Pesca e aquicultura: técnicas de Educação Ambiental no ensino fundamental, Marajó (PA)

  • Fabricio Silva IFPA
  • Ramila Diniz Miranda Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará, Campus Breves, PA.
  • Antonia Rafaela Gonçalves Macedo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará, Campus Breves, PA.
  • Ana Célia Barbosa Guedes Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará, Campus Breves, PA.
  • Netanias Mateus de Souza Castro Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará, Campus Breves, PA.
  • Julia Siqueira Moreau Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará, Campus Breves, PA.
  • Arllen Élida Aguiar Paumgartten Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará, Campus Breves, PA.
  • Raoani Cruz Mendonça Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará, Campus Breves, PA.
  • Manoel Luciano Aviz de Quadros Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará, Campus Breves, PA.
  • Luã Caldas de Oliveira Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará, Campus Breves, PA.
Palavras-chave: recursos pesqueiros, meio ambiente, percepção, ensino.

Resumo

Este trabalho teve como objetivo aplicar técnicas de Educação Ambiental (EA) aos estudantes da escola Adventista de Breves, Arquipélago do Marajó (Pará, Brasil), integrada aos assuntos da pesca e aquicultura. Foi utilizada a abordagem qualitativa e quantitativa. Para coleta de dados foi aplicado um questionário, palestras, atividade virtual de ensino/aprendizagem, demonstrativa e aplicação da escala hedônica facial, para 29 discentes do ensino fundamental. Os resultados indicam que o uso das técnicas de EA são importantes na escola, assim como o direcionamento para gerar mudanças de comportamento em relação ao meio ambiente. Foi possível identificar que 91% estudantes possuem conhecimentos sobre EA, uma parcela considerável não sabe que a pesca predatória pode acarretar a extinção de peixes, demonstrando que projetos de Educação Ambiental voltados para aquicultura são necessários para uma melhor conscientização ambiental.

Referências

AFONSO, S.L.A. Diferenças no reconhecimento de expressões Faciais de emoção em ocupações laborais distintas. Dissertação de Mestrado (Programa de Pós-graduação em Ciências do Comportamento, do Departamento de Processos Psicológicos Básicos, Instituto de Psicologia). Universidade de Brasília, 65p, 2017.

ALARCON, A.M.Y.; BOELTER, R.A. O meio ambiente segundo alunos do 5º ano do ensino fundamental. Revista Insignare, Scientia, v. 2, n. 2, 2019.

APPOLO, C.B.; NISHIJIMA, T. Educação Ambiental voltada à piscicultura praticada por pequenos produtores rurais. Revista Eletrônica em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental, v.2, n°2, p. 214 - 224, 2011.

BRASIL. Política Nacional de Educação Ambiental, Lei nº 9.795. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 27 abr. 1999. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9795htm>. Acesso em: 10 julho. 2019.

BRASIL. Concelho nacional de Educação; Câmera de Educação Básica. Resolução nº7, de 14 de dezembro. Fixa Diretrizes Curriculares Nacional para o Ensino Fundamental de (9) anos. Diário Oficial da União, Brasília, 15 de dezembro de 2010. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/rceb007_10.pdf>. Acesso em: 03 set. 2019.

BRASIL. Concelho nacional de Educação; Câmera de Educação Básica. Resolução nº7, de 14 de dezembro. Fixa Diretrizes Curriculares Nacional para o Ensino Fundamental de (9) anos. Diário Oficial da União, Brasília, 15 de dezembro de 2010. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/rceb007_10.pdf>. Acesso em: 03 set. 2019.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: meio ambiente e saúde. Brasília: MEC/ SEF, 1997. Disponível em:< http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/livro091.pdf>. Acesso em: 03 set. 2019.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: ciências naturais. Brasília: MEC/ SEF, 1998. Disponível em:< http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/ciencias.pdf>. Acesso em: 03 Set. 2019.

BALDISSEROTTO, B.; BARATA, L.E.S.; SILVA, A.S.; LOBATO, W.F.F.; SILVA, L.L.; TONI, C.; SILVA, L.V.F. Anesthesia of tambaqui Colossoma macropomum (Characiformes: Serrasalmidae) with the essential oils of Aniba rosaeodora and Aniba parviflora and their major compound, linalool. Neotropical Ichthyology, 16(1),170-128, 2018.

BERGANO, M.C.B; GARBIM, T. Ensino de natureza e sociedade na educação infantil. Londrina: editora e distribuidora S.A., 2017.

BONZANINI, T.K.; NUNES, A.B. O uso de vídeos em trabalhos com Educação Ambiental na Educação Básica, ambientalMENTEsustentable, v. II, n. 20, 1391-1409, 2015.

BOTELHO FILHO, G.F.; OLIVEIRA, N.A. A vida no aquário. São Paulo: Nobel, 1984.

BROWNSCOMBE, J. W.; HYDER, K.; POTTS, W.; WILSON, K.L.; POPE, K.L.; DANYLCHUK, A.J.; POST, J.R. The future of recreational fisheries: Advances in science, monitoring, management, and practice. Fisheries Research, 211, 247-255, 2019.

DAIRIKI, J.K.; SILVA, T.B.A. Revisão de literatura: exigências nutricionais do tambaqui- complicação de trabalho, formulação de ração adequadas e desafios futuros. Manaus: Embrapa Amazônia Ocidental, 2011.

DORIA, C.R.C.; LIMA, M.A.L.; ANGELINI, R. Ecosystem indicators of a small-scale fisheries with limited data in Madeira river (Brazil). Boletim do Instituto de Pesca, 44(3): 317, 2018.

DUTCOSKY, S.D. Análise sensorial de alimentos, 2ed. – Curitiba: Champagnat, 2007.

FERREIRA, L.C.; MARTINS, L.C.G.F.; PEREIRA, S.C.M.; RAGGI, D.G.; SILVA, J.G.F. Educação Ambiental e sustentabilidade na prática escolar. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 14, n 2: 201-214, 2019.

FRIEDLANDER, A.M. Marine conservation in Oceania: Past, present, and future. Marine Pollution Bulletin, 135, 139-149, 2018.

GARUTTI, V. Piscicultura ecológica. São Paulo: Unesp, 332 p., 2003.

GIL, A.C. Metas e técnicas de Pesquisa Social. 6 ed. São Paulo: ATLAS. 2012.

GONÇALVES, A.F.; SILVEIRA, A.S.; CRISTO, J.P.; GATINHO, R.G.B.S.; PEREIRA JUNIOR, A. A Educação Ambiental e o ensino de ciências (6º ao 9º ano) na escola pública e privada. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 14, n. 1: 394-415, 2019.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo demográfico brasileiro. Rio de Janeiro, 2010. Disponível em. <http://www.ibge.gov.br/home/>.

KLOETZEL, K.O. O que é meio ambiente. 2. ed. São Paulo: Brasiliense, 1998. (coleção primeiros passos).

LÍSBOA, M.; BARROS, J. Direito Humano ao Meio Ambiente. [S. l.]: INSC, 2008. Disponível em: <http://www.turminha.mpf.mp.br/para-o-professor/publicacoes/Direito%20Humano%20ao%20Meio%20Ambiente.pdf>. Acesso em: 10 julho. 2019.

LLORET, J., COWX, I.G., CABRAL, H., CASTRO, M., FONT, T., GONÇALVES, J.M.S.; ERZINI, K. Small-scale coastal fisheries in European Seas are not what they were: Ecological, social and economic changes. Marine Policy, 98, 176-186, 2016.

MACIEL, C.R.; VALENTI, W.C. Effect of tank colour on larval performance of the Amazon River prawn Macrobrachium amazonicum. Aquaculture Research, 45(6), 1041–1050, 2014.

MAGALHÃES, L.M.F. Plano De Educação Ambiental do Município de Breves; Princípios; Diretrizes e Políticas. Belém: Paka-Tatu, 2010.

MAGNUSSON, W.E. Turtle management as scientific experimentation. Chelonian Conservation and Biology, 4(3):722-723, 2003.

MEDEIROS, A.B.; MENDONÇA, M.J.S.L.; SOUSA, G.L.; OLIVEIRA, I.P. A Importância da Educação Ambiental na escola nas séries iniciais. Revista Faculdade Montes Belos, v. 4, n. 1, 2011.

MELO, S.S.; TRAJBER, R. Vamos cuidar do Brasil: conceitos e práticas em Educação Ambiental na escola. Brasília: Ministério da Educação, Coordenação Geral de Educação Ambiental: Ministério do Meio Ambiente, Departamento de Educação Ambiental: UNESCO, 2007.

MENEZES, T. A.; MENDONÇA, C. M. L. A.; ARAGÃO, U. S. A utilização de aquários e terrários como ferramenta de ensino: um olhar pelo viés da experimentação. In: Seminário de Iniciação Científica (SEMIC). Anais... Universidade Estadual de Feira de Santana/BA. UEFS, 2011.

NEVES, J.M.; COELHO, A.; PERALTA, N. Pescadores, barcos e frigoríficos: um estudo da cadeia produtiva do peixe liso na região de Tefé (AM). Revista GeoAmazônia, v. 07, n. 13, p. 183–201, 2019.

OLIVEIRA, C.C.; CHAGAS, R.J.; TEIXEIRA, P.M.M. A utilização de aquário como recurso didático para o ensino de Ciências em uma escola pública de Jequié/BA. Anais... Atas do IX Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências – IX ENPEC Águas de Lindóia, SP – 10 a 14 de Novembro de 2013.

OLIVEIRA, C.C.; JUCÁ-CHAGAS, R.; TEIXEIRA, P.M.M. O uso do aquário no ensino de Ciências em uma escola pública do município de Jequié/BA. In: XI Congresso Nacional de Ecologia e I Congresso Internacional de Ecologia. Anais... Porto Seguro: SBE, 2013.

REIGADA, C.; TOZONI-REIS, M. Educação Ambiental para crianças no ambiente urbano: uma proposta de pesquisa-ação. Ciência & Educação, v. 10, n. 2, p. 149-159, 2004.

REIGOTA, M. Meio ambiente e representação social. 7. ed. São Paulo: Cortez. 2007.

SAMPAIO, D.S.; TAGLIARO, C.H.; SCHNEIDER, H.; BEASLEY, C.R. Oyster culture on the Amazon mangrove coast: asymmetries and advances in an emerging sector. Reviews in Aquaculture, 0, 1-17, 2017.

SILVA JÚNIOR, A.R.; RODRIGUES, S.C.M.; CARVALHO, A.C. Pesca predatória do mapará (Hypophthalmus spp.) no município de Limoeiro do Ajuru (PA) e Educação Ambiental como instrumento mediador de interesses e conflitos. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 14, n 1: 81-100, 2019.

SILVA, F.N.L.; OLIVEIRA, L.C.; MANGAS, T.P.; SANTOS, A.S.; SILVA, F.R.; SANTOS, R.A. Cenário atual da atividade aquícola familiar em comunidades no município de Breves, ilha do Marajó, Pará, Brasil. Revista Unimar Ciências, v. 26, p. 1-2, 2017.

SOUZA, A.M.; MURATA, A.T. A piscicultura como estratégia de ensino nas escolas de educação do campo. Universidade Federal do Paraná, 14p, 2013.

TERTULIANO, S.A.; FIORI, S. Educação Ambiental nos anos iniciais do ensino fundamental: construindo sabers. Arquivos do MUDI, v 23, n 2, p. 111-128, 2019.

TOZONI-REIS, M.F.C. Metodologias Aplicadas à Educação Ambiental, 2 ed. Curitiba: IESDE Brasil, S. A., 2008.

VAROTTO, D.; ARAÚJO, L. Piscicultura e desenvolvimento sustentável: a piscicultura como estratégia de ensino no centro estadual de educação profissional agrícola Fernando Costa. Paraná, Cadernos PDE, v.1, 2016.

VERDELONE, T.H.; CAMPBELL, G.; ALEXANDRINO, C. Trabalhando Educação Ambiental com turmas do ensino fundamental I. Brazilian Journal of Development, Curitiba, v. 5, n. 6, p. 4675-4687, 2019.

VIANA, E.C.S.; OLIVEIRA JÚNIOR, G.M.; SOBRAL, E.C.M.N.C.; SOBRAL, S.E.C.; LIMA, O.M.L. A Educação Ambiental nos anos Iniciais do Ensino Fundamental. Revista Multidisciplinar e Psicologia, v. 13, n. 44, p. 620-634, 2019.

Publicado
2020-05-30
Como Citar
Silva, F., Miranda, R. D., Macedo, A. R. G., Guedes, A. C. B., Castro, N. M. de S., Moreau, J. S., Paumgartten, A. Élida A., Mendonça, R. C., Quadros, M. L. A. de, & Oliveira, L. C. de. (2020). Pesca e aquicultura: técnicas de Educação Ambiental no ensino fundamental, Marajó (PA). Revista Brasileira De Educação Ambiental, 15(3), 410-425. https://doi.org/10.34024/revbea.2020.v15.9974
Seção
Relatos de Experiências