Educação Ambiental: um estudo de caso a partir da compreensão dos professores do Ensino Fundamental II

  • Roseli Barreto da Silva Faculdade Vale do Cricaré
  • Lilian Pittol Firme Faculdade Vale do Cricaré
Palavras-chave: Palavras-chave: Educação Ambiental. Meio Ambiente. Preservação ambiental. Consciência ambiental.

Resumo

Há mais de três décadas o tema sustentabilidade e o termo Educação Ambiental (EA) tem surgido em publicações, tanto no âmbito de órgãos públicos quanto no cenário privado. Porém, percebe-se que poucos avanços chegaram a ocorrer de fato para tornar a sociedade atual mais sustentável. Este artigo visa compreender de que maneira a EA é abordada pelos professores no processo de ensino em um município no sul do Estado do Espírito Santo. Objetivando verificar a compreensão do professor na dimensão social, econômica, humana e cultural neste tema, foram abordados como sujeitos desta pesquisa os professores e os estudantes do Ensino Fundamental II. Buscou-se um panorama sobre até que ponto a EA está sendo compreendida no âmbito escolar.

Biografia do Autor

Lilian Pittol Firme, Faculdade Vale do Cricaré

Mestrado Profissional em Ciência, Tecnologia e Educação.

Referências

AGENDA 21. Conferência Nacional das Nações Unidas sobre o meio ambiente e desenvolvimento (1992: Rio de Janeiro). Curitiba: IPARDES, 2001. 260p.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico, 1988.

BRASIL. Decreto nº 4.281, de 25 de junho de 2002: Regulamenta a Lei nº 9.795, de 27 de abril de 1999, que institui a Política Nacional de Educação Ambiental, e dá outras providências. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, v. 139, n. 121, 2002.

BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais. Ministério da Educação e do Desporto / Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC, 1997.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente (MMA). Agenda 21 Global. Documento Agenda 21 da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento. Disponível em: <https://www.mma.gov.br/responsabilidade-socioambiental/agenda-21/agenda-21-global>. Acesso em: 12 ago. 2019.

DIAS, G.F. Educação Ambiental: princípios e práticas. São Paulo, Gaia, 1992.

DIAS. G.F. Educação Ambiental: princípios e práticas. 8.ed. São Paulo: Gaia, 2003. 551p.

FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

FREIRE, P. Educação e mudança. Rio de Janeiro: Paz e Terra. p. 64. 2007.

GIL, A.C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas,2008.

GUIMARÃES, M. A dimensão ambiental na educação. Campinas-SP: Papirus, 2007.

HAMMES, V.S. Construção da proposta pedagógica. 3 ed. Rev. e Ampl. Brasília, DF: Embrapa, 2012.

LEFF, E.Z. Complexidade, racionalidade ambiental e diálogo de saberes educação & realidade, vol. 34, núm. 3, 2009, pp. 17-43.

LEFF, E.Z. Aventuras da epistemologia ambiental: da articulação das ciências ao diálogo de saberes; tradução de Silvana Cobucci Leite. São Paulo: Cortez Editora, 2012.

MORIN, E. O problema epistemológico da complexidade. Portugal: Publicações Europa-América, 1996.2. ed. 2000.

PPP, Projeto Político Pedagógico. Escola Municipal de Educação Infantil e Ensino Fundamental (EMEIEF) de Jaqueira “Bery Barreto de Araújo”. Presidente Kennedy. Espírito Santo. 2019.

REIGOTA, M. O que é Educação Ambiental? 2. ed. São Paulo: Brasiliense, 2009.

STEIN, D.S.; DOROW, T.S.C. Ações educativas ambientais no cotidiano de uma escola municipal de Santa Maria – RS. Revista Monografias Ambientais, [S.l.], v. 4, n. 4, p. 596-606, out. 2011.

TRAJBER, R.; SATO, M. Escolas Sustentáveis: Incubadoras de Transformações nas Comunidades. Rev. Eletrônica Mestr. Educ. Ambient. ISSN 1517-1256, v. especial; 2010 Nov [cited 2013 nov 7].

TRISTÃO, M. “A escola é o meio ambiente”, afirma Martha Tristão. Luciana Maximo. Destaques. Especial. 03/03/2016. Disponível em: <https://www.espiritosantonoticias.com.br/a-escola-e-o-meio-ambiente-afirma-martha-tristao/>. Acesso em: 10 ago. 2019.

VEIGA, A.; AMORIM, E.; BLANCO, M. Um retrato da presença da Educação Ambiental no Ensino Fundamental Brasileiro: o percurso de um processo acelerado de expansão. Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2005.

Publicado
2020-12-04
Como Citar
Silva, R. B. da, & Firme, L. P. (2020). Educação Ambiental: um estudo de caso a partir da compreensão dos professores do Ensino Fundamental II. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 15(7), 86-105. https://doi.org/10.34024/revbea.2020.v15.10590
Seção
Artigos