Percurso da composição de uma coleção de produções acadêmicas em educação sobre formador de formadores

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34024/olhares.2021.v9.11254

Palavras-chave:

Produção acadêmica, Formador de Formador, Pesquisa Narrativa

Resumo

Levantar o conhecimento construído em outros tempos e espaços integra tanto o percurso de investigações acadêmicas quantitativas como qualitativas, ação que se orienta nos últimos anos, quase que exclusivamente, por caminhos previamente definidos, delimitados por protocolos, pouco suscetíveis ao erro e com isso caracterizada por ser abrangente e não tendenciosa segundo Kitchenham and Charters (2007). Este artigo apresenta o percurso de composição de uma coleção de produções acadêmicas nacionais e internacionais (2013 a 2019), sobre o/a formador(a) de formadores(as) – profissional da formação continuada que forma formadores(as) em diferentes espaços. Percurso que combinou ações planejadas a inesperadas, instigou a exploração, o arriscar-se a trajetórias diferentes, favorecendo a experiência semelhante ao que vive o colecionador que atribui valor afetivo aos artefatos e não valor funcional (BENJAMIN,1987). A trajetória insere-se na investigaçãoformação, intitulada até o momento: “De estrelas a constelação: uma comunidade de práticas formativas de formadoras de formadoras” que tem como principais aportes teóricos Walter Benjamin (1987, 2018); Beillerot (1998); Imbernon (2011) e revelou o quanto a variação de denominação de cargo, contexto, sujeito e atuação da formadora de formadoras impactou significativamente na busca, seleção de publicações e, consequentemente, na compreensão do papel dessa profissional no campo educacional. Como pesquisadores colecionadores, compreendemos que, ao colocar em destaque a sensibilidade do leitor, seus conhecimentos de mundo, suas possibilidades de tecer relações entre as obras, autores, contextos, experiências, lembranças e esquecimentos, esse levantamento bibliográfico torna-se mais formativo e significativo e, muito embora seja bem mais subjetivo, não é menos importante ou menos válido.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renata Barroso de Siqueira Frauendorf, Faculdade de Educação/ Unicamp

Doutoranda em educação - Faculdade de Educação – Unicamp. Coordenadora do Grupad – Grupo Alfabetização em diálogo - GEPEC/FE/Unicamp. Formadora de Profissionais da Educação

Guilherme do Val Toledo Prado, Faculdade de Educação/Unicamp

Professor Livre-Docente da Faculdade de Educação da UNICAMP e vice-coordenador do GEPEC - Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Continuada - FE/Unicamp. Prof. Associado do Departamento de Ensino e Práticas Culturais da Faculdade de Educação da Unicamp.

 

 

Referências

ANDRE, Marli. A Formação do Pesquisador da Prática Pedagógica. Plurais Revista Multidisciplinar. Salvador, v.1, n. 1, p. 30-41, jan./abr. 2016.

BEILLEROT, Jacky. La formacion de formadores (entre la teoria y la prática). Facultad de Filosofia y Letras – UBA – Ediciones Novedades Educativas, Formacion de Formadores – serie Los Documentos 1, 1ª. Edicion, julho, 1998.

BENJAMIN, Walter. Obras escolhidas II. Rua de mão única SP: Editora Brasiliense, 1987.

BENJAMIN, Walter. O colecionador. In Passagens. Tradução de Irene Aron e Cleonice Paes Barreto Mourão. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2018.

BORGES, Simoni P. O papel do formador no processo de formação continuada: formadores ou informadores. Research, Society and Development, v. 9, n. 3, e04932262. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i3.2262

BRAGANÇA, Inês Ferreira de Souza. Pesquisa-formação e histórias de vida de professoras brasileiras e portuguesas: reflexões sobre tessituras teórico-metodológicas. Revista @mbienteeducação, São Paulo, v. 2, n. 2, p. 37-48, ago./dez. 2009.

CUNHA, Renata.C.O.B. Pelas telas, pelas janelas: a coordenação pedagógica e a formação de professores/as nas escolas. 2006. 288 f. Tese (Doutorado) – Curso de Doutorado em Educação, Ensino e Práticas Culturais, Unicamp, Campinas, 2006.

ESTEPA, Paulino Murillo; GALLEGO-DOMÍNGUEZ, Carmen. Condiciones de desarrollo profesional del técnico docente Dominicano como asesor pedagógico. Revista de Investigación en Educación, [S.l.], v. 16, n. 1, p. 51-67, abr. 2018. ISSN 2172-3427. Disponible en: <http://reined.webs.uvigo.es/index.php/reined/article/view/312>. Acesso: 06 oct. 2020.

FERREIRA, Claudia R. Labirinto de perguntas: reflexões sobre a formação de professores na e a partir da escola. 2013. 279 f. Tese (Doutorado) - Curso de Doutorado em Educação, Ensino e Práticas Culturais, Unicamp, Campinas, 2013.

FERREIRA, Rodnilson Luiz. As significações do formador de formadores sobre a sua atividade profissional no âmbito da formação continuada em serviço. 2018. 166 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Educação, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível: https://tede2.pucsp.br/bitstream/handle/21923/2/Rodnilson%20Luiz%20Ferreira.pdf. Acesso em: 09 maio 2020.

FRAUENDORF, Renata B. S. A voz de uma professora – formadora que se inventa e reinventa a partir da/com/na escola. Dissertação (Mestrado) – Curso de Mestrado em Educação, Campinas, SP: Unicamp, 2016. 170f.

FRAUENDORF, Renata B. S; PRADO, Guilherme do Val T. Comunidade virtual de práticas de formador de formadores: um convite à escrita de narrativas de experiências vividas. Educar em Revista, [S.l.], maio 2021. ISSN 1984-0411. Disponível em: <https://revistas.ufpr.br/educar/article/view/75530>. Acesso em: 23 jun. 2021.

GAGNEBIN, Jeanne Marie. A Criança no Limiar do Labirinto - História e Narração em Walter Benjamin. São Paulo: Perspectiva, 2013. 5ª reimpr. da 2. ed de 1999.

GALZERANI, Maria Carolina B. A produção de saberes históricos escolares: o lugar das memórias. In: O Historiador e seu tempo. Unesp, 2008.

GASTALDI, Maria Virginia. Formação continuada na Educação Infantil: possibilidades e desafios na perspectiva do formador. 2012. 157 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Mestrado em Educação, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2012.

GONZÁLEZ, María Paz. El estudio del formador latinoamericano: un campo de investigación ‘en construcción’, Magis, Revista Internacional de Investigación en Educación, 10 (21), 35-54. DOI: 10.11144/Javeriana.m10-21.eflc, 2018.

GOUVEIA, Beatriz. B. Formação dos coordenadores pedagógicos em Boa Vista do Tupim/BA: uma experiência colaborativa, o fio por trás das missangas. 2012. 171 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Mestrado em Educação, Psicologia da Educação, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2012.

IMBERNON, Francisco. Formação Docente e Profissional: formar-se para a mudança e a incerteza. 9. ed. São Paulo: Cortez, 2011. 14 v. Coleção Questões da nossa época.

KITCHENHAM, Barbara; CHARTERS, Stuart. Guidelines for performing Systematic Literature Reviews in Software Engineering, Department of Computer Science University of Durham, Durham, UK, 2007.

KRENAK, Ailton. Ideias para Adiar o Fim do Mundo. Companhia das Letras. São Paulo, 2ª.edição, 2020.

KRUGER, Constance von. A coleção - um gesto poético: uma leitura benjaminiana sobre o colecionismo. Cadernos Benjaminianos , v. 8, p. 71-78, 2014.

LARROSA, Jorge. Tremores: escritos sobre experiência. Belo Horizonte: Autêntica, 2015.

MARCELO GARCIA, Carlos. La Formación de los Formadores como espacio de trabajo e investigación: dos ejemplos. XXI Revista de Educación, Huelva, v. 01, p.33-57, 1999. Anual. ISSN-e: 1575-0345. Disponível em: http://rabida.uhu.es/dspace/handle/10272/3349 Acesso em: 06 out. 2020.

MATOS, Olgária Chain Féres. Desejo de evidência, desejo de vidência: Walter Benjamin – Artepensamento, 1990. Disponível em: https://artepensamento.com.br/item/desejo-de-evidencia-desejo-de-videncia-walter-benjamin/ . Acesso em:06 out.2020

MELLO, Angela R.C. Reflexões de uma experiência enquanto formadora regional no contexto do Pnaic em Mato Grosso, Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 14, n. 3, p. 1229-1244, jul./set., 2019. e-ISSN: 1982-5587. DOI: 10.21723/riaee.v14i3.11510.

NOVOA, Antônio. Formação de professores e trabalho pedagógico. Lisboa: Educa, 2002. 88 p. Disponível em: Acesso em: 10 jan. 2016.

PERRENOUD, P. A. Práticas Pedagógicas, profissão docente e formação: perspectivas sociológicas. 2. ed. Lisboa: Publicações Dom Quixote Instituto de Inovação Educacional, 1997.

PIERINI, Adriana Stella. Os espaços de conversa: a orientadora pedagógica e a formação com o cotidiano – com prosa e com verso, a experiência de ser ex de si. 2014. 339 f. Tese (Doutorado) - Curso de Doutorado em Educação, Psicologia Educacional, Unicamp, Campinas, 2014.

PRADO, Guilherme do Val T; MORAIS, Jaqueline de Fátima S. Inventário – organizando os achados de uma pesquisa. EntreVer, Florianópolis, v. 01, n. 01, pp. 137-154, 2011.

PRADO, Guilherme Do Val. T.; FRAUENDORF, Renata B. Siqueira.; CHAUTZ, Grace C. Chaves Buldrin. Inventário de pesquisa: uma possibilidade de organização de dados da investigação. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)biográfica, v. 3, n. 8, p. 532-547, 14 set. 2018.

PRADO, Guilherme do Val Toledo; PROENÇA, Heloisa Helena Dias Martins; FRAUENDORF, Renata Barroso de Siqueira; MUNHOZ, Lucianna Magri de Melo. Formação de professores em narrativas singulares. In: Formação permanente de professores: experiências ibero-americanas. Francisco Imbernon; Alexandre Shigunov Neto; Ivan Fortunato; (org.) pp.239. Edições Hipótese, 2019.

PROENÇA, Heloisa Dias M. Supervisão da Prática Pedagógica: percursos formativos em parceria e diálogo com os profissionais da educação. 2014. 316 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Mestrado em Educação, Ensino e Práticas Culturais, Unicamp, Campinas, 2014.

SAMIA, Mônica M. Diálogos formativos: singularidades nas experiências de formadores da educação infantil. – 2016. 245 f. Tese (Doutorado) - Curso de Doutorado em Educação, Currículo e (IN) formação, Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2016.

STATONATO, Soraia C. A formação dos formadores: uma análise do processo formativo. 2010. 106 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Mestrado em Educação, Universidade Cidade de São Paulo, São Paulo, 2010.

SOLIGO, Rosaura. Quem forma quem? Instituições de sujeitos. 2007. 212 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Mestrado em Educação, Ensino e Práticas Culturais, Unicamp, Campinas, 2007.

VAILLANT, Denise. Formação de Formadores: Estado da Prática. Preal, Online, v. 25, n. 25, p.1-60, out. 2003. Disponível em: <http://www.preal.org/BibliotecaDes.asp?id=36&Camino;=> Acesso em: 28 dez. 2015.

Downloads

Publicado

2021-07-25

Como Citar

Frauendorf, R. B. de S., & Prado, G. do V. T. (2021). Percurso da composição de uma coleção de produções acadêmicas em educação sobre formador de formadores. Olhares: Revista Do Departamento De Educação Da Unifesp, 9(2), 120–142. https://doi.org/10.34024/olhares.2021.v9.11254