Ser diretor de escola em tempos de pandemia e seu papel gerencialista na escola como agência multifuncional

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34024/olhares.2021.v9.11409

Palavras-chave:

Direção da Escola, Escola como Agência Multifuncional, Pandemia

Resumo

O artigo focaliza a gestão educacional e da escola pública, durante o período de isolamento social indicado para a contenção da pandemia de COVID-19, pelas autoridades de saúde. Considera o contexto de crise da escola pública, quanto à sua função social e observa os processos político administrativos e burocráticos que pautam a atuação do diretor. O objetivo contribuir para o debate sobre gestão educacional e escolar, buscando identificar as contradições da práxis, considerando o princípio da gestão democrática. A base empírica se constitui por meio de análise de documentação normativa exarada pelo poder público municipal de São Paulo durante a pandemia, e por meio de entrevistas realizadas com nove diretores de escola de diferentes regiões da cidade, durante o mês de julho/2020, convidando-os para expressarem suas vivências, nesse contexto. A análise permite enxergar as contradições da práxis entre a gestão educacional e a gestão escolar por meio de três agrupamentos temáticos: a pseudogestão democrática, a função gerencialista do diretor de escola e a multifuncionalidade da escola. As considerações finais chamam a atenção para a necessidade de uma escuta ativa por parte dos órgãos centrais quanto às reais características de cada território, bem como a disponibilidade de financiamento público para a realização do projeto pedagógico e a efetivação da autonomia da unidade escolar, pautada nos princípios de gestão democrática e na função social da escola como aspectos relevantes, mais do que já se sabia antes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosemary Roggero, UNINOVE

Doutora em Educação: História, Política, Sociedade – PUCSP. Docente do PPGE (Programa de Pós Graduação em Educação – Mestrado e Doutorado) e do PROGEPE (Mestrado Profissional em Gestão e Práticas Educacionais) Uninove.

Gisele Pereira Kubo, Uninove

Mestre em Educação pela Universidade Nove de Julho - UNINOVE/SP. Supervisor Escolar - Prefeitura da Cidade de São Paulo.

Sandy Catherine Weiss de Almeida, Uninove

Mestre em Educação pela Universidade Nove de Julho - UNINOVE/SP. Assistente de Diretor de Escola - Prefeitura da Cidade de São Paulo

 

Referências

ADORNO, Theodor Wisengrund. Estudos sobre a personalidade autoritária. Organizado por COSTA, Virginia da. São Paulo: Editora Unesp, 2019.

Comitê Técnico da Educação do Instituto Rui Barbosa (CTE-IRB), o Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional (Iede). Estudo “A Educação não pode esperar”. Disponível em: <https://irbcontas.org.br/wp-content/uploads/2020/06/Projeto-Educa%C3%A7%C3%A3o-02.pdf>. Acesso em 23 de jul. de 2020.

LIBÂNEO, José Carlos. O dualismo perverso da escola pública brasileira: escola do conhecimento para os ricos, escola do acolhimento social para os pobres. Educação e Pesquisa. São Paulo , v. 38, n. 1, p. 13-28, Mar. 2012 . Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-97022012000100002&lng=en&nrm=iso>. Acesso em 23 de jul. de 2020. https://doi.org/10.1590/S1517-97022011005000001.

MARCUSE, Herbert. A ideologia da sociedade industrial: o homem unidimensional. 6ªed. Rio de Janeiro: Zahar, 1982.

São Paulo. Prefeitura Municipal de São Paulo. Decreto nº 59.283 de 16 de março de 2020. Declara situação de emergência no Município de São Paulo e define outras medidas para o enfrentamento da pandemia decorrente do coronavírus. Disponível em: <http://legislacao.prefeitura.sp.gov.br/leis/decreto-59283-de-16-de-marco-de-2020> Acesso em: 10 ago. 2020.

São Paulo. Prefeitura Municipal de São Paulo. Decreto nº 59.590 de 09 de julho de 2020. Abre Crédito Adicional Suplementar de R$ 9.587.737,51 de acordo com a Lei nº 17.253, de 26 de dezembro de 2019. Disponível em: <https://leismunicipais.com.br/a/sp/s/sao-paulo/decreto/2020/5959/59590/decreto-n-59590-2020-abre-credito-adicional-suplementar-de-r-9587737-51-de-acordo-com-a-lei-n-17253-de-26-de-dezembro-de-2019> Acesso em: 10 ago. 2020.

ROGGERO, Rosemary. Considerações. In: ROGGERO, R.; COSTA, A. A.; PISANESCHI, L. S. C. (Org). Financiamento da educação básica e a escola como agência multifuncional na sociedade neoliberal. São Paulo : BT Acadêmica, 2020

TORRES, Rosa Maria. Melhorar a qualidade da educação básica? as estratégias do Banco Mundial. In: HADDAD, Sérgio (Org.). Banco Mundial, OMC e FMI: o impacto nas políticas educacionais. São Paulo: Cortez, 2008, p. 125 - 193.

Downloads

Publicado

2021-07-25

Como Citar

Roggero, R., Pereira Kubo, G. ., & Weiss de Almeida, S. C. . (2021). Ser diretor de escola em tempos de pandemia e seu papel gerencialista na escola como agência multifuncional. Olhares: Revista Do Departamento De Educação Da Unifesp, 9(2), 33–52. https://doi.org/10.34024/olhares.2021.v9.11409