Projeto de aprendizagem: o conhecimento dos vegetais na formação técnica em meio ambiente

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2022.v17.12051

Palavras-chave:

Meio Ambiente, Plantas, Sustentabilidade, Propostas Didátoca

Resumo

As questões ambientais estão diretamente relacionadas ao entendimento quanto à composição dos ecossistemas e suas interações. A diversidade dos componentes reflete a riqueza em recursos naturais e sua relevância para os ciclos biológicos de determinada região. Neste cenário os vegetais contribuem nos equilíbrios e manutenção do meio ambiente sendo de extrema relevância compreender suas características e funcionamento. Diante do exposto, este trabalho teve como objetivo proporcionar um material instrucional em forma de produto educacional para alunos de Meio Ambiente (MA) resultante de um projeto de aprendizagem desenvolvido no Mestrado Profissional em Ensino Tecnológico do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Amazonas. A docente apresenta neste artigo parte de seus resultados avaliando e disponibilizando materiais didáticos construídos a partir da realidade observada nos documentos e diagnósticos realizados com alunos em formação do curso Técnico em Meio Ambiente (MA). Mediante a análise dos dados, foi elaborado um material didático na forma de produto educacional, com direcionamento para professores e alunos no formato de um manual, jogo de tabuleiro e site, com práticas que permitem o desenvolvimento de competências botânicas em vários espaços formais e não formais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lana de Matos Albuquerque, Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas – IFAM

Professora Mestra em Ensino Tecnológico - área de recursos para o Ensino técnico e tecnológico.

Alessandra de Araújo Rodrigues, Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas – IFAM

Acadêmica do curso de Biologia do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas – IFAM e Bolsista de Iniciação Científica do Instituto Nacional de Pesquisa na Amazônia – INPA.

Lucilene da Silva Paes, Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas – IFAM

Professora Drª em Botânica – docente do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas – IFAM

Jean Dalmo de Oliveira Marques, Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas – IFAM

Professor Drª – docente do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas – IFAM.

Referências

ANDRADE, M. L. F; MASSABNI, V. G. O. Desenvolvimento de atividades práticas na escola um desafio para os professores de ciências. Ciência e educação, v, 17, n.4, p. 835-854, 2011.

ARAÚJO, M.S. Ensino-aprendizagem com tecnologias digitais na formação inicial de professores de inglês. Trabalho em Linguística Aplicada, v. 57, n. 3, p. 1590-1614, 2018.

BARBOSA, T. V. et al. Atividades de ensino em espaços não formais amazônicos: um relato de experiência integrando conhecimentos botânicos e ambientais. Revista Brasileira de Educação Ambiental, São Paulo, v. 11, n. 4: 174-183, 2016.

BENDER, W. N. Aprendizagem baseada em projetos: Educação diferenciada para o século XXI. Porto Alegre: Penso, 2014.

BRASIL. MEC. Base Nacional Comum Curricular. Secretaria da Educação Básica. Brasília: MEC/Consed/Undime, 2017.

CACHAPUZ, A. F. PRAIA, J. F.; JORGE, M. Da educação em ciência às orientações para o ensino das ciências: um repensar epistemológico. Ciência & educação, v. 10, n. 3, p. 363-381, 2004.

COSTA, A. C. M; GRYNSZPAN, D. Educação ambiental: obstáculos, desafios e perspectivas. Anais do VI ENPEC, 2013. Disponível em: <http://www.nutes.ufrj.br/abrapec/vienpec/CR2/p1097.pdf>. Acesso em: 04/02/2020.

DEMOLY, K. R.; AMARAL, D. O.; SANTOS, J. S. B. dos. Aprendizagem, educação ambiental e escola: modos de en-agir na experiência de estudantes e professores. Ambiente & Sociedade, v. 21, 2018.

DOHME, V. Atividades lúdicas na educação: o caminho de tijolos amarelos do aprendizado. 4. Ed. Petrópolis. Vozes, 2008.

ESTEVES, M. L. Meio Ambiente e Botânica. São Paulo: SENAC, 2011.

INSTITUTO FEDERAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS - IFAM. Perfil dos cursos: LCB. 2015. Disponível em: <http://www2.ifam.edu.br/>. Acessado em: 04/02/2020.

INSTITUTO FEDERAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS - IFAM. Plano Pedagógico de Curso de Nível Médio em MA. Manaus, AM: 2012.

INSTITUTO FEDERAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS - IFAM. Plano Pedagógico de Curso de Nível Médio em MA. 2017. Disponível em: <http://portal.ifrn.edu.br/ensino/cursos/cursos-tecnicos-de-nivel-medio/tecnico-subsequente/tecnico-de-nivel-medio-em-meio-ambiente/at_download/coursePlan>. Acesso em: 09/02/2020.

KAWASAKI, C. S.; BIZZO, N. M. V. Fotossíntese: um tema para o ensino de ciências. Química nova na escola, v. 12, n. 11, p. 24-29, 2000.

MARQUES, J. D. O.; PAES, L. S. CHAVES, E. V. Atividades Práticas na construção do conhecimento: da sala de aula ao campo. Curitiba. CRV. 210p. 2017.

LUCENA, J. M. V. M.; MARQUES, J.D.O. Atividades práticas na construção do conhecimento: da sala de aula ao campo? volume II. 2. ed. Curitiba: CRV, 2020. v. 2. 250p.

MATOS, G. M. A., MAKNAMARA, M., MATOS, E. C. A., PRATA, A. P. Recursos didáticos para o ensino de botânica: uma avaliação das produções de estudantes em universidade sergipana. Holos, 5, 213-230, 2015.

NUNES, M. J. M.; OLIVEIRA, T. F. SOUZA, R. T. B.; LEMOS, J. R. Herbário Didático Como Ferramenta Diferenciada para a Aprendizagem em uma Escola de Ensino Médio em Parnaíba, Piauí. Momento-Diálogos em Educação. v. 24, n. 2, p. 41-56, 2015.

OLIVEIRA, M. L. A. Aulas experimentais de ensino superior: a visão de estudantes do curso de licenciatura em ciências biológicas sobre esse tipo de prática. Cuité – PB, 2015.

OLIVEIRA, S. L.; SIQUEIRA, A. F. ROMAO, E. C. Aprendizagem Baseada em Projetos no Ensino Médio: estudo comparativo entre métodos de ensino. Bolema [online]. 2020, vol.34, n.67 pp.764-785.

RAMPAZZO, S. R. R.; STEINLE, M. C. B.; VAGULA, E. Organização e didática nos anos iniciais do Ensino Fundamental. 1 Ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2014.

SABINO, E. et al. TIC’S NO ENSINO: A necessidade de tecnologia a informação e comunicação presente na educação. Revista Gestão em Foco: Ed. 10, 2018.

SILVA, I. M. da. A relação do professor com o saber matemático e os conhecimentos mobilizados em sua prática. Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Educação Matemática e Científica, Belém, 2014. Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemáticas.

TAHA, M. S; LOPES, C. S. C; FOLMER, V. Experimentação como Ferramenta Pedagógica para o Ensino de Ciências. Experiências no Ensino de Ciências, Uruguaiana, v. 11, n. 1, p.138-154, jun. 2016.

TÁPIA, J. A.; FITA, E. C. A motivação em sala de aula: o que é, como se faz. Trad. Garcia, Sandra. 10. ed. São Paulo: Loyola, 2012

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 2008.

URSI, S; BARBOSA, P. B; SANO, P. T.; BERCHEZ, F. A. DE S. Ensino de Botânica: conhecimento e encantamento na educação científica. Estud. av. 2018, vol.32, n.94], pp.7-24.

VERGARA, S. C. Métodos de coleta de dados no campo. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2012.

Downloads

Publicado

01-04-2022

Como Citar

Albuquerque, L. de M., Rodrigues, A. de A., Paes, L. da S., & Marques, J. D. de O. (2022). Projeto de aprendizagem: o conhecimento dos vegetais na formação técnica em meio ambiente. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 17(2), 9–24. https://doi.org/10.34024/revbea.2022.v17.12051

Edição

Seção

Artigos
##plugins.generic.dates.received## 2021-04-25
##plugins.generic.dates.accepted## 2022-01-14
##plugins.generic.dates.published## 2022-04-01

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)