Robótica, ecologia dos saberes e CTSA

  • Aline Lopes Rebouças Gomes Centro Universitário de Volta Redonda
  • Marcelo Paraíso Alves Centro Universitário de Volta Redonda, Volta Redonda
Palavras-chave: Cotidiano; Educação Básica; Robótica; CTSA.

Resumo

Esta pesquisa objetivou investigar as ações de ensino vinculadas à perspectiva de CTSA realizadas pelos(as) estudantes do projeto de robótica denominado: Roboticando no Rubão. O escopo metodológico se aproximou dos estudos do cotidiano, mais especificamente via pesquisa com o cotidiano, pois estávamos mergulhados(as) nas práticas de aprendizagem e ensino junto com os(as) estudantes. A produção de dados se desenvolveu por intermédio de duas ações complementares: rodas de conversa com os(as) estudantes e caderno de campo. Os dados produzidos revelaram que as práticas desenvolvidas pelo projeto possuem potencial emancipatório, visto os sinais da produção coletiva a partir da participação e solidariedade.

Referências

AVANZI, M.R.; MALAGODI, M.A.S. Comunidades Interpretativas. In: FERRARO JÚNIOR, L.A. (org.). Encontros e Caminhos: formação de educa-dores ambientais e coletivos educadores. Brasília: MMA, 2005. p. 93-102.

CARVALHO, J.M. O cotidiano escolar como comunidade de afetos. Petrópolis, RJ: DP et Alii; Brasília/DF; CNPq, 2009.

CERTEAU, M. A invenção do cotidiano: artes de fazer. Petrópolis: Vozes, 1994.

FOUREZ, G. Crise no Ensino de Ciências? Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre. Instituto de Física da UFRGS, v. 8, n. 2, ago. 2003.

GINZBURG, C. Mitos, emblemas e sinais: morfologia e história. 2. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

MIGNOLO, W.D. Histórias locais/Projetos globais: colonialidade, saberes subalternos e pensamento liminar. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2003. p. 505.

OLIVEIRA, I. B. Currículo como criação cotidiana. Petrópolis-RJ: DP et Alii, 2012.

RICARDO, E. C. Debate educação CTSA: obstáculos e possibilidades para sua implementação no contexto escolar. Ciência e Ensino, [s.l.], v. 1, p. 1-12, 2007.

ALVES, R. Rimas das ruas. Revista Z, Rio de Janeiro [on-line], n. 2, 2014. Disponível em: http://revistazcultural.pacc.ufrj.br/rimas-das-ruas/. Acesso em: 21 jul. 2016.

SANTOS, B.S. A gramática do tempo: para uma nova cultura política. São Paulo: Cortez, 2006.

SANTOS, B.S. A crítica da razão indolente: contra o desperdício da experiência. São Paulo: Cortez, 2000.

SANTOS, B.S. (org.). Conhecimento Prudente para uma vida Decente. São Paulo: Cortez, 2004.

SANTOS, B.S. O fim do Império Cognitivo. São Paulo: Cortez, 2018.

SANTOS, B.S. Para além do pensamento abissal: das linhas globais a uma ecologia de saberes. In: SANTOS, B. S.; MENESES, M. P. Epistemologias do Sul. São Paulo: Cortez, 2010.

SANTOS, B.S. A crítica da razão indolente: contra o desperdício da experiência. São Paulo: Cortez, 2002.

SANTOS, W.L.P.; MORTIMER, E.F. Uma análise de pressupostos teóricos da abordagem CTS (Ciência, Tecnologia, Sociedade) no contexto da educação brasileira. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências, Belo Horizonte, v. 2, n. 2, p. 110-132, 2000.

SANTOS, R. E. (org.). Questões urbanas e racismo. Petrópolis, RJ: DP et Alii; Brasília: ABPN, 2012.

TRISTÃO, M. A Educação Ambiental na formação de professores: redes de saberes. São Paulo: Annablume, 2004. 236 p.

VILCHES, A.; GIL-PÉREZ, D.; PRAIA, J. De CTS a CTSA: educación por um futuro sostenible. In: SANTOS, W. L. P.; AULER, D. (org.). CTS e Educação Científica: desafios, tendências e resultados de pesquisa. Brasília, DF: Editora Universidade de Brasília, 2011. p. 185-209.

Publicado
2020-12-10
Como Citar
Gomes, A. L. R., & Alves, M. P. (2020). Robótica, ecologia dos saberes e CTSA. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 15(7), 410-422. https://doi.org/10.34024/revbea.2020.v15.10203
Seção
Artigos