Lei n. 11.645/2008 em foco

A representação da literatura afro-brasileira no manual didático

  • Vanderleia da Silva Oliveira Universidade Estadual do Norte do Paraná - UENP
  • Lucas Breda Magalhães Universidade Estadual do Norte do Paraná - UENP

Resumo

A Lei Nº 11.645/2008 estabelece a obrigatoriedade do estudo da história e cultura afro-brasileira e indígena no Ensino Fundamental e Médio em instituições públicas e privadas. Após uma década de sua sanção, convém analisar sua aplicabilidade nos manuais didáticos disponibilizados pelo Programa Nacional do Livro e do Material Didático (PNLD) para a escolha dos docentes da rede pública. Para tanto, selecionou-se como corpus o segundo volume do livro didático Português contemporâneo: diálogo, reflexão e uso, de Cereja, Vianna e Damien (2016), do Ensino Médio. Os problemas evidenciados são analisados a partir dos pressupostos teóricos abordados por Dalcastagnè (2012), Godoy (2018), Silva (2001) e Ribeiro (2017). Como resultado, observa-se que o manual em análise avança na defesa de uma educação étnico-racial, em diálogo com a legislação vigente, embora haja muito a ser ampliado e aperfeiçoado em relação ao tema analisado. Destaca-se que este texto se caracteriza como um recorte de pesquisa de Iniciação Científica intitulado “A Leitura Literária no Ensino Médio: espaço para debate e reflexão sobre a Literatura Afro-brasileira”, em desenvolvimento na Universidade Estadual do Norte do Paraná.

Biografia do Autor

Vanderleia da Silva Oliveira, Universidade Estadual do Norte do Paraná - UENP

Professora Associada da Universidade Estadual do Norte do Paraná – UENP, campus de Cornélio Procópio, no Centro de Letras, Comunicação e Artes, onde atua como docente no curso de Letras e no Mestrado Profissional em Letras. Pós-doutoramento pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra e Doutorado em Letras, pela UEL. Líder do Grupo de Pesquisa Crítica e Recepção Literária (CRELIT). Atua no campo da educação literária e de estudos sobre a  narrativa brasileira contemporânea.

Lucas Breda Magalhães, Universidade Estadual do Norte do Paraná - UENP

Graduando de Letras Português/Inglês, da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP/CCP). É estudante pesquisador do grupo de pesquisa Crítica e Recepção Literária (CRELIT), vinculado à UENP. É bolsista de Iniciação Científica da Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Atua como pesquisador de Iniciação Científica Voluntária (PICV) na área de Literatura Brasileira do século XX, sob projeto intitulado A presença da Revista Joaquim na obra de Dalton Trevisan. Desenvolveu, também, pesquisa na área de Literatura Contemporânea, com ênfase em literatura de minorias, no projeto intitulado Vozes marginais na literatura: entrando em cena. Foi bolsista do PIBID no Eixo I: Letramento Literário, do projeto Formação de Leitores: práticas de Letramento e Produção Textual, financiado pela CAPES.

Publicado
2019-05-31
Como Citar
Oliveira, V. da S., & Magalhães, L. B. (2019). Lei n. 11.645/2008 em foco. Olhares: Revista Do Departamento De Educação Da Unifesp, 7(1), 129-143. https://doi.org/10.34024/olhares.2019.v7.841
Seção
Dossiê Temático