Percepção ambiental e paisagismo ecológico no ensino fundamental: ferramentas importantes para promoção da Educação Ambiental no contexto escolar

  • Maria Eunice da Silva Martins Instituto Federal do Rio Grande do Norte, campus Ipanguaçu
  • Josiane Teresa Nicácio Rocha Instituto Federal do Rio Grande do Norte, campus Ipanguaçu
  • Lázaro Rodrigues Tavares Instituto Federal do Ceará, campus Tabuleiro do Norte
  • Leonardo Rafael Medeiros Instituto Federal do Rio Grande do Norte, campus Ipanguaçu
Palavras-chave: Jardim ecológico, Sustentabilidade, Pesquisa-ação, Cactáceas, Materiais reutilizados

Resumo

O paisagismo ecológico é uma prática que tem por finalidade produzir jardins sustentáveis que possibilitem a restauração harmônica de espaços de forma a não interferir no meio ambiente, sendo uma oportunidade promissora de efetivação da Educação Ambiental. Este trabalho objetivou investigar, a partir de uma pesquisa-ação, a percepção ambiental de alunos do Ensino Fundamental I e proporcionar reflexões acerca da sustentabilidade a partir da construção coletiva e participativa de um jardim ecológico no ambiente escolar. Foram utilizadas espécies nativas e adaptadas à Caatinga, bem como foram construídos vasos e ornamentos com materiais reutilizados. As intervenções apresentaram notório êxito, evidenciado na mudança significativa da consciência das crianças sobre a importância da preservação do meio ambiente.

Biografia do Autor

Maria Eunice da Silva Martins, Instituto Federal do Rio Grande do Norte, campus Ipanguaçu

Técnica em Agroecologia

Josiane Teresa Nicácio Rocha, Instituto Federal do Rio Grande do Norte, campus Ipanguaçu

Técnica em Agroecologia

Lázaro Rodrigues Tavares, Instituto Federal do Ceará, campus Tabuleiro do Norte

Professor do IFCE, campus Tabuleiro do Norte.

Leonardo Rafael Medeiros, Instituto Federal do Rio Grande do Norte, campus Ipanguaçu

Professor do IFRN, campus Ipanguaçu

Referências

ALVAREZ, I.A.; KIILL, L.H.P. Arborização, Floricultura e Paisagismo com Plantas da Caatinga. Informativo ABRATES, v. 24, n. 3, 2014.

ALVES, D.O.V.; TRINDADE, B. A confecção de brinquedos e jogos reciclados para conscientização dos problemas dos resíduos sólidos. Revista Eletrônica em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental, v. 18, n. 2, 2014.

ASSAD, L. Lixo: uma ressignificação necessária. Ciência e Cultura, v. 68, n. 4, 2016.

BARBOSA, L.M. Topofilia, Memória e Identidade na Vila do IAPI em Porto Alegre. Para Onde!? R. Progr. de Pós-Grad. em Geografia, v. 4, n. 2, 2010.

CARDOSO, F.C.I.; CARDOSO, J.C. O problema do lixo e algumas perspectivas para redução de impactos. Cienc. Cult., v. 68, n. 4, 2016.

CINQUETTI, H.S. Lixo, resíduos sólidos e reciclagem: uma análise comparativa de recursos didáticos. Educar em Revista, v. 1, n. 23, 2004.

COSTA, B.S.; DIZ, J.B.M.; OLIVEIRA, M.L. Cultura de consumismo e geração de resíduos. Revista Brasileira de Estudos Políticos, v. 1, n. 116, 2018.

DIAS, G. F. Educação Ambiental: princípios e práticas. 9ª ed. São Paulo: Gaia, 2010.

EMER, A.A.; BORTOLINI, C.E.; ARRUDA, J.H.; ROCHA, K.F.; MELLO, N.A. Valorização da flora local e sua utilização na arborização das cidades. Synergismus scyentifica UTFPR, v. 1, n. 6, 2011.

FAGUNDES, J.F.; BANDEIRA, G.L.; SIQUEIRA, A.B.; NEIS, F.A.; KONFLANZ, T.L. Arborização e jardinagem na Escola Municipal de Ensino Fundamental Assis Brasil em Palmeira das Missões – RS. Revista Eletrônica em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental, v. 19, n. 2, 2015.

FREIRE, P. Conscientização: teoria e prática da libertação: uma introdução ao pensamento de Paulo Freire. 1ª ed. São Paulo: Cortez & Moraes, 1979.

GENGO, R.C.; HENKES, J.A. A utilização do paisagismo como ferramenta na preservação e melhoria ambiental em área urbana. R. gest. sust. ambient., v. 1, n. 2, 2013.

GHEDIN, E.; FRANCO, M.A.S. Questões de método na construção da pesquisa em educação. São Paulo: Cortez, 2008.

GUMY, G.; BOBROWSKI, R. A Percepção e a Importância das Áreas Verdes no Ambiente Escolar. In: PARANÁ. Secretaria de Estado da Educação. Superintendência de Educação. Os Desafios da Escola Pública Paranaense na Perspectiva do Professor PDE Produção Didático-pedagógica, v. 1, 2016. Disponível em: <http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/cadernospde/ pdebusca/producoes_pde/2016/2016_artigo_dtec_unicentro_gilmargumy.pdf>. Acesso em: 29 mai. 2020.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Divisão regional do Brasil em mesorregiões e microrregiões geográficas. Biblioteca IBGE. 1: 44–47. 1990. Disponível em: <https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/ liv2269_1.pdf>. Acesso em: 30 mai. 2020.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Cidades e Estados, 2019. Disponível em: <https://cidades.ibge.gov.br/brasil/rn/angicos/panorama>. Acesso em: 30 mai. 2020.

KISHIMOTO, T.M. Jogos infantis: O jogo, a criança e a educação. 18ª ed. Petrópolis: Vozes, 2014.

LEAL, I.R.; SILVA, J.M.C.; TABARELLI, M.; LACHER J.R. Mudando o curso da conservação da biodiversidade na Caatinga do Nordeste do Brasil. Megadiversidade, v. 1, n. 1, 2005.

LINK, D.J.; ARAÚJO, L.E.B.; HILLING, C. Conscientização ambiental com alunos da educação infantil da Escola de Ensino Fundamental Kinderwelt de Agudo – RS. Monografias Ambientais, v. 6, n. 6, 2012.

MARTINE, G.; ALVES, J.E.D. Economia, sociedade e meio ambiente no século 21: tripé ou trilema da sustentabilidade? R. bras. Est. Pop., v. 32, n. 3, 2015.

MEDEIROS, A.B.; MENDONÇA, M.J.S.L.; SOUSA, G.L.; OLIVEIRA, I.P. A Importância da Educação Ambiental na escola nas séries iniciais. Revista Faculdade Montes Belos, v. 4, n. 1, 2011.

MEDEIROS, J.M.M. 2008. 200f. Visões de um Paisagismo Ecológico na Orla do Lago Paranoá. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) – Curso de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo, Universidade de Brasília. Disponível em <https://repositorio.unb.br/bitstream/10482/4880/1/ Dissert_JoseMarceloMMedeiros.pdf>. Acesso em: 30 mai. 2020.

MEDEIROS, L. R. Utilização de modelos táteis sustentáveis como alternativa no ensino de Química para alunos com deficiência visual. In: SÁ, R. O.; ALMEIDA; B. T. (Org.). Discursos Interdisciplinares por uma Educação Transformadora. 1ª ed. Natal: FAMEN, v. 1, n. 1, 2020.

MEIRA, M.M.C.; SILVA, C.R.T.; CARVALHO, L.O.; RODRIGUES, M.A.; BRASIL, M.D.; SANTOS, P.A. A beleza seca: Aspectos do paisagismo no semiárido brasileiro. Mix Sustentável, v. 6, n. 1, 2017.

MORO, M.F.; WESTERKAMP, C.; MARTINS, F.R. Naturalization and potential impact of the exotic tree Azadirachta indica A.Juss. in Northeastern Brazil. Check List, v. 9, n. 1, 2013.

MOTA, A.; BARBOZA, K.G.; BOAS, J.Q.V.; SOUZA, T.C.; MINEO; M.F. O conceito de jardins sustentáveis aplicado ao paisagismo urbano de forma a envolver entidades públicas, privadas e cidadãos: um estudo de caso do município de Uberaba, Minas Gerais. Anais do IV Congresso Brasileiro de Gestão Ambiental, 2013. Disponível em: <https://www.ibeas.org.br/congresso/ Trabalhos2013/VI-058.pdf>. Acesso em: 28 mai. 2020.

MOURA, P.C.; MACHADO, M.E.R. O meio ambiente na Educação Infantil: Um estudo de campo nas escolas públicas de educação infantil da rede municipal de Santana do Livramento. Anais do IX Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, 2017. Santana do Livramento/RS, 2017. Disponível em: <http://dspace.unipampa.edu.br/bitstream/riu/2916/1/Moura_Pa ola_Castro-O%20meio%20ambiente%20e%20a%20educacao%20infantil.pdf>. Acesso em: 02 jun. 2020.

MUCELIN, C.A.; BELLINI, M. Lixo e impactos ambientais perceptíveis no ecossistema urbano. Sociedade & Natureza, v. 20, n. 1, 2008.

POLETTO, R.C. A ludicidade da criança e sua relação com o contexto familiar. Psicologia em Estudo, v. 10, n. 1, 2005.

POLLI, F.G.; SOUZA, A.A. Relação de consumo e meio ambiente: Proposta de responsabilização efetiva das fabricantes e comerciantes de bens e serviços pelo recolhimento dos resíduos sólidos dos produtos comercializados. Revista Eletrônica do Curso de Direito, v. 8, n. 1, 2013.

REIGOTA, M. O que é Educação Ambiental. 2ª ed. São Paulo: Brasiliense, 2012.

RIBEIRO, A.C.S.; SOARES, G.L.; VILHENA, T.F.P.; MUNHOZ, J.M.; STEFENON, V.M. Qualidade de vida no ambiente escolar como componente da formação do cidadão: Desejos e carências no espaço físico. Monografias Ambientais, v. 8, n. 8, 2012.

RIOS, P.P.S.; SILVA, T.O. O lúdico nas séries iniciais do Ensino Fundamental: a brincadeira deve continuar. Anais do V Congresso Nacional de Educação, 2018. Olinda, PernambucoCampina Grande: Realize Eventos, 2018.

SAFT, D.M.; PERES, P.E.C.; LINK, D.; NISHIJIMA, T. Paisagismo no Pátio Escolar: A Arte como Instrumento de Sensibilização à Educação Ambiental. Monografias Ambientais, v. 2, n. 2, 2011.

SALVIATÍ, E. Tipos vegetais aplicados ao paisagismo. Paisagem e Ambiente, v. 1, n. 5, 1993.

SANTOS, R. 2009. 29f. A Importância do Paisagismo quanto a Promoção de Qualidade de Vida. Monografia (Graduação em Ciências Biológicas) – Curso Graduação em Ciências Biológicas, Faculdade Assis Gurgacz. Disponível em: <https://www.fag.edu.br/upload/graduacao/tcc/522a518a0a3fd.pdf>. Acesso em: 28 mai. 2020.

SECCHI, K.; VIEIRA, F.F.; RAMOS, L.B. O consumismo e a mídia: uma perspectiva psicológica. Barbarói, v. 1, n. 49, 2017.

SILVA, A.D.; SILVA, F.H.M.; MAIA, S.Z.; LEITE, Y.F.M.M. A Educação Ambiental e a criança: uma relação multiplicadora. Anais do V Congresso Nacional de Educação, 2018. Olinda, Pernambuco. Campina Grande: Realize Eventos, 2018.

SILVA, S.; FERREIRA, E.; ROESLER, C.; BORELLA, D.; GELATTI, E.; BOELTER, F.; MENDES, P. Os 5 R’s da sustentabilidade. Anais do V Seminário de Jovens Pesquisadores em Economia & Desenvolvimento. 2017. Santa Maria, Rio Grande do Sul. Universidade Federal de Santa Maria, 2017.

STEIN, D.S. Ações educativas ambientais no cotidiano de uma escola municipal de Santa Maria, RS. Monografia (Especialização em Educação Ambiental) – Curso de Pós-Graduação em Educação Ambiental, Universidade Federal de Santa Maria. Disponível em: <https://repositorio.ufsm.br/handle/ 1/288>. Acesso em: 22 mai. 2020.

THIOLLENT, M. Metodologia da pesquisa-ação. 2ª ed. São Paulo: Cortez, 1986.

ZANIRATO, S.H.; ROTONDARO, T. Consumo, um dos dilemas da sustentabilidade. Estudos avançados, v. 30, n. 88, 2016.

ZEA, J.D.; BARROSO, R.F.; SOUTO, P.C.; SOUTO, J.S. Levantamento e diversidade da arborização urbana de Santa Helena, no semiárido da Paraíba. Agropecuária Científica no Semiárido, v. 11, n. 4, 2015.

Publicado
2021-02-07
Como Citar
Martins, M. E. da S., Rocha, J. T. N., Tavares, L. R., & Medeiros, L. R. (2021). Percepção ambiental e paisagismo ecológico no ensino fundamental: ferramentas importantes para promoção da Educação Ambiental no contexto escolar. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 16(1), 472-492. https://doi.org/10.34024/revbea.2021.v16.11017
Seção
Artigos