A PESQUISA COMO ESTRATÉGIA DE FORMAÇÃO DE PROFESSORAS DA EDUCAÇÃO BÁSICA

Autores

  • Rosangela Fritsch Universidade do Vale do Rio dos Sinos

DOI:

https://doi.org/10.34024/olhares.2017.v5.681

Resumo

Este artigo articulou a formação continuada com a participação de professoras da educação básica em uma pesquisa acadêmica, tendo como objetivo evidenciar que os espaços e atividades de uma pesquisa podem se constituir em estratégias significativas de formação nas trajetórias de professoras da educação básica. Referencia-se metodologicamente na pesquisa-formação e na abordagem biográfica, articulando com a ideia da pesquisa enquanto formadora. A experiência realizada com professoras do ensino médio de escolas estaduais apresentou-se como espaço formador gerando aprendizagens significativas.

PALAVRAS-CHAVE: formação continuada de professores, pesquisa, experiências formadoras.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosangela Fritsch, Universidade do Vale do Rio dos Sinos

Possui graduação em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1982), mestrado em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1995) e doutorado em Educação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (2006). Atualmente é professora titular nos Programas de Pós-Graduação em Educação (Acadêmico) e em Gestão Educacional (Profissional) da Universidade do Vale do Rio dos Sinos. Pesquisadora coordenando o Projeto de Pesquisa Evasão no Ensino Médio e Superior no município de São Leopoldo. Tem produção e experiência nas áreas de Educação, Administração e Serviço Social, atuando principalmente nos seguintes temas: Trabalho, Formação Profissional, Trajetórias Profissionais, Biografias Formadoras, Processos de Trabalho e Relações de Trabalho, Qualidade de Vida, Metodologias de Pesquisa, Gestão Educacional, Políticas Públicas e Avaliação Educacional, Indicadores de Qualidade - taxas de fluxo escolar (Evasão, Repetência/ Reprovação, Defasagem idade-série, Tempo médio de conclusão) e exames de proficiência. Participa como pesquisadora dos Grupos de Pesquisa: Rede Ibero-Americana de Estudos sobre Educação Profissional e Evasão Escolar (RIMEPES) - UFMG e História, Política e Gestão da Escola Básica - UNISINOS. Experiência em Gestão do Ensino Superior e atualmente é Diretora Acadêmica da Associação Brasileira de de Prevenção da Evasão Escolar (ABAPEVE) .Site da pesquisa: http://evasaoescolar.com.br/

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2017-11-27

Como Citar

Fritsch, R. (2017). A PESQUISA COMO ESTRATÉGIA DE FORMAÇÃO DE PROFESSORAS DA EDUCAÇÃO BÁSICA. Olhares: Revista Do Departamento De Educação Da Unifesp, 5(2), 15–30. https://doi.org/10.34024/olhares.2017.v5.681