Reflexões sobre a Educação Ambiental quanto a formação do professor pedagogo no contexto de pandemia: contribuições para o fortalecimento da justiça social e ambiental

Autores

  • Elocir Aparecida Corrêa Pires Universidade Estadual de Maringá, PR
  • Eliane Picão da Silva Costa Universidade Estadual de Maringá, PR
  • Fabiane Borges Pacanhela Universidade Estadual de Maringá, PR
  • Ana Lúcia Olivo Rosas Moreira Universidade Estadual de Maringá, PR

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2020.v15.10866

Palavras-chave:

Formação de Professores, Ensino Fundamental dos Anos Iniciais, Coronavírus, Interdisciplinaridade

Resumo

O presente trabalho apresenta algumas reflexões em relação à pandemia do coronavírus (COVID- 19) em nível mundial e nacional e analisa as ações que estão sendo tomadas pelos governantes para a mitigação desse problema. Considerando que a preocupação ambiental é um tema transversal, o objetivo dessa investigação foi refletir sobre a formação do educador ambiental no processo formativo do Pedagogo, por meio de uma análise nas Diretrizes Curriculares do curso de Pedagogia e do Projeto Político Pedagógico (PPP) de uma Instituição pública de Ensino Superior, localizada no oeste do Paraná. Dessa forma, observou-se que muitos desafios emergem neste cenário da pandemia quanto à formação e a prática docente do pedagogo.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ATAIDE, G. V. T. L; BORJA, P. C. Justiça social e ambiental em saneamento básico: um olhar sobre experiências de planejamento municipais. Ambiente & Sociedade, São Paulo, v. XX, n. 3, p. 61-80, jul.-set. 2017.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei n. 9.394 de 20 de dezembro de 1996.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: meio ambiente e saúde. Brasília: DF: Secretaria de Educação Fundamental, 1997.

BRASIL. Política Nacional de Educação Ambiental. Lei Federal n° 9.795 de 27 de abril de 1999.

BRASIL. Resolução n.1, 15.5.2006. Diário Oficial da União, n.92, seção 1, p.11- 12, 16 maio 2006.

BRASIL. Ministério da Saúde (BR). Concelho Nacional de Saúde. COVID-19 no Brasil. [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde; 2020. Disponível em: <http://susanalitico.saude.gov.br/#/dashboard/> Acesso em: 29 jul. 2020.

BRASIL. Medida Provisória nº934 de 01 de abril de 2020. Estabelece normas excepcionais sobre o ano letivo da educação básica e do ensino superior decorrentes das medidas para enfrentamento da situação de emergência de saúde publica de que trata a Lei nº13.979, de 6 de fevereiro de 2020. Diário Oficial da União. Brasília, DF, 01 abril de 2020. Seção 1- Extra, p.1. Disponível em: <http://www.in.gov.br/en/web/dou/-/medida-provisoria-n-934-de-1-de-abril-de-2020-250710591> Acesso em: 16 jun. 2020.

BRASILb. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Parecer nº 9/2020, 28 abr de 2020. Reorganização do Calendário Escolar e da possibilidade de cômputo de atividades não presenciais para fins de cumprimento da carga horária mínima anual, em razão da Pandemia da COVID-19. Diário Oficial da União, Brasília, DF. 28 abr de 2020. Seção 1, p.32. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=145011-pcp005-20&category_slug=marco-2020-pdf&Itemid=30192> Acesso em: 16 jun de 2020.

CARVALHO, S. A. Justiça social e ambiental: um instrumento de consolidação à sustentabilidade. Revista Eletrônica Direito e Política, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciência Jurídica da UNIVALI, Itajaí, v.9, n.2, 2º quadrimestre de 2014.

FAZENDA, I. C. A. Colocação feita em sala de aula, sistematizada em registros de memória em 24 mar. 2004. Pontifícia Universidade Católica, São Paulo, 2004.

GAMARNIKOW, E. Educação, (in)justiça social e direitos humanos: combatendo desigualdades na globalização turbocapitalista. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 18, n. 52, jan.-mar. 2013.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA (IBGE). PNAD Contínua TIC 2018: Internet chega a 79,1% dos domicílios do país.2020. Disponível em: <https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-sala-de-imprensa/2013-agencia-de-noticias/releases/27515-pnad-continua-tic-2018-internet-chega-a-79-1-dos-domicilios-do-pais> Acesso em: 15 junho. 2020.

KRASILCHIK, M. Reformas e realidade: o caso do ensino de Ciências. São Paulo em Persperctiva, v.14, n.1, p. 85-93, 2000.

LAYRARGUES, P. P. (org.). Repensar a Educação Ambiental: um olhar crítico. São Paulo: Cortez, 2009.

LIBÂNEO, J. C. Democratização da escola pública: a pedagogia crítico-social dos conteúdos. 21ed. São Paulo: Edições Loyola, 2006.

MAIA, J. S. S. Educação Ambiental crítica e formação de professores. Curitiba: Appris, 2015.

MARTINS, L. M. A formação social da personalidade do professor: um enfoque vigotskiano. 2.ed. Campinas: Autores Associados, 2015

MOLON, S.I. Subjetividade e constituição do sujeito em Vygostsky. Petrópolis: Vozes, 2003.

NÓVOA, A. Formação de professores e profissão docente. In: NÓVOA, A. (Coord.). Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1997. Disponível em: <http://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/4758/1/FPPD_A_Novoa.pdf> Acesso em:04 junho de 2020.

MORIN, Edgar. A cabeça bem-feita: repensar a reforma, reformar o pensamento. 8. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003.

PARANÁ, CEE. Deliberação nº 04/13, de 12 de novembro de 2013. Estabelece as Normas Estaduais para a Educação Ambiental. Sistema Estadual de Ensino do Paraná. 2013. Disponível em: <http://www.cee.pr.gov.br/arquivos/File/pdf/Deliberacoes/2013/deliberacao_04_13.pdf>. Acesso em 17 jun de 2020

SANTOS, J. R. Ética e natureza: o papel da educação meio ambiente construção de um novo olhar. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação. v. 25, p. 218-232. jul./dez. 2010.

SFORNI, M. S. F. Aprendizagem conceitual e organização do ensino: contribuições da teoria da atividade. Cascavel: Junqueira e Marin, 2006.

VASCONCELOS, E. R.; FREITAS, N. M. S.; FERREIRA, D. T.; VALENTE, J. A. S.; FREITAS, N. M. S. Educar para a justiça social e ambiental: que questões pensar no contexto do ensino e da formação de professores de ciências? Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, v. 14, n. 2, 2014.

VILCHES, A.; GIL PÉREZ, D. Emergencia planetaria: necesidad de un planteamiento global. Educatio Siglo XXI, n. 25, p. 19-50, 2007.

VYGOTSKY, L. S. Obras escogidas. Tomo III. Madri: Visor, 1995.

Downloads

Publicado

03-08-2020

Como Citar

Pires, E. A. C., Costa, E. P. da S., Pacanhela, F. B., & Moreira, A. L. O. R. (2020). Reflexões sobre a Educação Ambiental quanto a formação do professor pedagogo no contexto de pandemia: contribuições para o fortalecimento da justiça social e ambiental. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 15(4), 456–469. https://doi.org/10.34024/revbea.2020.v15.10866

Edição

Seção

Edição Especial
##plugins.generic.dates.received## 2020-07-01
##plugins.generic.dates.accepted## 2020-07-26
##plugins.generic.dates.published## 2020-08-03

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.