Bullying Escolar: Disciplinaridade, Trandisciplinaridade e Lógica do Terceiro Incluído

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34024/olhares.2021.v9.11547

Palavras-chave:

Bullying Escolar, Disciplinaridade, Transdisciplinaridade

Resumo

Este artigo aborda os resultados de uma pesquisa teórico-empírica, realizada numa escola pública municipal da cidade do Recife, sobre a inter-relação bullying escolar, disciplinaridade e transdisciplinaridade. A pesquisa buscou compreender se o uso da abordagem transdisciplinar, mais notadamente a Lógica do Terceiro Incluído, em ambientes escolares, possibilitava a minimização da ocorrência do fenômeno bullying entre pares. Em temos metodológicos, fundamentou-se numa abordagem qualitativa, tendo a Observação Participante como método, fez-se uso das seguintes técnicas de construção de dados: observação exploratória, entrevista semiestrutural e rodas de discussão. 35 (trinta e cinco) sujeitos (adolescentes) participaram como interlocutores/as, sendo, desse número, 5 (cinco) adolescentes ouvidos/as nas entrevistas e participantes das rodas de discussão. Os resultados apontam que a abordagem transdisciplinar, quando utilizada no enfrentamento ao bullying escolar, possibilita pôr em evidência questões tais como rejeição à diferença identitária, preconceito ao/à não-semelhante, a importância do autoconhecimento, do conhecimento do/a outro/a, da compreensão e da empatia como elementos essenciais a uma convivência social compassiva.     

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Hugo Monteiro Ferreira, Universidade Federal Rural de Pernambuco

Graduação em Letras (1996). Mestrado em Letras (1999). Doutorado em Educação (2007). Professor Adjunto do Departamento de Educação da UFRPE. Coordenador do Núcleo do Cuidado Humano da UFRPE. Líder do GETIJ - Grupo de Estudos da Transdisciplinaridade, da Infância e da Juventude. Pesquisador na área de saúde emocional e mental de crianças, adolescentes e jovens. Membro da Cátedra UNESCO de Leitura. Membro do NEFOPP - Núcleo de Estudos da Formação Docente e da Prática Pedagógica. Pesquisa sobre a interdisciplinaridade, infância e juventude; infância, adolescência, juventude e saúde emocional e mental, iinfância, adolescência juventude e sofrimento; infância, juventude e leitura, infância, adolescência, juventude e direitos humanos. Realizar pesquisas sobre bullying e ciberbullying escolar. É terapeuta de crianças, adolescentes e jovens e desenvolve pesquisas sobre a saúde socioemocional desses sujeitos. Atualmente desenvolve estudos acadêmicos na área de psicologia e neuropsicologia. É escritor de literatura para crianças, adolescentes e jovens. É autor da pesquisa Geração do Quarto: quando crianças e adolescentes nos ensinam a amar. Em 2014, foi finalista do Prêmio Jabuti.

Wagner Lins Lira, Universidade Federal Rural de Pernambuco

Licenciado em Ciências Biológicas (UFPE, 2006), mestre (PPGA/UFPE, 2009) e doutor em Antropologia (PPGA/UFPE, 2016), onde desenvolveu pesquisas etnográficas referentes ao uso ritual da bebida ayahuasca em territórios nordestinos. Pós-doutor em Educação (PPGECI/UFRPE/FUNDAJ, 2019), efetivando pesquisas relativas às bases sociais das violências em contextos escolares. Atualmente é Professor Adjunto do Departamento de Educação da Universidade Federal Rural de Pernambuco (DEd/UFRPE), Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação, Culturas e Identidades (PPGECI/UFRPE/FUNDAJ) e Professor Colaborador do Programa de Pós-Graduação em Agroecologia e Desenvolvimento Territorial (PPGADT/UFRPE), atuando nas áreas da etnicidade, da educação das relações étnico-raciais, das culturas, dos saberes e das religiões populares e ancentrais.

Referências

ABRAMOVAY, Miriam. (Orgs.). Conversando sobre violência e convivência nas escolas. 2 ed. Rio de Janeiro: FLACSO - Brasil, OEI, MEC, 2012. Disponível em: http://www.flacso.org.br/portal/pdf/libros/conversando_sobre_violencia.pdf Acesso: 05/12/2020.

AVILÉS MARTINEZ, José. Bullying: Guia para educadores. 1 ed. Campinas: Mercado de Letras. 2013.

BARROS, Ednaldo Andrade.; FERREIRA, Hugo Monteiro. Como os jovens estudantes encaram seus colegas homossexuais na escola: Reflexões necessárias para a superação da intolerância. In: E-book Conqueer, Campina Grande: Realize, 2018, p.198-210. Disponível em: <https://editorarealize.com.br/artigo/visualizar/40206>. Acesso em: 05/11/2020.

BAUER, Martin; GASKEL, George. Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: Um manual prático. 3 ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2002.

BOURDIEU, Pierre.; PASSERON, Jean-Claude. A Reprodução: Elementos para uma teoria do sistema de ensino. 3 ed. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 2007.

CAMBI, Franco. História da pedagogia. 1 ed. São Paulo: Fundação Editora da UNEP (FEU), 1999.

CAPRA, Fritjof. A teia da vida: Uma nova compreensão científica dos sistemas vivos. 2 ed. São Paulo: Editora Cultrix, 1997.

CARLISLE, Nicholas; ROFES, Eric. School bullying: Do adult survivors perceive long-term effects? In: Traumatology [Online], n. 13, p. 16-19, 2007. Disponível em: <https://journals.sagepub.com/doi/abs/10.1177/1534765607299911>. Acesso em: 05/11/2020.

CASTORIADIS, Cornelius. A instituição imaginária da sociedade. 2 ed. São Paulo: Paz e Terra, 2011.

DOLL, William Jr. Currículo: Uma perspectiva pós-moderna. 1 ed. Porto Alegre: ArtMed, 2002.

DURKHEIM, Émile. As Regras do Método Sociológico. 3 ed. São Paulo: Editora Abril Cultural, 2002.

FARRINGTON, David Philip. Understanding and preventing bullying. In: TONNY, Michael; MORRIS, Norval. (Orgs.) Crime and Justice. Chicago: University of Chicago Press, 1993. p.381-458.

FOUCAULT, Michel. As palavras e as coisas. 2 ed. São Paulo: Martins Fontes, 2018.

FAZENDA, Ivani. Interdisciplinaridade-Transdisciplinaridade: visões culturais epistemológicas. In: FAZENDA, Ivani (Org.). O que é interdisciplinaridade? 2. ed. São Paulo: Cortez, 2013. p. 21-32.

FERREIRA, Hugo Monteiro. Iniciando a jornada: Construindo fundamentos. In: FERREIRA, Hugo Monteiro (org.). A educação integral e a transdisciplinaridade. 1. ed. Recife: MXM Gráfica & Editora, 2016, p. 11-44.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 65. ed. Rio de Janeiro/ São Paulo: Paz e Terra, 2018.

LOPES NETO, Aramis Antonio. Bullying: Comportamento agressivo entre estudantes. In: Jornal de Pediatria [Online], v. 81, n. 05, 2005, p. 164-172. Disponível em: <https://www.scielo.br/pdf/jped/v81n5s0/v81n5Sa06.pdf> Acesso em: 10/12/2020.


MAFFESOLI, Michel. Elogio da razão sensível. 1 ed. Petrópolis: Vozes, 2008.

MAFFESOLI, Michel. A violência totalitária. 2 ed. Lisboa: Instituto Piaget, 2001.

MANACORDA, Maria Alighiero. História da educação: Da antiguidade aos nossos dias. 13. ed. São Paulo: Cortez, 2010.

MARX, Karl H; ENGELS, Friedrich. O Manifesto Comunista. Versão eletrônica, Ridendo Castigat Moraes. Disponível em: <http://www.ebooksbrasil.org/adobeebook/manifestocomunista.pdf> Acesso em: 07 de novembro de 2019.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. (Orgs.). Pesquisa social: Teoria, método e criatividade. 28 ed. Petrópolis: Vozes, 2009.

MORAES, Maria Cândida; NAVAS, Juan Miguel Batalloso (Orgs.). Transdisciplinaridade, criatividade e educação: Fundamentos ontológicos e epistemológicos. 1 ed. Campinas: Papirus, 2015.

MORIN, Edgar. Introdução ao pensamento complexo. 2 ed. Porto Alegre: Sulina, 2014.

MORIN, Edgar; CURANA, Emílio-Roger; MOTTA, Raúl Domingo. Educar na era planetária: O pensamento complexo como método de aprendizagem pelo erro e incerteza humana. 1 ed. São Paulo: Cortez, 2003.

NICOLESCU, Basarab. O manifesto da transdisciplinaridade. 1 ed. São Paulo: Triom, 2014.

OLIVEIRA, Agnes Schutz de; ANTONIO, Priscila da Silva. Sentimentos do adolescente relacionados ao fenômeno bullying: Possibilidades para a assistência de enfermagem nesse contexto. In: Revista Eletrônica de Enfermagem, v. 08, n. 01, 2006. p. 30-41. Disponível em: <https://revistas.ufg.br/fen/article/view/946/1157> Acesso em: 10/12/2020

ROLIM, Marcos. Bullying: O pesadelo na escola. 1 ed. Porto Alegre: Dom Quixote, 2010.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Um discurso sobre as ciências. 4 ed. São Paulo: Cortez, 2004.

SAVIANI, Dermeval. História das ideias pedagógicas no Brasil. 2 ed. Campinas: Autores Associados, 2014.

VALLE, Lilian. A escola imaginária. 1 ed. Rio de Janeiro: DP&A Editora, 2014.

YOUNG, Michel. Para que servem as escolas. In: Revista Educação e Sociedade, v.28, n.101, Campinas, 2007. p. 1287-1302. Disponível em: <https://revistas.ufg.br/fen/article/view/946/1157> Acesso em: 10/12/2020.

Downloads

Publicado

2021-04-21

Como Citar

Monteiro Ferreira, H., & Lins Lira, W. . (2021). Bullying Escolar: Disciplinaridade, Trandisciplinaridade e Lógica do Terceiro Incluído. Olhares: Revista Do Departamento De Educação Da Unifesp, 9(1), 70–89. https://doi.org/10.34024/olhares.2021.v9.11547