O estado da arte das práticas didático-pedagógicas em Educação Ambiental (período de 2010 a 2017) na Revista Brasileira de Educação Ambiental

Autores

  • Gabrielle Silva Rodrigues Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
  • Benjamin Carvalho Teixeira Pinto Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
  • Lana Claudia de Souza Fonseca Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
  • Cristiana do Couto Miranda Instituto Federal do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2019.v14.2611

Palavras-chave:

Estado da arte, Meio ambiente, Práticas didático-pedagógicas.

Resumo

No cenário político, econômico e social, uma temática em relevância é o meio ambiente. Entretanto, a temática apresenta muitas discussões epistemológicas inseridas no campo teórico e há uma escassez de propostas e reflexões práticas. Essas, quando ocorrem, persistem em abordagens conservadoras em Educação Ambiental. Este trabalho, baseado em pesquisa do estado da arte, expõe um panorama das práticas didático-pedagógicas em Educação Ambiental nas publicações da Revista Brasileira de Educação Ambiental (RevBEA), no período de 2010 a 2017. Foi identificado que as práticas didático-pedagógicas em Educação Ambiental têm alcançado alguns objetivos defendidos por autores da área, mas ainda carece de uma discussão entre teoria e prática em busca de uma Educação Ambiental Crítica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabrielle Silva Rodrigues, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Licenciada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). Atua nas áreas de Ensino de Ciências e Biologia, Educação Ambiental e Educação em Espaços Não Formais.

Benjamin Carvalho Teixeira Pinto, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Doudor em Ciências Biológicas. Professor lotado no Departamento de Teoria e Planejamento de Ensino (DTPE), Instituto de Educação da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Professor Pesquisador no Mestrado Profissional do Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática.

Lana Claudia de Souza Fonseca, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Doutora em Educação pela Universidade Federal Fluminense. Professora Associada do Instituto de Educação da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, na área de Ensino de Ciências e Biologia. Professora Pesquisadora no Mestrado Profissional do Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática.

Cristiana do Couto Miranda, Instituto Federal do Rio de Janeiro

Doutora em Ciências Ambientais e Florestais pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Professora efetiva e Coordenadora de Pesquisa do IFRJ (Instituto Federal do Rio de Janeiro - Campus Pinheiral). Integrante do Comitê Técnico de Bacias hidrográficas do Médio Paraíba. Tem experiência em Biologia, com ênfase em Ecologia e Conservação da Natureza, atuando principalmente nos seguintes temas: Meio Ambiente, restauração ecológica, fragmentação florestal, bacias hidrográficas, geoprocessamento, matéria orgânica do solo, ciclagem de nutrientes.

Downloads

Publicado

30-03-2019

Como Citar

Rodrigues, G. S., Pinto, B. C. T., Fonseca, L. C. de S., & Miranda, C. do C. (2019). O estado da arte das práticas didático-pedagógicas em Educação Ambiental (período de 2010 a 2017) na Revista Brasileira de Educação Ambiental. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 14(1), 9–28. https://doi.org/10.34024/revbea.2019.v14.2611

Edição

Seção

Artigos
Recebido: 2018-06-24
Aceito: 2018-12-15
Publicado: 2019-03-30

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.