiba: IESD, 2009.

Downloads

Publicado

01-04-2022

Edição

Seção

Artigos
Recebido: 2021-09-04
Aceito: 2022-01-13
Publicado: 2022-04-01

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.