Um debate no campo da Educação Ambiental sobre a patrimonialização de veículos na praia do Cassino, Rio Grande (RS)

  • Felipe Nobrega Ferreira Universidade Federal do Rio Grande
  • Gabriel Ferreira da Silva Universidade Federal do Rio Grande - FURG
  • José Vicente de Freitas Universidade Federal do Rio Grande - FURG
Palavras-chave: Patrimonialização Costeira, Educação Ambiental, Impactos Ambientais, Praia do Cassino.

Resumo

O presente estudo se propõe a realizar uma análise qualitativa sobre o caso de patrimonialização do uso de veículos automotores na faixa costeira do Balneário Cassino, cidade de Rio Grande – RS sob a perspectiva da Educação Ambiental. Partimos primeiro de um resgate histórico interpretativo dessa prática, seguido de uma análise do processo legal que culminou na aprovação da lei que transformou em Patrimônio da Cultura Imaterial o uso de carros na praia em 2017, bem como apresentamos as legislações pertinentes ao assunto do âmbito federal até o municipal, atentando-se às contradições existentes nos diferentes dispositivos legais que atravessam o tema. Em um segundo momento, nos debruçamos sobre os impactos ecossistêmicos que tal iniciativa traz à biodiversidade desse local, elencando um conjunto de riscos ambientais que estão em jogo. Por fim, apresentamos algumas alternativas que surgem do campo da Educação Ambiental que podem mediar uma nova postura ética no que tange ao uso de veículos na faixa costeira dessa praia.

Biografia do Autor

José Vicente de Freitas, Universidade Federal do Rio Grande - FURG
Professor titular do Instituto de Ciências Humanas da Informação da Universidade Federal do Rio Grande; Professor junto ao Programa de Pós-Graduação em Educação Ambiental da Universidade Federal do Rio Grande (PPGEA/FURG)
Publicado
2019-03-30
Como Citar
Ferreira, F. N., Silva, G. F. da, & Freitas, J. V. de. (2019). Um debate no campo da Educação Ambiental sobre a patrimonialização de veículos na praia do Cassino, Rio Grande (RS). Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 14(1), 245-262. https://doi.org/10.34024/revbea.2019.v14.2637
Seção
Artigos