A Educação Ambiental na perspectiva dos estudantes do curso de pós graduação do IFES, campus Ibatiba

Autores

  • Arnaldo Henrique de Oliveira Carvalho Instituto Federal do Espírito Santo - campus Ibatiba https://orcid.org/0000-0001-5233-2558
  • Gabriela Passalini Xavier Instituto Federal do Espírito Santo - campus Ibatiba
  • Vânia Ágda de Oliveira Carvalho Centro Universitário UNIFAMINAS - Muriaé/MG

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2021.v16.12219

Palavras-chave:

Percepção Ambiental; Meio Ambiente; Educação.

Resumo

Este artigo aborda a percepção que os estudantes do curso de Pós-Graduação do Instituto Federal do Espírito Santo (IFES), campus Ibatiba, tem sobre a Educação Ambiental (EA). É uma pesquisa aplicada, descritiva, de campo e quantitativa. As questões foram construídas numa escala de Likert e analisadas estatisticamente. Os resultados demonstram, na perspectiva dos alunos, que a EA se constitui num instrumento capaz de promover mudanças, desde que seja trabalhada num viés crítico. Independente de ser uma disciplina específica deve ser trabalhada interdisciplinarmente, não sendo delegada somente à área de ciências da natureza promover ações educativas ambientais. A partir dessa perspectiva foi possível modificar a matriz curricular do curso para ofertar nova turma.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AGOSTINI, V. O. et al. Análise da percepção ambiental dos alunos visitantes do museu de ciências naturais do Ceclimar / IB / UFRGS, IMBÉ ( RS ). Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 8, n. 2, p. 93–102, 2013.

ALBANI, I. C.; COUSIN, C. da S. A Educação Ambiental crítica e transformadora no movimento sindical Ionara. Rev. Eletrônica Mestr.Educ. Ambient., n. I, p. 53–70, 2015.

ALBANI, I. C.; COUSIN, C. DA S.; IBAÑEZ, M. E. A Educação Ambiental no Brasil e na Espanha: reflexões alicerçadas na perspectiva crítica e transformadora. Rev. Eletrônica Mestr. Educ. Ambient., v. 36, n. 3, p. 212–234, 2019.

ALENCAR, L. D. DE; BARBOSA, M. de F. N. Educação Ambiental no Ensino Superior: ditames da Política Nacional de Educação Ambiental. Revista Direito Ambiental e Sociedade, v. 8, n. 2, p. 229–255, 2018.

ALMEIDA, A. Que papel para as Ciências da Natureza em Educação Ambiental ? Discussão de ideias a partir de resultados de uma investigação. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, v. 6, n. 3, p. 522–537, 2007.

BALBACHEVSKY, E. A pós-graduação no Brasil: novos desafios para uma política bem-sucedida. In: BROCK. C.; SCHWARTZMAN, S. Os desafios da educação no Brasil. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2005. p. 275-304.

BRASIL. Política Nacional de Educação Ambiental, Lei nº 9.795, de 27 de abril de 1999. Brasília, DF, 1999. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9795.htm>. Acesso em 26 de junho de 2020.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente e Ministério da Educação. Programa Nacional de Educação Ambiental. Brasília: MMA e MEC, 3 ed. 2005. 102 p. Disponível em: <https://www.mma.gov.br/estruturas/educamb/_arquivos/pronea3.pdf> Acesso em 26 de junho de 2020.

BRASIL. Parâmetros curriculares nacionais: terceiro e quarto ciclos: apresentação dos temas transversais. Meio Ambiente. Brasília: MEC/ Secretaria de Educação Fundamental, 1998. 436 p. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/ttransversais.pdf>. Acesso em 26 de junho de 2020.

BRASIL. Resolução nº 2, de 15 de junho de 2012. Estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Ambiental. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/rcp002_12.pdf>. Acesso em 26 de junho de 2020.

CARNIATTO, I.; STEDING, A. Ambientalização e sustentabilidade nas universidades em debate. Rev. Eletrônica Mestr. Educ. Ambient., v. 32, n. 2, p. 299–318, 2015.

CARVALHO, J. R. M. DE et al. Percepção da Educação Ambiental : um estudo junto aos discentes de pós-graduação de uma IES no Estado da Paraíba. Revista Gest. Sust. Ambient., v. 4, n. 2, p. 234–253, 2016.

CAVALCANTI NETO, A. L. G. ; AMARAL, E. M. R. do. Ensino de ciências e Educação Ambiental no nível fundamental: análise de algumas estratégias didáticas. Ciência & Educação, v. 17, n. 1, p. 129–144, 2011.

DIAS, G. F. Educação Ambiental: princípios e práticas. 9 ed. São Paulo. Gaia, 2004.

EDUARDO, J. R. de F. M. et al. Educação Ambiental e cotidiano: do paradigma moderno à ecologia dos saberes no âmbito de uma escola estadual. Revista Ciências & Ideias, v. 9, n. 2, p. 94–114, 2018.

FERNANDES, R.S. et al. Uso da percepção ambiental como instrumento de gestão em aplicações ligadas às áreas educacional, social e ambiental. Encontro Nacional de Pós-Graduação e Pesquissa em Ambiente e Sociedade, v. 2, n. 1, p. 1-15, 2004.

FONSECA, R. G.; BERNARDES, M. B. J. Formação e ação : reflexões sobre a Educação Ambiental no curso de graduação em geografia da Universidade de Coimbra - Portugal. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 10, n. 4, p. 40–57, 2015.

FONSECA, J. R. B. da; MENDES, A. B. Educação Ambiental : uma compreensão analítico-discursiva. Revista Internacional de Direito Ambiental e Políticas Públicas, n. 5, p. 71–82, 2013.

FONSECA, S. M. A Educação Ambiental como disciplina. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 11, n. 1, p. 305–314, 2016.

GELATI, G. R.; FAORO, D. Análise da percepção ambiental de educandos de uma escola municipal de Uruguaiana, RS. Revista Ciências & Ideias, v. 8, n. 1, p. 23–45, 2017.

GOMES, S. G. S.; MOTA, J. B.; LEONARDO, E. da S. Reflexão sobre o perfil do aluno como determinante para a motivação e aprendizagem em curso de EAD. Cad. Ed. Tec. Soc., Inhumas, v. 7, p. 355-363, 2014.

GUIMARÃES, M. Educação Ambiental crítica. Identidades da Educação Ambiental brasileira. Brasília: Ministério do Meio Ambiente, p. 25-34, 2004.

GUIMARÃES, M; LAYRARGUES, P. P. Identidades da Educação Ambiental brasileira. Ministério do Meio Ambiente. Diretoria de Educação Ambiental, p. 25-34, 2004.

GUIMARÃES, M. Por uma Educação Ambiental crítica na sociedade atual. Revista Margens Interdisciplinar, v. 7, n. 9, p. 11-22, 2016.

INEP - Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Censo da educação superior: 2018 – notas estatísticas. – Brasília. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2019.

JACOBI, P. R. Educação Ambiental, cidadania e sustentabilidade. Cadernos de pesquisa, n. 118, p. 189-205, 2003.

LAYRARGUES, P.P.; LIMA, G.F.C. As macrotendências político-pedagógicas da Educação Ambiental brasileira. Ambiente & Sociedade, v. 17, n. 1, p. 23–40, 2014.

LANDER, E. Ciências sociais: saberes coloniais e eurocêntricos. In: A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais. Perspectivas latino-americanas. Buenos Aires: CLACSO, p. 21-53, 2005.

LAYRARGUES, P. P. (Re)Conhecendo a Educação Ambiental brasileira. In: LAYRARGUES, P.P. (coord.). Identidades da Educação Ambiental brasileira. Ministério do Meio Ambiente. Diretoria de Educação Ambiental. Brasília: Ministério do Meio Ambiente, 2004. 156 p.

LOUREIRO, C. F. B. Premissas teóricas para uma Educação Ambiental transformadora. 2003.

LOUREIRO, C. F. B. Educação Ambiental transformadora. In: LAYRARGUES, P. P. Identidades da Educação Ambiental brasileira, Brasília, p. 65-84. 2004.

LOUREIRO, C. F. B.; LAYRARGUES, P. P. Ecologia política, justiça e Educação Ambiental crítica: perspectivas de aliança contra-hegemônica. Rev. Trab. Educ. Saúde v. 11, n. 1, p. 53-71. 2013

MATTHIESEN, A. Uso do coeficiente Alfa de Cronbach em avaliações por questionários. EMBRAPA, 2011.

MASSI, C. G. Práticas pedagógicas em Educação Ambiental – Política Nacional de Resíduos Sólidos - PNRS: uma abordagem crítica. In: ROSA-SILVA, LOPES-LIMA, L. C. Anais... Diálogos com a Educação Ambiental: ações e desafios, 2016.

MEDEIROS, A. B. de; MENDONÇA, M. J. da S. L.; SOUSA, G. L. da; OLIVEIRA, I. P. A Importância da Educação Ambiental na escola nas séries iniciais. Revista Faculdade Montes Belos, v. 4, n. 1, set., 2011.

OLIVEIRA, L. H. de. Exemplo de cálculo de Ranking Médio para Likert. Notas de Aula. Metodologia Científica e Técnicas de Pesquisa em Administração. Mestrado em Adm. e Desenvolvimento Organizacional. PPGA CNEC/FACECA: Varginha, 2005.

PELIZZOLI, M. L. Correntes da ética ambiental. Petrópolis, RJ: Editora Vozes, 2003.

REIGOTA, M. Educação Ambiental: a emergência de um campo científico. Perspectiva, v. 30, n. 2, p. 499-520, 2012.

RIBEIRO, M. T.; MALVESTIO, A. C. O ensino da temática ambiental nas instituições de ensino superior no Brasil. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v.16, n.3, p.347-361, 2021.

ROSA, L. G., SILVA, M. M. P. 2002. Percepção ambiental de educandos de uma escola do ensino fundamental. Anais: 6º Simpósio Ítalo Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental, p. 1-5. 2002.

SEMESP. <https://www.semesp.org.br/noticias/semesp-levantamento-pos-graducacao/>. Acesso 29 de junho de 2020.

SILVA JÚNIOR, S. D. da; COSTA, F. J. Mensuração e escalas de verificação: uma análise comparativa das escalas de Likert e Phrase Completion. Revista Brasileira de Pesquisas de Marketing, Opinião e Mídia. v. 15, p.1-16, 2014.

SILVA, M. L. da. A Educação Ambiental no ensino superior brasileiro: do panorama nacional às concepções de alunos (as) de pedagogia na Amazônia. Rev. Eletrônica Mestr. Educ. Ambient., v. especial, 2013.

SILVA, M. M. P. DA et al. Quando Educação Ambiental faz a diferença, vidas são transformadas. Rev. Eletrônica Mestr. Educ. Ambient., v. 28, p. 388–402, 2012.

SORRENTINO, M.; BIOSOLI, S. Ambientalização das instituições de educação superior: a Educação Ambiental contribuindo para a construção de sociedades sustentáveis. In: RUSCHEINSKY et al. (orgs) Ambientalização nas instituições de educação superior no Brasil: caminhos trilhados, desafios e possibilidades. p. 39- 46, 2014.

SOUSA FILHO, J. M. de; COIMBRA, D. B.; MESQUITA, R. F. de; LUNA, R. A. Análise do comportamento ecológico de estudantes de administração. Revista Eletrônica de Administração (porto Alegre), v. 21, n. 2, p.300-319, ago. 2015.

SOUSA, T.; SANT’ANA JÚNIOR, H. A. de. Educação Ambiental crítica ou conservadora? elementos para uma reflexão crítica acerca do projeto ecoa. Ambiente & Educação, v. 23, n. 1, p. 100–121, 2018.

STREINER, D. L. Being inconsistent about consistency: when coefficient alpha does and does't matter. Journal of Personality Assessment. v. 80, n. 3, p. 217-222. 2003.

TORRES, J. R.; MAESTRELLI, S. R. P. Atributos de Educação Ambiental escolar no contexto educacional brasileiro: do movimento ambientalista internacional ao nacional. Rev. Eletrônica Mestr. Educ. Ambient., v. 28, p. 114–132, 2012.

TRISTÃO, M. A Educação Ambiental na formação de professores: redes de saberes. Annablume, 2004.

Downloads

Publicado

2021-10-01

Como Citar

Carvalho, A. H. de O., Xavier, G. P. ., & Carvalho, V. Ágda de O. . (2021). A Educação Ambiental na perspectiva dos estudantes do curso de pós graduação do IFES, campus Ibatiba. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 16(5), 156–174. https://doi.org/10.34024/revbea.2021.v16.12219

Edição

Seção

Artigos
Recebido em 2021-05-25
Aceito em 2021-07-14
Publicado em 2021-10-01

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)