Percepção ambiental de alunos de escolas municipais inseridas no bioma Mata Atlântica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2021.v16.11536

Palavras-chave:

Educação Ambiental; Sensibilização Ambiental; Naturalista; Meio Ambiente.

Resumo

O estudo identificou a percepção ambiental de 148 alunos do ensino fundamental em Itajubá (MG) e a relação com o ambiente no qual vivem. Para tanto, adaptou-se o Método de Análise de Conteúdo de Bardin e as etapas do processo perceptivo de Del Rio. Foram definidas seis categorias perceptivas: Naturalista, Antropocêntrica, Globalizante, Romântica, Idílica e Não Identificada. Os alunos demonstram uma visão simplista sobre meio ambiente, na qual os elementos e representações são distantes do contexto local, compreendendo, na maioria, concepções Naturalistas. Portanto, é necessário melhorar a abordagem da Educação Ambiental nas escolas, buscando-se a concepção Globalizante na formação de sujeitos participativos e sensibilizados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ligia de Almeida Gilioli Fraga, Universidade Federal de Alfenas

Instituto de Ciência e Tecnologia - ICT/UNIFAL, Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais (PPGCA/UNIFAL). Graduação em Ciências Biológicas pelo IFSULDEMINAS; mestrado em Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Unidades de conservação e Educação Ambiental) pela UNIFEI; pós graduanda em especialização em ensino de ciências da natureza e matemática pelo IFSULDEMINAS; doutoranda em Ciências Ambientais pela UNIFAL. Atuando em: Conservação da Natureza, Unidades de Conservação, Educação Ambiental e Sustentabilidade.

Daniela Rocha Teixeira Riondet-Costa, Universidade Federal de Itajubá

Professora, Instituto de Recursos Naturais - IRN - Bloco L8 - Universidade Federal de
Itajubá - UNIFEI. Graduada em Direito pela Instituição Toledo de Ensino de Bauru - ITE.  Mestre em Ciências da Engenharia da Energia pela Universidade Federal de Itajubá - UNIFEI. Doutora em Ciências (Meio Ambiente) pelo Programa de Pós-graduação em Meio Ambiente da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ. Atuando em: Conservação da natureza; Educação ambiental; Participacao social

Luciana Botezelli, Universidade Federal de Alfenas

Instituto de Ciência e Tecnologia - ICT/UNIFAL, Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais (PPGCA/UNIFAL). Graduação em Engenharia Florestal pela Universidade Federal de Lavras (UFLA); mestrado em Engenharia Florestal (Manejo Ambiental); especialização em Ecoturismo e Planejamento de Atividades em Áreas Naturais; doutorado em Engenharia Florestal (Ciências Florestais) também pela UFLA. Atuando em: Conservação da Natureza, Unidades de Conservação, Educação Ambiental, Planejamento Ambiental Urbano e Sustentabilidade

Referências

AZEVEDO, L.V.; RIONDET-COSTA, D.R.T.; SANTOS, J.R. Política Nacional de Educação Ambiental: Análise de sua aplicação em projetos de pesquisa e extensão de instituições públicas de ensino. Ciência e Natura, Santa Maria, v.39, n.3, p. 701-722, set./dez. 2016.

AZEVEDO, L.V.; ALEXANDRINO, S.A.; SILVA, J.L.M.; RIONDET-COSTA, D.R.T. Educação Ambiental e Legislação: Reflexões sobre participação e efetividade. Revista Brasileira de Educação Ambiental, São Paulo, v. 12, n. 2, p. 284-295, 2017.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Edições 70, São Paulo. 1977. 220 p.

BARBOSA, A.M.F.; SOUZA, D.S..; FREITAS, J.A..; AZEVEDO, M.M. Educação Ambiental para a Participação Social. Revista Sergipana de Educação Ambiental, v. 5, n. 5, p. 28-36, 2018.

BEHREND, D.M.; COUSIN, C.S.; GALIAZZI, M.C. Base Nacional Comum Curricular: O que se mostra de referência à Educação Ambiental? Ambiente e Educação - Revista de Educação Ambiental, v. 23, n. 2, p. 74-89, 2018.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil, de 05 de outubro de 1988. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm>. Acesso em 20/12/2018.

BRASIL. Lei nº. 9.795 de 27 de abril de 1999. Institui a Política Nacional de Educação Ambiental. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, DF, Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9795.htm>. Acesso em: 26/01/2018.

BUSS, A.; SILVA, M.M. Percepção Ambiental de alunos que viveram o maior desastre-crime ambiental do Brasil: implicações para a Educação Ambiental. Revista eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, Rio Grande, v. 37, n. 1, p. 47-67. jan./abr. 2020.

CORREA, F.V..; PRAÇA, M.F..; LOUREIRO, C.F.B..; FRANCA, N. Contribuições da Educação Ambiental para a gestão integrada em mosaicos de áreas protegidas: O Caso do Mosaico Central Fluminense (RJ). Revista Brasileira de Educação Ambiental, São Paulo, v. 11, n. 2. 2016.

DEL RIO, V. Cidade da mente, cidade real: Percepção Ambiental e revitalização na área portuária do RJ. In: DEL RIO, V..; OLIVEIRA, L. (Org.) Percepção Ambiental: A experiência Brasileira. São Paulo: Studio Nobel; São Carlos, SP: Universidade Federal de São Carlos, 1996. 255p.

FERNANDES, E.C..; CUNHA, A.M.O..; JÚNIOR, O.M. Educação Ambiental e meio ambiente: concepções de profissionais da educação. Anais do II Encontro Nacional de Pesquisadores em Educação Ambiental. São Carlos, 2002.

FESTOZO, M.B.; QUEIXAS, R.C.; JUNIOR, A.F.N.; TOZONI-REIS, M.F.C. Relações Históricas entre a Educação Ambiental e a Participação Social. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, Sergipe, Brasil, v. 11, n. 24, p. 253-266, jan./mar. 2018.

GRENNO, F.E.; PROFICE, C.C. Experiências diretas entre crianças e natureza-educar para a sustentabilidade. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, Rio Grande, v. 36, n. 1, p. 324-338. jan./abr. 2019.

GUIMARÃES, M. Educação Ambiental Crítica. In: Philippe Pomier Layrargues (coord.). Identidades da Educação Ambiental Brasileira. Diretoria de Educação Ambiental;– Brasília: Ministério do Meio Ambiente, 2004. 156 p.

GUIMARÃES, M. Por uma Educação Ambiental Crítica na sociedade atual. Revista Margens Interdisciplinar, [S.l], v. 7, n.9, p. 11-22, mai. 2016.

KRZYSCZAK, F.R. As diferentes concepções de meio ambiente e suas visões. Revista de Educação do Instituto de Desenvolvimento Educacional do Alto Uruguai, v. 11, n. 23, Jan./Jun. 2016.

LAYRARGUES, P.P. Muito além da natureza: Educação Ambiental e reprodução social. In: LOUREIRO, C.F.B..; LAYRARGUES, P.P.; CASTRO, R.S. (Orgs.) Pensamento complexo, dialética e Educação Ambiental. São Paulo: Cortez. p. 72-103. 2006.

LIMA, G.F.C. Educação Ambiental crítica: do socioambientalismo às sociedades sustentáveis. Educação e Pesquisa, São Paulo, v.35, n.1, p. 145-163, jan./abr. 2009.

LOUREIRO, C.F.B. Educar, participar e transformar em Educação Ambiental. RevBEA, Brasília, n. 0. p. 13-20. 2004.

LOUREIRO, C.F.B.; LAYRARGUES, P.P. Ecologia política, justiça e Educação Ambiental crítica: perspectivas de aliança contra-hegemônica. Trabalho, Educação e Saúde, Rio de Janeiro, v.11, n.1, p.53-71,jan./abr. 2013.

MACEDO, R.L.G..; FREITAS, M.R..; VENTURIN, N. Educação Ambiental: referenciais teóricos e práticos para a formação de educadores ambientais. Lavras: UFLA, 2011. p. 258.

MILLER, G.T. Ciência Ambiental. Tradução All Tasks. 11. ed. São Paulo: Cengage Learning, 2008. 501p.

OLIVEIRA, E.T.; NOGUEIRA, C. Um estudo das concepções de Educação Ambiental de alunos regulares e da Educação de Jovens e Adultos do Ensino fundamental. Revista eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, Rio Grande, v. 36, n. 1, p. 357-373. jan./abr. 2019.

PIAGET, J. A formação do símbolo na criança: imitação, jogo e sonho, imagem e representação. 4ª ed. Rio de Janeiro: LTC, 2010.

RAMOS, E.C. A abordagem naturalista na Educação Ambiental: uma análise dos projetos ambientais de educação em Curitiba. 2006. 241f. Tese (Doutorado em Ciências Humanas), Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Florianópolis, 2006.

REIGOTA, M. Meio Ambiente e representação social. 7ª ed. São Paulo: Cortez editora, 2007. p. 87.

RIONDET-COSTA, D.R.T. Análise comparativa dos instrumentos de gestão em Unidades de Conservação visando a gestão participativa no Cone Sul. 2012. 388f. Tese (Doutorado em Meio Ambiente), Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2012.

RODRIGUES, A.S.L..; MALAFAIA, G. O meio ambiente na concepção de discentes no município de Ouro Preto/MG. Revista de estudos ambientais, v.11, n. 2, p. 44-58, jul./dez. 2009.

RODRIGUES, G.S.; PINTO, B.C.T.; FONSECA, L.C.S.; MIRANDA, C.C. O estado da arte das práticas didático-pedagógicas em Educação Ambiental (período de 2010 a 2017) na Revista Brasileira de Educação Ambiental. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 14, n. 1, p. 9-28, 2019.

RUSCHEINSKY, A. Atores sociais e meio ambiente: a mediação da ecopedagogia. In: LAYRARGUES, P.P. (coord.). Identidades da Educação Ambiental brasileira. Diretoria de Educação Ambiental;. – Brasília: Ministério do Meio Ambiente, 2004. 156 p.

SANTAELLA, L. Percepção: fenomenologia, ecologia, semiótica. São Paulo: Cengage Learning. 146p. 2012.

SANTOS, F.P..; SOUZA, L.B. Estudo da percepção da qualidade ambiental por meio do método fenomenológico. Mercator. Fortaleza, v. 14, n. 2, p. 57-74, mai./ago. 2015.

SAUVÉ, L. Uma cartografia das correntes em Educação Ambiental. In: SATO, M.; CARVALHO, I.C.M. Educação Ambiental: pesquisa e desafios. Porto Alegre, 2005. 232 p.

SORRENTINO, M.; TRAJBER, R.; MENDONÇA, P.; JUNIOR, L.A.F. Educação Ambiental como política pública. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 31, n. 2, p. 285-299, mai./ago. 2005.

SOUSA, C.A.F.; ALVES, A.F.; ANDRADE, T.M.; NICODEMO, S.C.T.S.; VITORINO, G.O. A percepção ambiental de atores sociais de escolas públicas e privadas, em um bairro de João Pessoa (PB). Revista Brasileira de Educação Ambiental, São Paulo, v. 12, n. 4, p. 180-191, 2017

SOUZA, N.O.M.; SANTOS, F.R.P.; SALGADO, M.A.S.; ARAÚJO, F.F.S. Dez anos de história: avanços e desafios do Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza. In: MEDEIROS, R..; ARAÚJO, F.F.S. (Org.) Dez anos do Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza: lições do passado, realizações presentes e perspectivas para o futuro. Brasília, DF, MMA, p. 9-19. 2013.

TUAN, Yi-Fu. Topofilia - um estudo da percepção, atitudes e valores do meio ambiente. Ed. Difel: São Paulo, 1980. 248p.

Downloads

Publicado

2021-06-01

Como Citar

Fraga, L. de A. G., Riondet-Costa, D. R. T., & Botezelli, L. (2021). Percepção ambiental de alunos de escolas municipais inseridas no bioma Mata Atlântica. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 16(3), 439–456. https://doi.org/10.34024/revbea.2021.v16.11536

Edição

Seção

Artigos