Políticas sustentáveis em uma Instituição de Ensino Superior: qual a influência exercida pela cultura organizacional?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2022.v17.12308

Palavras-chave:

Sustentabilidade, IES, Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis, Agenda Ambiental na Administração Pública

Resumo

O objetivo deste estudo foi analisar a influência da cultura organizacional na implementação de políticas sustentáveis em uma Instituição de Ensino Superior (IES). Foi realizado um estudo de caso e os dados foram coletados, a partir de observação não participante in loco, entrevista semiestruturada e, também, de questionário adaptado do modelo proposto por Hofstede (1991) junto aos servidores da Instituição estudada. Assim para os resultados foi utilizada a técnica de triangulação de dados. Concluiu-se que para o desenvolvimento de uma cultura orientada à sustentabilidade é necessário que a gestão da IES levante a discussão sobre o tema e, desta forma, possa apropriar-se das ações institucionais no estabelecimento de seus próprios objetivos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ângela Watte Schwingel, Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste)

Graduada em Administração. Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Administração - PPGAdm Profissional da Universidade Estadual do Oeste do Paraná. E-mail: angelawatte@gmail.com.

Morelle Maykon Monteiro Mello, Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste)

Graduado em Administração - UFMS. Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Administração - PPGAdm da Universidade Estadual do Oeste do Paraná. E-mail: morelle22@hotmail.com

Sandra Mara Stocker Lago, Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste)

Doutora em Desenvolvimento Regional e Agronegócio - Unioeste. Docente no Programa de Pós-Graduação em Administração - PPGAdm da Universidade Estadual do Oeste do Paraná. E-mail: sandra.lago@unioeste.br

Marcelo Roger Meneghatti, Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste)

Doutor em Administração pela UNINOVE. Docente no Programa de Pós-Graduação em Administração - PPGAdm da Universidade Estadual do Oeste do Paraná. E-mail: frmeneghatti@hotmail.com

Referências

AKTOUF, O. O simbolismo e a cultura de empresa: dos abusos conceituais às lições empíricas. In: CHANLAT, J.F. O indivíduo na organização: dimensões esquecidas. São Paulo: Atlas, v. 2, p. 39-79, 1994.

ALSHUWAIKHAT, H. M.; ABUBAKAR, I. An integrated approach to achieving campus sustainability: assessment of the current campus environmental management practices. Journal of Cleaner Production, v. 16, p. 1777-1785, 2008.

AREVALO, J. A.; CASTELLÓ, I.; COLLE, S.; LENSSEN, G.; NEUMANN, K.; ZOLLO, M. Introduction to the special issue: integrating sustainability in business models. Journal of Management Development, v. 30, n. 10, p. 941-954, 2011.

BEUREN, I. M. (Org.). Como elaborar trabalhos monográficos em contabilidade: teoria e prática. 3 ed. São Paulo: Atlas, 2006.

BRUNSTEIN, J.; SCARTEZINI, V.; NERI RODRIGUES, A. L. Sustentabilidade na educação corporativa e o desenvolvimento de competências societais. Organizações e Sociedade, v. 19, n. 63, p. 583-598, 2012.

CAMERON, K.S.; QUINN, R. E. Diagnosing and changing organizational culture: based on the competing values framework. 3ª ed., San Francisco, Jossey-Bass, 2011.

CASAGRANDE, R. M.; MACHADO, D. D. P. N. Cultura Organizacional como Fator Complementar às Dimensões Culturais de Hofstede. Revista Pretexto, v. 17, n. 4, p. 81-94, 2016.

COLEMAN, G. Sustainability as a learning challenge. Journal of Management Development, v. 32, n. 3, p. 258-267, 2013.

COLLINS, F. L. International students as urban agentes: international education and urban transformation in Auckland, New Zealand. Geoforum, v. 41, p. 940-950, 2010.

COMISSÃO MUNDIAL SOBRE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO - CMMAD. Nosso futuro comum. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1988.

COSTA, M. A.; CONSULTORIA, N. Como Avaliar o Alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável? Desafios e Possibilidades para a Agenda Global de Avaliação. Revista Brasileira de Políticas Públicas e Internacionais, v. 3, n. 1, p. 100-123, 2018.

EISENHARDT, K. M. Building theories form case study research. Academy of Management Review. New York, New York, v. 14, n. 4, 1989.

GAZZONI, F.; SCHERER, F. L.; HAHN, I. S.; CARPES, A. M.; SANTOS, M. B. O papel das IES no desenvolvimento sustentável: estudo de caso da Universidade Federal de Santa Maria. Revista GUAL, Florianópolis, v. 11, n. 1, p. 48-70, 2018.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2002.

GODOY, A. S. Estudo de caso qualitativo. In: SILVA, A. B.; GODOI, C. K.; BANDEIRA-DE-MELLO, R. (org.) Pesquisa qualitativa em estudos organizacionais: paradigmas, estratégias e métodos. São Paulo: Saraiva. 2 ed, p. 115-146, 2010.

HARRISON, G.; BAIRD, K. The organizational culture of public sector organizations in Australia. Australian Journal of Management, [Camberra], v. 40, n. 4, p. 613-629, 2015.

HOFSTEDE, G.; NEUIJEN, B.; OHAYV, D. D.; SANDERS, G. Measuring Organizational Cultures: A Qualitative and Quantitative Study across Twenty Cases, Administrative Science Quarterly, v. 35, n. 2, p. 286-316, 1990.

JABBOUR, C. J. C.; OLIVEIRA, S. V. W. B.; CASTRO, R. Cultura organizacional, inovação e gestão ambiental: integrando conceitos para a edificação de organizações sustentáveis. Revista de Engenharia e Tecnologia, v. 3, n. 3, p. 1-10, 2011.

KHOULY, S. E.; FADL, N. The impact of organizational culture on work quality. Competition Forum, Indiana, v. 14, n. 2, p. 210-216, 2016.

LOZANO, R.; CEULEMANS, K.; ALONSO-ALMEIDA, M.; HUISINGH, D.; LOZANO, F. J.; WAAS, T.; LAMBRECHTS, W.; LUKMAN, R.; HUGÉ, J. A review of commitment and implementation of sustainable development in higher education: results from a worldwide survey. Journal of Cleaner Production, v. 108, p. 1-18, 2014.

MARTINS, E.; TERBLANCHE, F. Building organizational culture that stimulates creativity and Innovation. European Journal of Innovation Management, v. 6, n. 1, p. 64-74, 2003.

MARTINS, R. A. Abordagens quantitativa e qualitativa. In: MIGUEL, P. A. C. (org.). Metodologia de pesquisa em engenharia de produção e gestão de operações. Rio de Janeiro: Elsevier, p. 45-61, 2010.

MMA – MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Agenda Ambiental Na Administração Pública (A3P), 1999. Disponível em: <http://a3p.mma.gov.br/> Acesso em: 10 fev. 2021.

ONUBR - NAÇÕES UNIDAS NO BRASIL. Objetivos de Desenvolvimento sustentável. Transformando Nosso Mundo: A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, 2015. Recuperado de: <https://odsbrasil.gov.br/home/agenda> Acesso em: 10 fev. 2021.

OSAGIE, E. R.; WESSELINK; R.; RUNHAAR, P.; MULDER, M. Unraveling the Competence Development of Corporate Social Responsibility Leaders: The Importance of Peer Learning, Learning Goal Orientation, and Learning Climate. Journal of Business Ethics, v. 151, p. 891–906, 2018.

PETTIGREW, A. M. On studying organizational culture. Administrative Science Quarterly, v. 24, n. 4, p. 570-581, 1979.

PIRES, J. C. S.; MACÊDO, K. B. Cultura organizacional em organizações públicas no Brasil. Revista de Administração Pública, v. 40, n. 1, p. 81-105, 2006.

SCHEIN, E. H. Coming to a New Awareness of Organizational Culture, Sloan Management Review, v. 25, n. 2, Winter: 1984.

SCHEIN, E. H. Cultura organizacional e liderança. São Paulo: Atlas, 2009.

SILVA, L. C. S.; KOVALESKI, J. L.; GAIA, S. Cultura organizacional inovadora e gestão sustentável nas empresas. Revista de Engenharia e Tecnologia, v. 4, n. 1, p. 11-17, 2012.

SOUSA, E. S.; CARVALHO, D. B. Educação para Gestão Ambiental: Um Estudo dos Instrumentos Propostos pela Administração Pública Federal voltados ao consumo sustentável. Revista Brasileira de Educação Ambiental, São Paulo, v. 10, n. 2, p. 283-300, 2015.

TAUCHEN, J.; BRANDLI, L. L. A gestão ambiental em instituições de ensino superior: Modelo de implantação em Campus Universitário. Gestão e Produção, v. 13, n. 3, p. 503-515, 2006.

WARRICK, D. D.; MILLIMAN, J. F.; FERGUNSON, J. M. Building hight performance culture. Organizational Dynamics, v. 45, n. 1, p. 64-70, 2016.

YIN, R. K. Case study research, design and methods (applied social research methods). Thousand Oaks. California: Sage Publications, 2009.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman, 2001.

Downloads

Publicado

01-02-2022

Edição

Seção

Relatos de Experiências
Recebido: 2021-06-16
Aceito: 2021-10-01
Publicado: 2022-02-01

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.