Autores e alvos da agressão: um estudo da violência escolar em escolas públicas e particulares de Campo Grande/MS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34024/olhares.2021.v9.11236

Palavras-chave:

Violência Escolar, Autores da agressão, Alvos da agressão

Resumo

Este artigo apresenta resultados parciais da pesquisa em andamento Violência escolar: discriminação, bullying e responsabilidade, que tem como pressuposto teórico-metodológico a teoria crítica da sociedade. Os participantes do estudo foram 393 alunos (205 de três escolas públicas municipais e 188 de três particulares) do nono ano do ensino fundamental do município de Campo Grande (MS). O instrumento empregado na coleta de dados foi a Escala de Identificação de Bullying (Escala B). O objetivo consistiu em analisar as indicações dos alunos em relação a aspectos da violência escolar: características dos autores e dos alvos da violência; motivos que levam a ser autor de agressão; e sentimentos dos autores e dos alvos da agressão. Dos resultados quanto às características dos autores: fortes, magros, populares, bons esportistas e com más notas; e dos alvos: fracos, gordos, impopulares, maus esportistas e com boas notas. Os motivos se referem a não ter o que fazer, falta de respeito e não ter limites. Quanto aos sentimentos dos autores: covardia, ódio e como não perdedor; e dos alvos: ódio, desejo de vingança, tristeza, inferioridade e desconsiderado/insignificante. Portanto, o estudo sobre a violência escolar a partir dos autores e alvos da agressão evidenciam as dimensões ideológicas e psicológicas implicadas nas relações sociais e que colocam à mostra a cruel e contraditória realidade frente à violência escolar. Não se pode negligenciar que a repetição compulsiva dos atos de violência acaba por levar alunos e professores a se acomodarem diante de sua existência, a se tornarem indiferentes frente à barbárie.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Branca Maria de Meneses, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Possui graduação em Psicologia pela Universidade Católica Dom Bosco (1979); especialização em educação especial pela Universidade Federal de MS e em psicanálise pela Universidade Católica Dom Bosco/ Grupo de Estudos Psicanalíticos; mestrado em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (1995) e doutorado em Psicologia (Psicologia Social) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2007). Atualmente é professor, com dedicação exclusiva, na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Dulce Regina dos Santos Pedrossian, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Doutora em Psicologia Social pela PUCSP (2005). Mestre em Educação (Escolar e Formação de Professores) pela Universidade Católica Dom Bosco – UCDB (1998). Especialização em Saúde Pública pela Escola de Saúde Pública Dr. Jorge David Nasser (1980). Graduada em Licenciatura em Psicologia pelas Faculdades Unidas Católicas de Mato Grosso – FUCMT (1979). Graduada em Psicologia pelas Faculdades Unidas Católicas de Mato Grosso – FUCMT (1980). Graduada em Filosofia pela Universidade Católica Dom Bosco – UCDB (2015). Aposentada como Psicóloga (Professora Colaboradora) pela UFMS e atua atualmente como Professora Colaboradora (UFMS).

Rejane de Aquino Souza, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Doutoranda em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano (USP). Mestra em Psicologia (UFMS). Especialista em Libras - Tradução/Interpretação e Docência (UCAM). Psicóloga (UCDB) e Licenciada em Psicologia (UCDB) e Pedagogia (UFGD). Atua efetivamente como docente (UFMS).

Rayane de Sousa Matos da Costa, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Graduada em Psicologia pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Mestre em Psicologia pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (PPGPsico/UFMS), Pós-graduanda em Psicopedagogia (Uniasselvi).

Angelo Luiz Ferro, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Graduado em Psicologia pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e Mestre em Psicologia pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (PPGPsico/UFMS).

Referências

ADORNO, Theodor. Educação e emancipação. Tradução de Wolfang Leo Maar. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1971-1995.
ADORNO, Theodor; HORKHEIMER, Max. Dialética do esclarecimento: fragmentos filosóficos. Tradução de Guido Antonio de Almeida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1944-1985.
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EMPRESAS DE PESQUISA (ABEP). Critério de Classificação Econômica do Brasil (CCEB), 2008. Disponível em: <http://www.abep.org/criterio-brasil>. Acesso em: 17 nov. 2016.
BENJAMIN, Walter. Origem do drama barroco alemão. Tradução de Sérgio Paulo Rouanet. São Paulo: Brasiliense S.A., 1963-1984.
CROCHICK, José Leon; CROCHICK, Nicole. Bullying, preconceito e desempenho escolar: uma nova perspectiva. São Paulo: Benjamin, 2017.
CROCHICK, José Leon. Preconceito e bullying: marcas da regressão psíquica socialmente induzida. Psicologia USP, v. 30, p. 1-11, 2019. Disponível em: <https://www.scielo.br/pdf/pusp/v30/1678-5177-pusp-30-e190006.pdf>. Acesso em: 20 mar. 2020.
CROCHÍK, José Leon. A formação do indivíduo e a dialética do esclarecimento. Nuances - Vol. VII - N. 7 - Setembro de 2001, p. 1-9. Disponível em: <https://revista.fct.unesp.br/index.php/Nuances/article/view/129/172>. Acesso em: 28 jul. 2020.
CROCHÍK, José Leon. Preconceito, indivíduo e cultura. São Paulo: Robe, 1997.
CROCHÍK, José Leon. Violência escolar: discriminação, bullying e responsabilidade: projeto de pesquisa. São Paulo: USP, 2014 (impresso).
FRANCISCATTI, Kety Valéria Simões. À felicidade na liberdade ou à felicidade na ausência de liberdade. Psicologia & Sociedade, v. 14, n. 1, 2002, p. 123-140. Disponível em: <https://www.scielo.br/pdf/psoc/v14n1/v14n1a08.pdf>. Acesso em: 20 abr. 2020.
FREUD, Sigmund. O Estranho. Edição Standard Brasileiras das Obras Completas de Sigmund Freud, v. XVII, pp. 233-269. Tradução de James Strachey. Rio de Janeiro: Imago, 1919-1996.
HORKHEIMER, Max; ADORNO, Theodor. Temas básicos da sociologia. Tradução de Álvaro Cabral. São Paulo: Cultrix; Edusp, 1956-1973.
HORKHEIMER, Max. Eclipse da razão. Tradução de Sebastião Uchoa Leite. São Paulo: Centauro, 1947-2002.
MARCUSE, Herbert. O homem unidimensional: estudos da ideologia da sociedade industrial avançada. Tradução de Robespierre de Oliveira, Deborah Christina Antunes e Rafael Cordeiro Silva. São Paulo: Edipro, 1964-2015.
TODOROV, Tzvetan. Goya à sombra das Luzes. Tradução de Joana Angélica d’Avila Melo. São Paulo: Companhia das Letras, 2011-2014.

Downloads

Publicado

2021-04-21

Como Citar

Maria de Meneses, B., Regina dos Santos Pedrossian, D., de Aquino Souza, R., de Sousa Matos da Costa, R., & Luiz Ferro, A. (2021). Autores e alvos da agressão: um estudo da violência escolar em escolas públicas e particulares de Campo Grande/MS. Olhares: Revista Do Departamento De Educação Da Unifesp, 9(1), 129–149. https://doi.org/10.34024/olhares.2021.v9.11236