Educação Ambiental com tinta ecológica para sensibilização sobre a conservação do solo

Autores

  • Karoline Matos Fernandes Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas - IFAM
  • Jean Dalmo de Oliveira Marques Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas - IFAM
  • Elizalane Moura de Araújo Marques Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas - IFAM
  • Bárbara Reis Baraúna Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas - IFAM

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2023.v18.13885

Palavras-chave:

Oficinas, Pessoa-Ambiente, Recursos Ambientais

Resumo

Este trabalho objetivou utilizar tinta ecológica como recurso para a Educação Ambiental visando a sensibilização para a conservação do solo por meio de oficina pedagógica. Trata-se de uma pesquisa-ação com enfoque qualitativo, desenvolvido com trinta alunos do 6º ano do ensino fundamental de uma escola pública em Manaus. A oficina pedagógica foi organizada a partir de um diagnóstico prévio com os alunos. A coleta de dados ocorreu a partir da observação participante, elaboração de desenho e aplicação de questionário. Os resultados apontaram uma maior compreensão dos alunos sobre o componente solo e sua importância para o ambiente. Identificaram-se atitudes pró-ambiente que enfatizam a necessidade de trabalharmos a Educação Ambiental de maneira efetiva.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABDENUR, A.; FERGUSON, Br.; CARVALHO, I. S. de.; RISSO, M.; MUGGAH, R. CRIME AMBIENTAL NA BACIA AMAZÔNICA: Uma Tipologia para Pesquisa, Política Pública e Ação. Instituto Igarapé. Artigo estratégico 47. Ago de 2020. Disponível em: <https://igarape.org.br/wp-content/uploads/2020/08/2020-08-19_E-47_Crime-Ambiental-Amazonia-Tipologia-PT.pdf>. Acesso em 26 de setembro de 2020.

ALENCAR, A.; SILVESTRINI, R.; GOMES, J.; SAVIAN, G. Amazônia Em Chamas: o novo e alarmante patamar do desmatamento na amazônia. Nota Técnica nº 9. Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (IPAM-Amazônia). Brasília, DF: fevereiro de 2022. Disponível em <https://ipam.org.br/wp-content/uploads/2022/02/Amaz%C3%B4nia-em-Chamas-9-pt_vers%C3%A3o-final-2.pdf>. Acesso em 28 de fevereiro de 2022.

ALENCAR, A., MOUTINHO, P., ARRUDA, V., SILVÉRIO, D. Amazônia em chamas - O fogo e o desmatamento em 2019 e o que vem em 2020. Nota Técnica nº 3. Brasília: Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia, 2020. Disponível em: <https://ipam.org.br/bibliotecas/amazonia-em-chamas-3-o-fogo-e- -o-desmatamento-em-2019-e-o-que-vem-em-2020>. Acesso em 28 de fevereiro de 2022.

ALMEIDA, B. C de.; PORTO, L. J. L da. S.; SILVA, C. M da. Construção De Histórias Em Quadrinhos Como Recurso Didático Para Educação Ambiental. Revista Brasileira de Educação Ambiental, São Paulo, v.15, n 3: 229-245, 2020.

BIONDI, D. Arborização urbana aplicada à Educação Ambiental nas escolas. Curitiba: Daniela Biondi, 2008. 120p.

BIONDI, D.; FALKOWSKI, V.; Avaliação de uma atividade de Educação Ambiental com o tema “solo”. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental. V. (22), p. 203 a 215, janeiro a julho de 2009.

CAPECHE, C.L. Educação Ambiental tendo o solo como material didático: pintura com tinta de solo e colagem de solo sobre superfícies. Dados eletrônicos. Rio de Janeiro: Embrapa Solos, 2010

CHIZZOTTI, A. Pesquisa em ciências humanas e sociais. 6.ed. São Paulo: Cortez. 2003.

CUNHA, J. E..; ROCHA, A. S..; TIZ, G. J. MARTINS, V. M. Práticas pedagógicas para ensino sobre solos: aplicação à preservação ambiental. TERRÆ DIDATICA, v. 9, n.2, p.74-81, 2013.

DIAS, G. F. Educação Ambiental: princípios e práticas. 9.ed. São Paulo: Gaia, 2004.

FRANÇA, P. A. R.; GUIMARÃES, M. G. V. A Educação Ambiental nas Escolas Municipais de Manaus (AM): um estudo de caso a partir da percepção dos discentes. Revista Monografias Ambientais, Santa Maria, v. 14, n. 2, p. 3128-3138, mar. 2014.

FREITAS, M. A educação para o desenvolvimento sustentável e a formação de educadores/professores. Perspectiva, Florianópolis, v. 22, n. 2, p. 547-575, jul./dez. 2004

FELLOWS, M., ALENCAR, A., BANDEIRA, M., CASTRO, I., GUYOT, C. Amazônia em Chamas - desmatamento e fogo em terras indígenas. Nota Técnica nº 6. Brasília, DF: Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia, 2021. Disponível em: <https://ipam.org.br/bibliotecas/amazonia-em- -chamas-6-desmatamento-e-fogo-nas-terras-indigenas-da--amazonia/> acesso em 28 de fevereiro de 2022.

FONSECA, V. L. B.; COSTA, M. F. B.; COSTA, M. A. F. Educação Ambiental no ensino médio: mito ou realidade. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, v.15, p.139-148, 2005.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Contas de Ecossistemas: O Uso da Terra nos Biomas Brasileiros 2000 – 2018. 2019. Disponível em: <https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101753_folder.pdf>. Acesso em 26 de setembro de 2020.

GOMES, O. C.; HIGUCHI, M.I.G. A Base Nacional Curricular Comum e a formação continuada de professores sobre a floresta amazônica. Revista De Estudos E Pesquisas Sobre Ensino Tecnológico, v. 6, p. e108420-22, 2020.

LIMA, V. C; LIMA, M. R. de; MELO, V. de F. O solo no meio ambiente: abordagem para professores do ensino fundamental e médio e alunos do ensino médio. Universidade Federal do Paraná. Departamento de Solos e Engenharia Agrícola. Curitiba: 2007.

LONGHI, A. J. Ação educativa e agir comunicativo. Caçador: Unc caçador, 2008.

MACHADO, M. M. Br. Temas Meio Ambiente, Sustentabilidade e Educação Ambiental no Ensino de Biologia: um estudo sobre as práticas dos professores do Ensino Médio de Sapucaia do Sul. Dissertação. UFRGS, RS. 2014.

MAGALHAES, D. de P.; GALVÃO, L. A.; HELLER, L.; MACHADO, C.; FRANCO Neto, G. 2022 Será O Ano De Protagonismo Da Agenda Ambiental Global?. Cadernos CRIS/FIOCRUZ sobre Saúde Global e Diplomacia da Saúde Nº. 02/2022. Rio de Janeiro, fevereiro de 2022.

MARCATTO, C. Educação Ambiental: conceitos e princípios. Belo Horizonte: Sigma Ltda., 2002.

MARQUES, J.D.; OLIVEIRA, A.N.S.; PAES, L.S. Prática de campo nas aulas de ecologia: uma análise a partir de ecossistemas amazônicos. Experiências em Ensino de Ciências V.14, No.2, 299-319.2019.

MARQUES, J.D.O. Educação em solo na pós-graduação em ensino tecnológico. Revista Brasileira de Educação Profissional e Tecnológica, v. 2, p. 1-24, 2020.

MOREIRA, D. A. Pesquisa em Administração: Origens, usos e variantes do método fenomenológico. Revista de Administração e Inovação, v. 1, n. 1, 2004.

MUGGLER, C.C.; PINTO, F.A.S.; MACHADO, V. A. Educação em solos: Princípios, teoria e métodos. R. Bras. Ci. Solo, 30:733-740, 2006.

MULINE, L.S.; CAMPOS, C.R.P. Uma sequência didática para trabalhar a Educação Ambiental crítica com alunos das séries iniciais do ensino fundamental. Revista Práxis, v. 8, n. 16, p.105-114, 2016.

OLIVEIRA, A.N.S.; MARQUES, J.D. O.; PAES, L. S. Percepção Ambiental Sobre Sustentabilidade do Solo. EDUCERE – Revista da Educação, Umuarama, v.17, n.1, p.123-120, jan/jun. 2017a.

OLIVEIRA, A. N. S; MARQUES, J. D. O. Aula De Campo No Ensino De Solos. EDUCITEC – Revista de Estudos e Pesquisas sobre o Ensino Tecnológico. n 05, Manaus, 2017b.

OLIVEIRA, J. T.; MACHADO, R. C. D.; OLIVEIRA, E. M. Educação Ambiental na escola: um caminho para aprimorar a percepção dos alunos quanto à importância dos recursos hídricos. Periódico Eletrônico Fórum Ambiental da Alta Paulista, São Paulo, v. 11, n. 4, p. 311-324, 2015.

PELLIER, A.S. et al. Through the Eyes of Children: Perceptions of Environmental Change in Tropical Forests. Plos One, v.9, n.8, pp.1-15. 2014.

REGINA, V.B..; KOVALSKI, M.L.; BRITO, C.G..; HIDALGO, M.R.; OBARA, A.T. Concepções e práticas sobre oficina pedagógica de licenciandos em ciências biológicas. Experiências em Ensino de Ciências, V.11, No.2. 2016

RIEDER, A. Fração ideal da carga horária com aulas de campo, laboratório e sala no ensino de solos: visão do aluno. Ciência & Educação, v. 20, n. 1, p. 207-226, 2014.

SANTOS, J. D.; CATUZZO, H. O chão que você pisa: práticas itinerantes para o ensino de solos. Terrae Didat. Campinas, SP v.16, p. 1-14. 2020.

SASSERON, L.H.; CARVALHO, A.M.P. Escrita e desenho: análise de registros elaborados por alunos do ensino fundamental em aulas de ciências. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, v.10, n.2, pp.1-19. 2010.

SILVA, R.L. Interfaces entre a Educação Ambiental e a educação CTS e CTSA no Brasil: possibilidades e limitações. – Ilhéus, BA: UESC, 2019.

SILVA, A. P. A.; SOVIERZOSKI, H. H. Conhecimentos Prévios de Educação Ambiental para Alunos do Ensino Fundamental. Revista Brasileira de Educação Ambiental, São Paulo, v.17, n.1, pp.390-404, 2022

SOUSA, H. F. T.; MATOS, F.S. O Ensino Dos Solos No Ensino Médio: desafios e possibilidades na perspectiva dos docentes. Geosaberes, Fortaleza, v. 3, n. 6, p. 71-78, jul/ dez. 2012

SOUZA, P. P. S. de.; ALEXANDRE, M. L. de S.; CERQUEIRA, M. A.; FREITAS, D. F.; ALMEIDA, G. V. L. de. SOLO: sua importância pelas suas cores. Anais do Congresso Técnico Científico da Engenharia e da Agronomia – CONTECC´2017. Belém- PA, ago. 2017.

THIOLLENT, M. Pesquisa-ação nas organizações. São Paulo: Atlas, 1997.

VILLANI, F.T.; RIBEIRO, G.A.A.; FERREIRA, D.C.O.; COSTA, M.M. Projeto tons da terra: ensinando ciências e química por meio da produção de tinta de terra amazônica. Experiências Em Ensino De Ciências (Ufrgs), v. 12, p. 252-260, 2017.

Downloads

Publicado

01-02-2023

Como Citar

Fernandes, K. M., Marques, J. D. de O., Marques, E. M. de A. ., & Baraúna, B. R. (2023). Educação Ambiental com tinta ecológica para sensibilização sobre a conservação do solo. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 18(1), 155–173. https://doi.org/10.34024/revbea.2023.v18.13885

Edição

Seção

Artigos
Recebido: 2022-05-10
Aceito: 2022-11-01
Publicado: 2023-02-01

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)