A teoria pós-colonial e a (re)construção da relação língua e cultura na sala de aula de inglês

  • Silvia Cristina Barros de Souza Hall UFOPA
Palavras-chave: Interculturalidade, Cultura e Lingua Inglesa, Formação crítica de professores

Resumo

Este trabalho buscou verificar as percepções que os alunos de duas turmas de Letras- Inglês da UFOPA tinham acerca da relação entre língua e cultura na sala de aula de língua inglesa e em sua formação de futuros professores, mais especificamente, as reflexões (re)construídas e partilhadas na disciplina de Culturas Anglófonas. As atividades dessa disciplina foram planejadas seguindo um viés intercultural, que, de acordo com Corbett (2003), trata todos os valores culturais como abertos ao debate e sujeitos a examinação crítica e negociação. Os resultados do estudo mostraram que, ao se trabalhar a relação cultura e língua à luz da teoria pós-colonial e da pedagogia intercultural, discursos de empoderamento, agência de falantes, possibilidades de resistência e identidades culturais localmente situadas foram identificados nas falas dos participantes

Métricas

Carregando métricas...

Biografia do Autor

Silvia Cristina Barros de Souza Hall, UFOPA

Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Inglês e Literatura Correspondente pela Universidade Federal de Santa Catarina, Brasil(2016)
Professor Adjunto A da Universidade Federal do Oeste do Pará , Brasil

Referências

ANDRÉ, M. E. D.A. Etnografia da prática escolar. Papirus Editora, 2004.

ASHCROFT, B.; GRIFFITHS, G.; TIFFIN, H. The empire writes back: Theory and practice in postcolonial literatures. Routledge, 2002.

BAKER, W. Culture and Identity through English as a Lingua Franca: Rethinking Concepts and Goals in Intercultural Communication. Developments in English as a Lingua Franca [DELF]. DE Gruyter Mouton, 2015.

BLOMMAERT, J.; BACKUS, Ad. Superdiverse repertoires and the invididual. Tilburg Papers in culture studies. Tilburg University, paper 24, 2012. Disponível em: https://www.academia.edu/1477589/Superdiverse_repertoires_and_the_individual. Acesso em 19 de janeiro de 2019 às 15h40min.

BOURDIEU, P. Economia das trocas lingüísticas. São Paulo: EDUSP, 1996.

BROOKS, N. D. Language and Language Learning: Theory and Practice. New York: Harcourt, Brace, 1968.

CANAGARAJAH, S. Foreword, p.ix-xiii. In: CLEMENTE, A.; HIGGINS, M. J. Performing English with a postcolonial accent: ethnographic narratives from Mexico. London: The Tufnell Press, 2008.

CANAGARAJAH, S. Translingual practice – Global Englishes and cosmopolitan relations. New York: Routledge, 2013.

CARDOSO, A. A gente pode aprender muito com essas trocas de línguas e não ficar preso numa língua só: Práticas de linguagem na introdução do ensino bilíngue em sala de aula do ensino médio. Dissertação (Mestrado em Linguística). Programa de Pós-Graduação em Linguística da Universidade Federal de Santa Catarina, 2015.

CORBETT, J. An intercultural approach to English language teaching. Clevedon: Multilingual Matters Ltd, 2003.

DENZIN, N.; LINCOLN, Y. Introduction: Entering the field of qualitative research. In: DENZIN, N.; LINCOLN, Y. (Orgs). Handbook of Qualitative Research. Thousand Oaks, CA: Sage publications, 1994. p.1-17.

FREIRE, P. Educar é um ato político. Diário do Povo, p.6, 14 ago, 1980.

FREIRE, P. Educação como prática da liberdade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2009.

FRITZEN, M. P. O olhar da etnografia no fazer pesquisa qualitativa: algumas reflexões teórico-metodológicas. In: FRITZEN, M. P. ; LUCENA, M. I. P. (Orgs.). O olhar da etnografia em contextos educacionais: interpretando práticas de linguagem. Edifurb, 2012.

GARCÍA, O. Bilingual Education in the 21st Century: A Global Perspective (Malden, MA and Oxford: Wiley/Blackwell). 2009.

GARCIA, O. Language spread and its study in the 21st century. In: KAPLAN, R. (ed.). Oxford handbook of applied linguistics. Oxford: Oxford University Press, 2011. pp. 398-411.

GARCIA, O.; Wei, L. Translanguaging: Language, Bilingualism and Education. Nova Iorque: Palgrave MacMillan, 2014

GLUCK, N. Post-Colonialism: Definition, Development and Examples from India. In http://www.nilsole.net/referate/postcolonialism-definition-development-and- examples from-india/, 2008.

LEROY, H. R. Dos Sertões para as Fronteiras e das Fronteiras para os Sertões: as (in)visibilidades das identidades performativas nas práticas translíngues, transculturais e decoloniais no ensino aprendizagem de Língua Portuguesa Adicional da UNILA. 2018. 285 f. Tese (Doutorado - Programa de Pós-Graduação em Letras) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel, 2018.

LUCENA, M. I. P. Práticas de linguagem na realidade da sala de aula: contribuições da pesquisa de cunho etnográfico em Linguística Aplicada. DELTA, n. 31 Especial, p. 67-95, 2015.

LUCENA, M. I. P.; NASCIMENTO, A. M. Práticas (trans)comunicativas contemporâneas: uma discussão sobre dois conceitos fundamentais. Revista da Anpoll no 40, p. 46-57, Florianópolis, Jan./Jun, 2016.

MAIA, A. O Pós-colonial a partir de Stuart Hall, Ella Shohat e Chinua Achebe. Sankofa (São Paulo), v. 8, n. 15, p. 9-35, 2015.

MASON, J. Qualitative Researching. Los Angeles: Editora SAGE, 2002. MOITA LOPES, L.P. Oficina de lingüística aplicada: a natureza social e educacional dos processos de ensino/aprendizagem de línguas. Campinas: Mercado de Letras. (Coleção Letramento, Educação e Sociedade) 192 p. (ISBN 85-85725-16-8), 1996.

MOITA LOPES, L. P. (org.). Linguística aplicada na Modernidade Recente: Festschrift

para Antonieta Celani. São Paulo: Parábola, 2013.

NASCIMENTO, André Marques. Interculturalidade: apontamentos conceituais e alternativa para a educação bilíngue. Sures, vol. 1, n. 3, 2014a, p. 1-20, 2014.

NORTON, B.; TOOHEY, K. (orgs.). Critical Pedagogies and Language Learning. Cambridge: Cambridge University Press, 2004.

NUNAN, D. Research methods in language learning. Cambridge: Cambridge University Press, 1992.

ORLOVA, N. Teaching American little-c culture to prospective teachers of English. Department of English, Faculty of Education, University of J. E. Purkyně, Ústí nad Labem, 2003.

PENNYCOOK, A. Critical applied linguistics – a critical introduction. New Jersey: Lawrence Erbaum Associates, 2001.

PENNYCOOK, A. Language as local practice. London: Routledge, 2010.

RAJAGOPALAN, K. Of EFL teachers, conscience, and cowardice. ELT J 53 (3): 200-206, 1999.

RAJAGOPALAN, K. Por uma linguística crítica: linguagem, identidade e a questão ética. São Paulo: Parábola, 2003.

RAJAGOPALAN, K. Exposing young children to English as a foreign language: the emerging role of world English. Trabalhos em Linguística Aplicada, 48(2), 185-196, 2009.

REIS, K.C; BROCK, M.P.S. Inter-relação cultura e língua para professores de língua inglesa. Perspectiva, Erechim. v.34, n.128, p. 73-88, 2010.

RICHARDS, J. C.; LOCKHART, C. Reflective teaching in second language classrooms. Cambridge: Cambridge University Press, 1994.

RISAGER, K. Language and Culture: Global flows and local complexity. Clevedon. Multilingual Matters, 2006.

RODRIGUES, N. C. A abordagem etnográfica na pesquisa em Linguística Aplicada reflexões

de uma trajetória. In: FRITZEN, M. P. ; LUCENA, M. I. P. (Orgs.). O olhar da etnografia em contextos educacionais: interpretando práticas de linguagem. Edifurb, 2012.

SANTCLAIR, D. ; SABOTA, B.; ALMEIDA, R. Formação de professores, língua e cultura a competência intercultural para o ensino de LE no curso de letras. Intercâmbio. Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem. ISSN 2237-759X, [S.l.], v. 34, jul. 2017. ISSN 2237-759X. Disponível em: <https://revistas.pucsp.br/intercambio/article/view/33520>. Acesso em: 04 abr. 2019.

SARACENI, M. Relocating English: towards a new paradigm for English in the world. Language and Intercultural Communication, 9 (3), 175-186, 2009.

SHOHAT, E. Notes on the post-Colonial. In: Social text, No. 31/32, Third World and Post- Colonial issues. Published by: Duke University Press, 1992, pp.99-113.

WALSH, C. La interculturalidad en la educación, Lima, DINEBI, 2001

YOUNG, R. Postcolonialism: a very short introduction. Oxford: Blackwell. 2003

Publicado
2020-04-22
Como Citar
Cristina Barros de Souza Hall, S. (2020). A teoria pós-colonial e a (re)construção da relação língua e cultura na sala de aula de inglês. Olhares: Revista Do Departamento De Educação Da Unifesp, 8(1), 66-80. https://doi.org/10.34024/olhares.2020.v8.9426