Integração de conteúdos de Educação Ambiental na formação de professores

Autores

  • Juliana Bento Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho Instituto Biociências, Rio Claro https://orcid.org/0000-0002-3923-4758
  • Aline Costa Gonzalez Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE - Campus Marechal Cândido Rondon
  • Renata Milioli Nicoski Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOSTE) - Campus Cascavel
  • Irene Carniatto Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE) - Campus Cascavel

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2021.v16.12127

Palavras-chave:

Educação. Sustentabilidade. Professores.

Resumo

O projeto de “Educação Ambiental para Cidades Sustentáveis, Seguras e Resilientes” visando contribuir com os municípios de baixo IDH para implantar ações relacionadas aos Objetivos dos Desenvolvimento Sustentáveis (ODS) propôs em auxiliar nas atividades, prestando assessoria no setor da educação. O objetivo do trabalho foi proporcionar estratégias para sensibilização ambiental com temáticas usuais das ODS nos municípios, por meio da capacitação de profissionais da educação. As capacitações foram teóricas e práticas, com realização de oficinas e relatos de contos de história, tendo como tema: Ensino por Investigação, Escolas Sustentáveis e a Importância do Lúdico. O público-alvo foram os professores e servidores das escolas municipais e estaduais. Foram realizadas um total de 16 oficinas de formações, alcançando 105 educadores. Os resultados demonstraram que os professores e as lideranças foram bem receptivos às oficinas realizadas e se comprometeram a buscar uma nova abordagem no ensino dos temas ambientais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliana Bento , Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho Instituto Biociências, Rio Claro

Bacharelada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Paraná - UFPR - Setor Palotina, Especialista em Gestão, Educação e Perícia Ambiental pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE - Campus Toledo, Mestra em Desenvolvimento Rural Sustentavél pela UNIOESTE - Campus Marechal Cândido Rondon, atualmente doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Biodiversidade, Departamento Biodiversidade, Insitituto Biociências, Universidade Estadual Paulista (UNESP) -Rio Claro

Aline Costa Gonzalez , Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE - Campus Marechal Cândido Rondon

Bacharel e licenciada em Biologia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE - Campus Cascavel, Mestre em Ciências Ambientais pela UNIOESTE - Campus Toledo e Doutoranda no o Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural Sustentável (PPGDRS) na UNIOESTE- Campus  Marechal Cândido Rondon, Técnica de laboratório no departamento de Ciências Agronômicas da Universidade Federal do Paraná - UFPR -  Setor Palotina.

Renata Milioli Nicoski, Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOSTE) - Campus Cascavel

Acadêmica de Ciências Biológicas da Universidade Estadual do Oeste do Paraná  - Campus Cascavel

Irene Carniatto, Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE) - Campus Cascavel

Coordenadora da International Research Network In Resilience Climate Development - RIPEDRC - Rede Resiliência Climática. Pesquisadora do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas (FBMC). Coordenadora do Centro de Ensino, Pesquisa e Extensão em Proteção e Desastres - CEPED UNIOESTE. Docente do Programa de Doutorado e Mestrado em Desenvolvimento Rural Sustentável - Unioeste. Coordenadora do Laboratório de Estudos em Bacia Hidrográfica e Educação Ambiental - LABHEA - Unioeste.

Referências

BERALDO, F.P., BORGUETTI, R. C. A gestão participativa na escola: tendências e perspectivas. Revista Científica Eletrônica de Pedagogia, n.10, p.1-8, 2007.

BIANCHI, R. C., ZACARIAS, G. M. Cidades Resilientes: a importância do fortalecimento das comunidades. Revista Ordem Pública. v.9, n.1, 2016.

BRASIL. Comissão de Meio Ambiente e Qualidade de Vida na Escola Com-Vida. Serie Documentos técnicos nº 10, 2007. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/pec-g/194-secretarias-112877938/secad-educacao-continuada-223369541/17456-comissao-de-meio-ambiente-e-qualidade-de-vida-com-vida-novo>. Acesso em: 30 de abril de 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Manual Escolas Sustentáveis: Resolução CD/FNDE n.18, de 21 de maio de 2013. Disponível em <http://pdeinterativo.mec.gov.br/escolasustentavel/manuais/Manual_Escolas_Sustentaveis_v%2005.07.2013.pdf> Acesso em 01 de maio 2021.

CARNIATTO, I. A Formação do Sujeito Professor: Investigação narrativa em Ciências/Biologia. Cascavel-PR: Edunioeste, 2002, p.105.

CONNELLY, F. M; CLANDININ, D. J. Relatos de experiencia e investigación narrativa. IIn: LARROSA, J. et al. (Orgs.). Déjame que te cuente: ensayos sobre narrativas y educación. Barcelona: Laertes, 1995.

FARAH, B.F.; PIERANTONI, C.R. A utilização da metodologia da Problematização no Curso Introdutório para Saúde da Família do Polo de Capacitação da UFJF. Revista APS, v.6, n.2, p.108-119, 2003.

FREIRE, P. Terceira Carta. Pedagogia da indignação: cartas pedagógicas e outros escritos. São Paulo: Editora Unesp, 2000, p.31.

FREITAS, K. S. Uma inter-relação políticas, gestão democrático – participativa na escola pública e formação da equipe escolar. Em aberto. v.17, n.72 p.47-59, 2000.

INSTITUTO PARANAENSE DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL (IPARDES). IDH-M (Índice de Desenvolvimento Econômico e Social, 2010). Disponível em: <http://www.ipardes.pr.gov.br/sites/ipardes/arquivos_restritos/files/documento/2019-09/SOCIAIS_idh_municipios_pr.pdf>. Acesso em: 10 de maio de 2021.

GALLO, E.; SETTI, A. F. F. Território, intersetorialidade e escalas: requisitos para a efetividade dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Ciência & Saúde Coletiva, v. 19, p. 4383-4396, 2014.

GUERRA, J. Objetivos do desenvolvimento na encruzilhada da Sustentabilidade. In: FERRÃO, J.; HORTA, A. (Orgs.). Ambiente, Território e Sociedade: Novas Agendas de Investigação. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais, p. 35-42, 2015.

MAIA, J. S. S. Formação Permanente de Professores e a Educação Ambiental Crítica: Fundamentos e Práticas para uma Escola Sustentável. In: BAGANHA, D.E.; VIEIRA, E.R.; MORTELLA, R.D.; ROSA, M.A. (Orgs.). Educação Ambiental rumo à escola sustentável. Curitiba: SEED: UTP, 2018, p.77-88. Disponível em: <http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/arquivos/>. Acesso em: 10 de maio de 2021.

MARCONDES, M.E.R.; SILVA, D. P. A Dinâmicas das Oficinas Temáticas. In: SILVA, D.P.; MARCONDES, M.E.R. (Orgs.). Oficinas temáticas no ensino público: formação continuada de professores. São Paulo: FDE, 2007, p.37-39.

MENGHINI, F. B.; MOYA-NETO, J.; GUERRA, A. F. S. Interpretação ambiental. In: FERRARO-JUNIOR, L. A. Encontros e caminhos: formação de educadoras (es) ambientais e coletivos educadores. Brasília: MMA, 2007. v. 2. p. 209-218.

NEDER, D. L. S. M. et al. Importância da contação de histórias como prática educativa no cotidiano escolar. Pedagogia em ação, v. 1, n. 1, p. 61-64, 2009.

OLIVEIRA, C. M.; DIAS, A.F. A Criança e a Importância do Lúdico na Educação. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento. v. 13, p.113-128, 2017.

PORTUGAL, S.; SORRENTINO, M. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Ambiental e suas contribuições à escola sustentável. In: BAGANHA, D.E.; VIEIRA, E.R.; MORTELLA, R.D.; ROSA, M.A. (Orgs.). Educação Ambiental rumo à escola sustentável. Curitiba: SEED: UTP, 2018, p.9-17. Disponível em: <http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/educacao_ambiental/rumo_a_escola_sustentavel.pdf>. Acesso em: 10 de maio de 2021.

PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO (PNUD). Articulando os Programas de Governo com Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. 2018. Disponível em: <https://brasil.un.org/sites/default/files/202010/Publica%C3%A7%C3%A3o%20Articulando%20os%20ODS_REQ_ID_6998.pdf> Acesso em: 10 de maio de 2021.

SIQUEIRA, J. F. R.; SOARES, F. F.; ZANON, A. M. PDDE Escolas Sustentáveis: a inclusão da Educação Ambiental no Projeto Político-Pedagógico de escolas públicas em Mato Grosso do Sul. Rev. Eletrônica Mestr. Educ. Ambiental, v. 36, n. 3, p.65-85, 2019.

SILVA, M. J.; SATO, M. T. Territórios em tensão: o mapeamento dos conflitos socioambientais do Estado de Mato Grosso - Brasil. Ambient. Soc. [online]. v.15, n.1, p.1-22, 2012.

SIQUEIRA, J.F.R; VARGAS, I. A.; ZANON, A. M. Escola Sustentável: Uma análise das representações de professores da área de linguagens em Campo Grande (MS). Revista Brasileira de Educação Ambiental. v.15, n.7, p.106-122, 2020.

SORRENTINO, M. De Tbilisi a Thessaloniki: a Educação Ambiental no Brasil. In: CASCINO, F.; JACOBI, P.; OLIVEIRA, J.F. (Orgs.). Educação, meio ambiente e cidadania: reflexões e experiências. São Paulo: SMA/CEAM, 1998, p.27-32.

TRAJBER, R.; SATO, M. Somos Aprendizes de Escolas Sustentáveis. Margens. v.7, n.9, p.39-48, 2016.

UNITED NATIONS (UN). World Population Prospects 2019.Department of Economic and Social Affairs, Population Division (2019).: Highlights, 2019. Disponível em: <https://population.un.org/wpp/Publications/Files/WPP2019_Highlights.pdf>. Acesso em: 01 de maio de 2021.

VIERA, E. R.; ROSA, M. A.; MORTELLA, Rosilaine Duriga. Escolas Sustentavél em Foco. In: BAGANHA, D.E.; VIEIRA, E.R.; MORTELLA, R.D.; ROSA, M.A. (Orgs.). Educação Ambiental rumo à escola sustentável. Curitiba: SEED: UTP, 2018, p.52-62. Disponível em: <http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/educacao_ambiental/rumo_a_escola_sustentavel.pdf>. Acesso em: 10 de maio de 2021.

ZOMPERO, A. F.; ANDRADE, M. A. B. S.; MASTELARI, T.B.; VAGULA, E. Ensino por Investigação baseada em problemas. Debates em Educação. v.11, n.25, p.222-239, 2019.

Downloads

Publicado

2021-10-01

Como Citar

Bento , J. ., Gonzalez , A. C., Nicoski, R. M., & Carniatto, I. (2021). Integração de conteúdos de Educação Ambiental na formação de professores. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 16(5), 342–355. https://doi.org/10.34024/revbea.2021.v16.12127

Edição

Seção

Artigos
Recebido em 2021-05-11
Aceito em 2021-06-08
Publicado em 2021-10-01