(Re)Educação Ambiental para infratores no Amazonas: estratégias e macrotendências pedagógicas

Autores

  • Ivan Nunes Souza Universidade Federal do Amazonas/Mestrando em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia. http://orcid.org/0000-0001-8355-8402
  • Maria Olívia Albuquerque Ribeiro Simão Universidade Federal do Amazonas/Professora do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal do Amazonas. Diretora da Divisão de Formação Educação Ambiental do Centro de Ciências do Ambiente da UFAM. Secretária Executiva Adjunta de Ciência e Tecnologia do Estado do Amazonas.
  • Adalberto Carim Antônio Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas/Juiz Titular da Vara Especializada do Meio Ambiente e de Questões Agrárias.
  • Henrique dos Santos Pereira Universidade Federal do Amazonas/Professor Associado do Departamento de Ciências Fundamentais e Desenvolvimento Agrícola da Faculdade de Ciências Agrárias. Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia.

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2018.v13.2603

Palavras-chave:

Educação Ambiental, Crimes Ambientais, Penas Alternativas.

Resumo

A Educação Ambiental como alternativa penal representa uma inovação das práticas judiciais. A respeito disso, foram realizadas, no Amazonas, no período de 2004 a 2018, Oficinas de Reeducação Ambiental objetivando evitar a reincidência de crimes ambientais. Esta iniciativa se constitui em um esforço conjugado entre órgãos federais, estaduais e municipais. Este artigo pretende analisar a estrutura metodológica e a vinculação político-pedagógica dessas oficinas. Foram analisadas entrevistas e documentos oficiais. Os temas abordados nas oficinas são representativos dos tipos de crimes mais praticados no período e revelam a vinculação à tendência político-pedagógica “Conservacionista” de Educação Ambiental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ivan Nunes Souza, Universidade Federal do Amazonas/Mestrando em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia.

Mestre em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia pela Universidade Federal do Amazonas UFAM; Especialista em Filosofia pela UFAM. Licenciado em Filosofia pela UFAM (2000); Professor da Secretaria de Estado da Educação e Qualidade do Ensino do Amazonas e Professor da Secretaria Municipal de Educação de Manaus.

Maria Olívia Albuquerque Ribeiro Simão, Universidade Federal do Amazonas/Professora do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal do Amazonas. Diretora da Divisão de Formação Educação Ambiental do Centro de Ciências do Ambiente da UFAM. Secretária Executiva Adjunta de Ciência e Tecnologia do Estado do Amazonas.

Doutora em Biologia de Água Doce e Pesca Interior pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia - INPA (2009), Mestre em Entomologia pelo INPA (1994) e Graduada em Licenciatura em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Amazonas UFAM (1990). Atualmente é professora do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal do Amazonas UFAM e Diretora da Divisão de Formação e Educação Ambiental do Centro de Ciências do Ambiente CCA/UFAM e Assumiu o cargo de Secretária Executiva Adjunta de Ciência e Tecnologia do Estado do Amazonas.

Adalberto Carim Antônio, Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas/Juiz Titular da Vara Especializada do Meio Ambiente e de Questões Agrárias.

Juiz de Direito Titular da Vara Especializada do Meio Ambiente e Questões Agrárias do Tribunal de Justiça do Amazonas. Doutor em Direito pela Universidade de Limoges na França. Mestre em Direito do Meio Ambiente e do Urbanismo pela Universidade de Limoges na França. Especialista em Metodologia de Avaliação de Impactos Ambientais pela Universidade do Tennessee. Especialista em Direito Ambiental pela Universidade Federal do Amazonas.

Henrique dos Santos Pereira, Universidade Federal do Amazonas/Professor Associado do Departamento de Ciências Fundamentais e Desenvolvimento Agrícola da Faculdade de Ciências Agrárias. Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia.

Professor Associado do Departamento de Ciências Fundamentais e Desenvolvimento Agrícola da Faculdade de Ciências Agrárias da Universidade Federal do Amazonas, UFAM. Doutor em Ecologia, em 1999, pela The Pennsylvania State University, PSU, Estados Unidos, com o título: “Common Property Regimes in Amazonian Fisheries”. Mestre em Biologia (Ecologia), em 1992, pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, INPA. Coordenador do Programa de Pós-graduação em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia, PPGCASA/UFAM, atua como professor e pesquisador conveniado do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.

Downloads

Publicado

2018-12-30

Como Citar

Souza, I. N., Simão, M. O. A. R., Antônio, A. C., & Pereira, H. dos S. (2018). (Re)Educação Ambiental para infratores no Amazonas: estratégias e macrotendências pedagógicas. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 13(4), 30–50. https://doi.org/10.34024/revbea.2018.v13.2603

Edição

Seção

Artigos
Recebido em 2018-06-10
Aceito em 2018-10-17
Publicado em 2018-12-30